Mais
    InícioNotíciasInvestimentosSaiba como calcular o rendimento da poupança

    Saiba como calcular o rendimento da poupança

    2.9
    (14)

    Calcular o rendimento da poupança é fundamental para os brasileiros. Afinal, a modalidade segue sendo seu investimento preferido. É o que diz pesquisa da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

    O estudo aponta que a poupança é utilizada por 29% dos investidores, o que equivale a cerca de 30 milhões de pessoas. Porém, essa preferência teve queda de 8% em comparação com o ano anterior.

    Estes que se mantiveram fiéis, obtiveram um aumento em seus rendimentos graças à alta da Selic feita pelo Banco Central este ano. Entretanto, ainda perdendo da inflação, que teve em novembro a maior alta para o mês desde 2002.

    Como calcular o rendimento da poupança?

    Todas as regras da remuneração dos depósitos de poupança são estabelecidas no artigo 12 da Lei 8.177, de 1991, alterada pela Medida Provisória 567, de 2012.

    Para calcular o rendimento da poupança, a remuneração básica é pela Taxa Referencial (TR). O índice de rentabilidade pode ser obtido dia a dia. Em termos técnicos:

    Art. 12. Em cada período de rendimento, os depósitos de poupança serão remunerados:

    I – como remuneração básica, por taxa correspondente à acumulação das TRD, no período transcorrido entre o dia do último crédito de rendimento, inclusive, e o dia do crédito de rendimento, exclusive;

    II – como remuneração adicional, por juros de:

    a) 0,5% ao mês, enquanto a meta da taxa Selic ao ano, definida pelo Banco Central do Brasil, for superior a 8,5%.

    b) 70% da meta da taxa Selic ao ano, definida pelo Banco Central do Brasil, mensalizada, vigente na data de início do período de rendimento, nos demais casos.

    Ainda, a remuneração será calculada sobre o menor saldo de cada período de rendimento.

    Esse período, para pessoas físicas e entidades sem fins lucrativos, é o mês corrido, a partir da data de aniversário da conta de depósito de poupança. Para os demais depósitos, o trimestre é a partir do aniversário da conta.

    Esse “aniversário da conta” é o dia do mês de sua abertura, com exceção das contas abertas nos dias 29, 30 e 31, em que o dia 1° do mês seguinte será considerado.

    + Existe melhor banco para investir na poupança? Saiba agora

    O rendimento é mensal, na data de aniversário da conta, para pessoa física e de entidades sem fins lucrativos e trimestral para os demais.

    Isso significa que se você sacar antes do dia do aniversário, não terá o rendimento, apenas o valor inicial depositado.

    Cenário com Selic em 8,5%

    Quanto rende R$100 mil na poupança com a taxa básica de juros acima 8,5% ao ano? Neste caso, é preciso considerar o rendimento da poupança como de 0,5% ao mês + TR.

    Então, se a TR estiver zerada, o cálculo é o seguinte:

    • Ano — 0,5% x 12 meses + TR = 6%. O rendimento anual seria de R$6 mil;
    • Mês — 0,5% +TR = 0,5%. O rendimento mensal seria de R$500.

    Nesse caso, o saldo da poupança depois de 12 meses seria de R$106 mil, sem considerar os juros compostos.

    Calcular o rendimento da poupança: mudança das regras

    O Banco Central estuda alterar a fórmula de calcular o rendimento da poupança. É o que disse o presidente da autarquia, Roberto Campos Neto, em evento do setor imobiliário.

    Entretanto, a mudança não será imediata, ela será feita em etapas e passará por consulta pública.

    A mudança deve ocorrer porque como visto acima, hoje, a caderneta de poupança rende 70% da Selic mais a Taxa Referencial, que está zerada.

    tela de uma calculadora fazendo uma conta
    A fórmula atual para calcular o rendimento da poupança é de 70% da taxa Selic mais a Taxa Referencial

    Mas isso só vale com a taxa básica de juros abaixo de 8,5%. Se ela ultrapassar essa porcentagem, aí o rendimento da poupança vai para 0,5% ao mês.

    Ou seja, diante do ciclo de altas na Selic e com a previsão de mais um aumento na última reunião do Copom deste ano, a fórmula pode mudar.

    A proposta do BC é que a correção dessa aplicação seja justamente mais próxima daquela utilizada para realizar financiamentos imobiliários, permitindo assim um casamento de prazos e indexadores. A transição é apoiada por representantes do setor.

    A modificação em estudo do BC, que já dura um ano e pode ser anunciada já no próximo ano, diminuiria a demanda por tanto aporte para reserva e, com isso, sobrariam mais recursos para o sistema.

    + Taxa Selic pode superar 8% até final de 2021. Entenda!

    Atualmente, a poupança é o investimento em renda fixa de menor rentabilidade do mercado, acompanha a Selic e, quando há altas na taxa básica de juros, é uma aplicação mais atrativa por possuir menos riscos, com menos instabilidade diária.

    Entretanto, em um cenário de inflação fora de controle como o atual, pode se tornar desinteressante, pois existem outros tipos de investimentos igualmente com baixo risco e mais retorno.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe e continue a acompanhar diariamente os conteúdos no site do FinanceOne.

    O que achou disso?

    Média da classificação 2.9 / 5. Número de votos: 14

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasInvestimentosSaiba como calcular o rendimento da poupança

    Saiba como calcular o rendimento da poupança

    2.9
    (14)

    Calcular o rendimento da poupança é fundamental para os brasileiros. Afinal, a modalidade segue sendo seu investimento preferido. É o que diz pesquisa da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

    O estudo aponta que a poupança é utilizada por 29% dos investidores, o que equivale a cerca de 30 milhões de pessoas. Porém, essa preferência teve queda de 8% em comparação com o ano anterior.

    Estes que se mantiveram fiéis, obtiveram um aumento em seus rendimentos graças à alta da Selic feita pelo Banco Central este ano. Entretanto, ainda perdendo da inflação, que teve em novembro a maior alta para o mês desde 2002.

    Como calcular o rendimento da poupança?

    Todas as regras da remuneração dos depósitos de poupança são estabelecidas no artigo 12 da Lei 8.177, de 1991, alterada pela Medida Provisória 567, de 2012.

    Para calcular o rendimento da poupança, a remuneração básica é pela Taxa Referencial (TR). O índice de rentabilidade pode ser obtido dia a dia. Em termos técnicos:

    Art. 12. Em cada período de rendimento, os depósitos de poupança serão remunerados:

    I – como remuneração básica, por taxa correspondente à acumulação das TRD, no período transcorrido entre o dia do último crédito de rendimento, inclusive, e o dia do crédito de rendimento, exclusive;

    II – como remuneração adicional, por juros de:

    a) 0,5% ao mês, enquanto a meta da taxa Selic ao ano, definida pelo Banco Central do Brasil, for superior a 8,5%.

    b) 70% da meta da taxa Selic ao ano, definida pelo Banco Central do Brasil, mensalizada, vigente na data de início do período de rendimento, nos demais casos.

    Ainda, a remuneração será calculada sobre o menor saldo de cada período de rendimento.

    Esse período, para pessoas físicas e entidades sem fins lucrativos, é o mês corrido, a partir da data de aniversário da conta de depósito de poupança. Para os demais depósitos, o trimestre é a partir do aniversário da conta.

    Esse “aniversário da conta” é o dia do mês de sua abertura, com exceção das contas abertas nos dias 29, 30 e 31, em que o dia 1° do mês seguinte será considerado.

    + Existe melhor banco para investir na poupança? Saiba agora

    O rendimento é mensal, na data de aniversário da conta, para pessoa física e de entidades sem fins lucrativos e trimestral para os demais.

    Isso significa que se você sacar antes do dia do aniversário, não terá o rendimento, apenas o valor inicial depositado.

    Cenário com Selic em 8,5%

    Quanto rende R$100 mil na poupança com a taxa básica de juros acima 8,5% ao ano? Neste caso, é preciso considerar o rendimento da poupança como de 0,5% ao mês + TR.

    Então, se a TR estiver zerada, o cálculo é o seguinte:

    • Ano — 0,5% x 12 meses + TR = 6%. O rendimento anual seria de R$6 mil;
    • Mês — 0,5% +TR = 0,5%. O rendimento mensal seria de R$500.

    Nesse caso, o saldo da poupança depois de 12 meses seria de R$106 mil, sem considerar os juros compostos.

    Calcular o rendimento da poupança: mudança das regras

    O Banco Central estuda alterar a fórmula de calcular o rendimento da poupança. É o que disse o presidente da autarquia, Roberto Campos Neto, em evento do setor imobiliário.

    Entretanto, a mudança não será imediata, ela será feita em etapas e passará por consulta pública.

    A mudança deve ocorrer porque como visto acima, hoje, a caderneta de poupança rende 70% da Selic mais a Taxa Referencial, que está zerada.

    tela de uma calculadora fazendo uma conta
    A fórmula atual para calcular o rendimento da poupança é de 70% da taxa Selic mais a Taxa Referencial

    Mas isso só vale com a taxa básica de juros abaixo de 8,5%. Se ela ultrapassar essa porcentagem, aí o rendimento da poupança vai para 0,5% ao mês.

    Ou seja, diante do ciclo de altas na Selic e com a previsão de mais um aumento na última reunião do Copom deste ano, a fórmula pode mudar.

    A proposta do BC é que a correção dessa aplicação seja justamente mais próxima daquela utilizada para realizar financiamentos imobiliários, permitindo assim um casamento de prazos e indexadores. A transição é apoiada por representantes do setor.

    A modificação em estudo do BC, que já dura um ano e pode ser anunciada já no próximo ano, diminuiria a demanda por tanto aporte para reserva e, com isso, sobrariam mais recursos para o sistema.

    + Taxa Selic pode superar 8% até final de 2021. Entenda!

    Atualmente, a poupança é o investimento em renda fixa de menor rentabilidade do mercado, acompanha a Selic e, quando há altas na taxa básica de juros, é uma aplicação mais atrativa por possuir menos riscos, com menos instabilidade diária.

    Entretanto, em um cenário de inflação fora de controle como o atual, pode se tornar desinteressante, pois existem outros tipos de investimentos igualmente com baixo risco e mais retorno.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe e continue a acompanhar diariamente os conteúdos no site do FinanceOne.

    O que achou disso?

    Média da classificação 2.9 / 5. Número de votos: 14

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?