Início Notícias Finanças Pessoais Quais tarifas bancárias podem ser cobradas?

Quais tarifas bancárias podem ser cobradas?

0
(0)

O brasileiro gasta em média R$915 com tarifas bancárias por ano. É o que mostra uma pesquisa do aplicativo de gestão financeira Guiabolso ao analisar os gastos de 151.942 usuários de todas as regiões do país.

Para manter a conta corrente ativa, as pessoas pagaram cerca de R$375,97. O que representa o valor mensal de pouco mais de R$31.

O estudo também constatou que no caso dos extratos bancários o valor médio anual que saiu do bolso dos pesquisados foi de pouco mais de R$6.

tarifas bancárias
O consumidor deve estar sempre atento ao que é descontado de sua conta corrente

Neste caso, a pessoa pode ter pagado pelo extrato bancário por ter ultrapassado o limite permitido no pacote bancário. Ou mesmo por usar uma conta essencial gratuita, que permite apenas dois extratos sem cobrança por mês.

Já com a anuidade do cartão de crédito, a despesa média dos usuários ficou em R$ 339,34 por ano. Confira a média dos gastos com tarifas bancárias dos brasileiros:

Tarifas / Valor médio gasto
Manutenção de conta corrente – R$375,97
Anuidade do cartão de crédito – R$339,34
Transferências (DOC e TED) – R$159,38
Saque – R$34,92
Extrato – R$6,14

Pessoas não sabem o porquê das altas taxas, diz especialista

Para o diretor de produto e tecnologia do Guiabolso, Julio Duram, o levantamento mostra que as pessoas pagam um valor alto, muitas vezes sem saber o porquê.

Isto é, sem ter informação ou conhecer o pacote, deixando de utilizar os benefícios.

“O ideal é analisar o produto bancário, levando em conta a frequência com que se usa cada serviço e os seus benefícios. Às vezes, a pessoa paga, mas é recompensada com outras vantagens como cashback, pontos ou milhas de viagem”, diz Duram.

O especialista recomenda analisar as diferentes alternativas de bancos disponíveis no mercado antes de assinar um contrato.

“Em todo caso, é importante sempre avaliar as opções, inclusive as oferecidas por fintechs e bancos digitais, que costumam ser mais baratas”, orienta Julio Duram.

Quais tarifas e serviços bancários são gratuitos?

Embora muitas pessoas não saibam, grande parte dos serviços bancários podem ser gratuitos, principalmente com o uso do internet banking ou mobile banking. Alguns exemplos desses serviços são:

  • Transferências bancárias entre contas do mesmo banco;
  • Pagamentos de boletos e contas;
  • Abertura de conta poupança;
  • Recebimento de cartão de crédito via correio;
  • Uso de débito automático.

Além disso, bancos devem oferecer sem custos e tarifas os serviços abaixo:

  • 4 saques mensais;
  • Dois extratos do mês anterior;
  • 6 transferências;
  • 12 folhas de cheque.

Já na poupança, o cliente tem direito a:

  • 2 saques;
  • Duas transferências para contas de depósito de mesma titularidade;
  • 2 extratos dos 30 dias anteriores.

Estes são serviços essenciais e regulamentados pelo Conselho Monetário Nacional, por meio da Resolução 3.518 de 2007. Todos os serviços caracterizados como essenciais não poderão ser cobrados.

Conheça 5 tarifas que não podem ser cobradas

1 – Abertura de Crédito (TAC)

Essa é uma das tarifas bancárias que as instituições financeiras aplicam para a concessão de empréstimos e financiamentos. A justificativa é que esse valor serve para cobrir despesas com verificação de cadastro do cliente, que é essencial para a aprovação de crédito.

Ela pode aparecer com diferentes nomes, como uma maneira de burlar a proibição. No entanto, a instituição financeira de que você já é cliente não pode cobrar essa tarifa.

É importante notar que, ao solicitar crédito a uma instituição que você não tem relacionamento, é permitida a cobrança de tarifa para a elaboração do seu cadastro.

2 – Emissão de Carnês e Boletos (TEC)

Cobrar pela emissão de carnês e boletos para pagamento de qualquer serviço ou produto é ilegal. Desde 2008, as instituições financeiras não podem taxar o consumidor sobre estes meios de pagamento, sob risco de sanções do Banco Central.

A justiça entendeu que as despesas relativas à emissão das folhas de boleto e carnê são de responsabilidade da instituição financeira. Portanto, se você se deparar com esse tipo de cobrança, saiba que ela é ilegal.

3 – Sobre conta salário

A cobrança de qualquer tipo de tarifas bancárias sobre conta salário é ilegal. Diferente de uma conta corrente, regida por um contrato entre pessoa física e banco, a conta salário é um acordo entre o empregador e o banco.

Portanto, essa conta fica em um banco escolhido pela entidade pagadora e ele é quem deve arcar com seus custos.

4 – Liquidação Antecipada

Segundo o Banco Central, a cobrança de tarifa sobre a liquidação antecipada de dívidas, como empréstimos e financiamentos, é ilegal desde dezembro de 2007.

Seja para quitação integral ou de parte da dívida, a instituição financeira deve reduzir proporcionalmente o valor dos juros que incidiam sobre o valor devido.

Assim, a liquidação antecipada deverá ter um desconto em relação ao valor original da dívida.

5 – Tarifa sobre segunda via de cartão

Essa tarifa só pode ser cobrada se a segunda via tiver sido solicitada pelo cliente, como em casos de perda, extravio, roubo e furto, etc. A emissão de cartões que não foram solicitados não pode ser tarifada.

É muito importante estar atento às movimentações da sua conta e conhecer bem o seu contrato de relacionamento com a instituição financeira.

Como proceder com tarifas indevidas cobradas pelo banco?

A melhor maneiras de identificar cobranças indevidas pelos bancos será analisando o extrato bancário todos os meses. Assim após identificar uma cobrança indevida, o cliente precisa contatar a central de atendimento imediatamente.

Nesse caso, o banco é obrigado a explicar a cobrança detalhadamente e assim o cliente pode argumentar ao seu favor. Se o cliente estiver certo, o banco deverá estornar a cobrança.

Caso haja irregularidade e não seja resolvida pela instituição bancária, entre em contato com o Banco Central do Brasil, com o Procon, ou qualquer outro órgão de proteção ao consumidor de sua cidade.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Conheça 4 franquias mais rentáveis no mercado

Quem está pensando em investir em franquias, precisa levar em consideração diversos pontos. O seu investimento pode até ser baixo, mas para...

10 corretoras de confiança para investir

Escolher uma corretora de confiança para investir não é uma tarefa fácil. O primeiro passo é verificar se a instituição é cadastrada...

Auxílio residual de R$300: governo divulga calendário

O Ministério da Cidadania divulgou o calendário de pagamentos referente ao auxílio residual das parcelas de R$300. Os pagamentos serão para os...

Como conquistar a independência financeira em 5 anos?

Muitas pessoas querem conquistar a independência financeira, mas será que elas sabem, de fato, o que significa ser financeiramente independente?

SPC: como consultar CPF e nome sujo

A expressão “nome sujo” faz surgir calafrios em muitos consumidores e estar com o nome no SPC é, certamente, um dos medos de quem...

Renda Cidadã: governo anuncia programa para substituir Bolsa Família

O governo do presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira, 28, o novo programa de transferência de renda: o Renda Cidadã, que vai...