Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

10 principais dúvidas dos investidores

Escrito por: Mateus Carvalho em 27 de dezembro de 2018

Todas as pessoas que investem o dinheiro precisam ter uma noção básica sobre o mercado financeiro. Ter conhecimento na área em que você aplica o seu dinheiro é fundamental para ter um retorno maior. Porém, nem sempre é isso que acontece, principalmente porque no meio do caminho podem surgir algumas dúvidas dos investidores.

Mas, não se preocupe, porque é comum ter dúvidas. E não é apenas quem está começando a aplicar no mercado financeiro que costuma ter algumas incertezas, os mais experientes também podem ter dúvidas.

dúvidas-dos-investidores

Um exemplo é que se você está começando a formar sua carteira de investimentos, precisa saber o que de fato está sendo feito. Quando não se sabe o que significa uma carteira de investimentos e como ela funciona, isso pode resultar em decisões equivocadas em relação aos investimentos.

Se você costuma ter algumas dúvidas às vezes, esquece algum termo, ou até mesmo como funciona um determinado investimento, saiba que não é o único. Confira as 10 principais dúvidas dos investidores, com as respectivas respostas.

Principais dúvidas dos investidores

1) O que é um título?

Os títulos financeiros são “papéis” vendidos tanto pelos governos quanto pelas empresas ao mercado financeiro, essa é uma forma encontrada para que eles possam obter recursos financeiros. Os títulos são emitidos pelo Tesouro Nacional e servem para financiar a dívida pública nacional.

Esses títulos têm várias características consideradas atraentes para os investidores. Sendo algumas delas a grande previsibilidade de retorno, liquidez diária, baixo risco de crédito, baixo custo e a solidez de uma grande instituição por trás.

2) O que são os ativos de rendimentos fixos e rendimentos variáveis?

Os ativos são um veículo específico do seu investimento. Para explicar melhor, veja esse exemplo: se o governo precisa de dinheiro para se financiar, ele vai ao mercado e oferece uma determinada taxa de remuneração pelo dinheiro.

E esse é o juros que o governo está disposto a pagar e você, como investidor, pode emprestar e receber a taxa combinada. É esse valor nominal que é fixado e possui uma evolução constante que é chamado de renda fixa.

3) Qual a diferença entre data de carência e data de vencimento em títulos de renda fixa?

Se você investe em renda fixa, provavelmente já deve ter visto esses dois termos: data de carência e data de vencimento. Mas você sabe o que significa cada uma delas? Chega a confundir os dois termos? Para não errar mais saiba a definição de cada uma delas.

A data de carência é o momento a partir do qual o investidor pode vender o ativo. Já a data de vencimento é quando o ativo se encerra e o investidor recebe a remuneração a que tem direito.

Porém, é importante ficar atento, porque essas datas podem ser iguais. Isso acontece quando não há a possibilidade de venda antecipada ou quando o ativo permite liquidez diária.

É importante estar atento aos CRIs, CRAs e debêntures porque o processo de venda antecipada é um pouco diferente. Isso porque normalmente não existe um prazo de carência indicado. Para esses casos, é necessário entrar em contato com o assessor de investimentos para verificar essa possibilidade.

4) Quanto devo investir?

Esta é uma das dúvidas mais comuns dos investidores. É importante saber a quantia que deve ser destinada para cada investimento que você for fazer. E essa é uma decisão particular de cada um, que deve ser tomada antes de se iniciar os aportes.

É necessário frisar que existem produtos de investimentos que têm um valor mínimo para aplicação, como o LCI, LCA, RDB, CDB, que variam de acordo com a instituição. Esse é um detalhe que os investidores não podem deixar passar e que deve ser levado em consideração na hora de saber quanto investir.

5) O mercado de ações é arriscado?

Um ativo arriscado é aquele considerado com maior chance de perda. Já uma ação é um ativo que apresenta rendimento variável, já que você está comprando um pedaço de uma empresa. O valor pode diminuir ou aumentar, de acordo com o desempenho da instituição.

Isso quer dizer que se a empresa for bem nos negócios, ela acabará valendo mais e a parte que você detém dela também. Assim como se ela for mal, o seu rendimento, consequentemente, irá cair.

6) Liquidez diária ou resgate no vencimento, qual é o melhor?

A liquidez é a capacidade de um investimento em se transformar em dinheiro sem grandes perdas de valor. Sendo assim, você precisa pensar se deve investir em produtos com alta ou baixa liquidez, principalmente por causa do seu planejamento financeiro.

Por isso, um produto de investimento com liquidez diária oferece opção de resgate do valor aplicado diariamente, como é o caso da caderneta de poupança. Enquanto outros produtos possuem liquidez somente no vencimento, permitem o resgate do valor investido por meio de negociações de mercado secundário ou apenas no resgate do investimento.

7) Por que é necessário preencher o perfil de investidor?

Quando você abre uma conta em uma instituição financeira, é necessário preencher um questionário que determinará o seu perfil de investidor. Isso é preciso para que as instituições possam recomendar os melhores produtos para você. Além de prestar serviços e realizar transações para os clientes.

Esse perfil ainda permite que as empresas entendam os objetivos do investidor, os conhecimentos sobre os produtos e investimentos. Dessa forma, ainda é possível o suporte necessário para cada perfil de investidor.

8) Qual o meu perfil de investidor?

Saber qual é o seu perfil de investidor é fundamental para aplicar o seu dinheiro. Isso porque você consegue ter um maior domínio sobre as escolhas de investimentos que melhor se encaixam no seu perfil e nos objetivos pessoais.

Outra informação que é possível saber por meio do seu perfil é qual o grau de tolerância ao risco, se ele será alto ou baixo. Por isso, ao começar a investir seu dinheiro, procure saber qual o seu perfil de investidor.

9) Por quanto tempo devo deixar o dinheiro investido?

Essa é uma das principais dúvidas dos investidores. Isso acontece quando o investidor não sabe quais são os seus objetivos e, consequentemente, não sabe responder por quanto tempo o dinheiro deve permanecer aplicado.

Para começar, você precisa identificar os seus objetivos e definir de que forma o dinheiro investido será utilizado para realizar as suas metas.

Depois, você precisará separar os objetivos de curto, médio e longo prazo. Dessa forma, será mais fácil de saber qual é o tempo necessário para manter o seu dinheiro no investimento.

10) Como comprar ações no mercado fracionário?

Os investidores podem negociar as ações no lote padrão ou no mercado fracionário. O primeiro trabalha com pacotes que costumam ter 100 ações, enquanto no segundo o investidor pode comprar e vender ações avulsas, que variam de uma a 99.

É importante lembrar que as operações no mercado fracionário são sempre seguidas pela letra “F”, no código do ativo.

E-book grátis: guia do investidor iniciante

Você é um investidor iniciante e não sabe por onde começar? Quer despertar isso em você, mas investindo da maneira certa? Tem receio de investir seu dinheiro em algo pois pode não gerar um bom retorno?

Se você não é da área financeira e, principalmente, se é ‘de Humanas’ ou ainda, não consegue compreender como o mercado financeiro funciona, deve chegar a tremer de pavor quando ouve a palavra investimento. Clique na imagem abaixo e baixa agora mesmo o e-book gratuito Guia do Investidor Iniciante!

baixar ebook gratis

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe um comentário

Posts relacionados

Inimigos do investidor inteligente
startups
commodities
Investimentos para iniciantes
taxa-de-corretagem