Conheça 3 opções de programas de financiamento estudantil

0
680
Mulher comemorando graduação usando beca preta e segurando certificado
5
(1)

Muitos brasileiros têm o sonho de conquistar o diploma da graduação, já que essa é a chance de se realizar profissionalmente e aumentar as chances de conseguir um bom emprego. Mas quem não pode pagar pela faculdade acaba optando por programas de financiamento estudantil.

Anúncios

E dependendo do curso desejado pelo estudante, o alto valor das mensalidades pode ser um fator que impede a realização desse sonho.

Mas opções de programas de financiamento estudantil não faltam no mercado. E como escolher com tanta variedade? Somente pesquisando sobre as opções existentes você saberá qual é a que melhor atenderá às suas necessidades.

Anúncios

3 programas de financiamento estudantil 

Quer saber quais são as opções existentes de programas de financiamento estudantil? O FinanceOne preparou uma lista com os principais tipos para você escolher. Confira!

1) Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é o programa do Ministério da Educação, em vigor desde 2001. Ele é uma parceria do Governo Federal junto com a Caixa Econômica e o Banco do Brasil, que oferecem linhas de crédito com condições exclusivas para os estudantes.

O FIES já foi a principal porta de entrada para as faculdades particulares, era o financiamento mais procurado pelos alunos. Porém, a modalidade tem visto a procura cair por conta das regras mais rígidas que o governo tem proposto.

Anúncios

Para se ter uma ideia, em 2014 foram mais de 20% dos financiamentos realizados pelo FIES. Em 2017, a porcentagem chegou a somente 5,7%

O programa tem sofrido algumas alterações, atualmente o programa de financiamento estudantil funciona dessa forma:

-> Pode se inscrever no processo seletivo o candidato que participou do ENEM a partir da edição de 2010. Também é preciso ter tido uma média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a 0 na redação.

-> Para se inscrever nas modalidades FIES e P-Fies, é necessário que o candidato tenha renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

-> Durante o curso, o estudante financiado deve pagar mensalmente o valor da coparticipação, diretamente ao agente financeiro. Quando terminar os estudos, realizará o pagamento do saldo devedor de acordo com sua realidade financeira. Caso a pessoa não tenha renda, ela fará apenas o pagamento mínimo. 

-> O FIES é uma forma de ingresso, ou seja, o candidato não precisa fazer o Vestibular da instituição de ensino superior. A nota do ENEM será um dos itens avaliados.

-> O processo seletivo do FIES ocorre no início e no meio do ano. É importante acompanhar o site para ver as novidades, editais e prazos.

+ Como conseguir uma renda extra durante a faculdade

2) Financiamentos com bancos

Outra opção é recorrer ao financiamento dos bancos, que oferecem diversas modalidades de auxílio aos estudantes. Esta é uma forma privada de garantir uma vaga em universidades.

irlanda
Para quem não pode pagar uma faculdade particular, os programas de financiamento estudantil são uma opção

Diferentemente do FIES, muitos financiamentos estudantis de banco não são atrelados com a nota do Enem. Essa notícia é muito importante, pois amplia os horizontes de acesso e dá a possibilidade para qualquer pessoa.

Mas, por outro lado, os financiamentos privados exigem vínculo com o banco e avaliação de crédito. Desse jeito, é muito importante ter um score na média e não estar com o nome negativado, por exemplo. Assim, suas chances de arrumar um crédito universitário serão maiores.

Alguns bancos que possuem créditos de financiamento privado são: Bradesco, Santander e Banco do Brasil.

3) Pravaler

O Pravaler é mais um programa de financiamento universitário privado do Brasil. Muitos enxergam como um dos maiores, após o Fies. O estudante realiza o pagamento das parcelas diretamente a ele.

+ Saiba como conseguir um financiamento estudantil privado

Muitos escolhem o Pravaler pela praticidade e facilidade no processo de contratação, que é bem menos burocrático e mais flexível. 

Basta realizar o cadastro no site do programa e passar pela avaliação de crédito. Feito isso, o Pravaler vai confirmar os seus dados acadêmicos com a instituição de ensino. Se tudo estiver certo, basta enviar os documentos para partir para a assinatura do contrato e esperar o e-mail de confirmação do financiamento.

Gostou deste conteúdo? Ele te ajudou? Então compartilhe-o com outras pessoas que possam ter feito o Enem e precisam de ajuda com financiamento estudantil.

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui