Início Notícias Finanças Pessoais Qual a melhor forma de guardar dinheiro? Conheça 5 opções seguras

Qual a melhor forma de guardar dinheiro? Conheça 5 opções seguras

0
(0)

Você consegue se organizar financeiramente? Sabe qual é a melhor forma de guardar dinheiro? Muitas pessoas não conseguem economizar por conta de não sobrar dinheiro ao final do mês ou até mesmo por não terem o pensamento de economia.

Se você já economiza e guarda dinheiro em casa, precisa saber que essa não é a melhor forma. Por isso, você precisa pensar na rentabilidade e na segurança do dinheiro.

Até porque dinheiro parado não é bom, certo? Se quiser guardar o que tem, a melhor forma é fazendo com que ele renda.

2019 melhor ano financeiro
Existem diversas opções para você guardar dinheiro

Mas então qual é a melhor forma de guardar dinheiro? Opções no mercado não faltam para isso. Desde a poupança, que não é muito rentável, até o Tesouro Direto.

Quer conhecer todas as opções para escolher o que é melhor para você? Confira a seguir!

1) Previdência Privada

A Previdência Privada pode ser uma ótima opção para guardar dinheiro, pensando a longo prazo. E é possível investir em uma única vez, mensalmente ou esporadicamente.

Dessa forma, os recursos poupados são investidos em fundos aplicados em renda fixa e ações.

Buscando sempre uma boa rentabilidade ao longo dos anos. E uma das principais vantagens é em relação aos impostos. Isso porque existem planos que permitem que você consiga descontos na declaração do Imposto de Renda.

A depender do regime de tributação escolhido, será possível pagar menos impostos ou até mesmo isentar na hora do resgate.

Com essa opção de investimento mensalmente de forma programada, irá te ajudar a ter disciplina na hora de poupar.

2) Poupança

Muitas pessoas pensam na poupança como a melhor forma de guardar dinheiro. E isso acontece porque é um investimento simples: só é preciso depositar uma quantia qualquer em uma conta poupança e esperar receber os juros a cada 30 dias.

E se você tem uma conta corrente é bem provável que tenha uma poupança atrelada a ela, no qual é possível realizar transferências entre ambas as contas sem custo ou tarifas.

Porém, uma desvantagem desse investimento é ter baixa rentabilidade. Além do fato de os juros caírem na conta somente a cada 30 dias também ser outra desvantagem.

Caso você retire o dinheiro antes do prazo, não receberá o dinheiro pelo período que você deixou o valor na conta. 

3) Cofre

Essa é uma forma bem tradicional e comum, senão a mais fácil de você guardar dinheiro. Ter um cofre em casa para deixar as suas economias é bem prático. É possível fazer isso sem muita complicação, regras ou burocracia.

No entanto, essa opção é um pouco autodidata e você precisará de muita responsabilidade e confiança no seu espírito economista. Mas, por quê? É simples, o cofre será algo que você sempre terá por perto e, por isso, a chance de ser tentado a retirar o dinheiro é grande.

Por outro lado, a segurança é cada vez maior em ter o seu dinheiro perto de você. Para muitas pessoas, algumas medidas ainda que seguras não são tão confiáveis.

Por medo ou receio acabam optando por não guardar o dinheiro. O famoso “fulano falou que não é seguro”, às vezes não permite arriscar.

Portanto, é importante deixar claro para você que o dinheiro em cofre não rende e você não pode esperar que ele se multiplique, pois não é nenhum tipo de aplicação ou investimento. O cofre, de fato, serve apenas para guardar o dinheiro, de forma segura, e nada mais que isso.

Mas, ainda que você ache o seu cofre seguro, se certifique disso, ok? Escolha cofres com senhas, se possível, para que apenas você ou pessoas de sua confiança tenha acesso ao dinheiro.

Nada de cofre daqueles de barro que se quebram facilmente, pois você certamente não terá muito sucesso e pode sofrer com alguma perda.

4) Tesouro Direto

Outra opção para você conseguir guardar dinheiro de forma segura é o Tesouro Direto. Esse é um dos investimentos mais utilizados e conhecidos pelos brasileiros. Se você ainda não investe, provavelmente conhece alguém que já aplicou e sabe como funciona para te ajudar.

E se não conhece, o FinanceOne te explica bem rapidamente. Este é um investimento de Programa do Tesouro Nacional, desenvolvido pela BM&F Bovespa.

Ele foi criado para democratizar o acesso a investimentos em títulos públicos pela população.

Você sabia, por exemplo, que com o Tesouro Direto é possível investir com apenas R$30? Ele é um investimento fácil, aliado a um rendimento a longo prazo com segurança.

Entre as principais vantagens do Tesouro Direto está nos custos, pois tem corretora que aplica taxa zero. Entretanto, o seu funcionamento é um pouco mais complexo para quem está acostumado com a poupança, tendo em vista que são diferentes títulos disponíveis para você escolher.

Entre os mais simples e comuns está o Tesouro Selic, com taxa de juros básica vigente, tendo um pequeno rendimento diário.

5) Fundo de investimento em renda fixa

Essa também é uma excelente alternativa para quem deseja guardar um dinheiro. Os fundos de investimento chegam como uma forma simples e prática, funcionando como um intermédio.

Como funciona? Você aplica um determinado valor para que gestores do fundo fiquem responsáveis por usar o dinheiro. Com isso, eles compram ativos financeiros e obtém rendimentos. 

Você já deve ter ouvido, por exemplo, falar nos fundos de renda fixa, certo? Nesse caso, o investimento é em títulos de créditos públicos e privados. Mas, com juros.

Isso pode ser muito cômodo, o que é uma vantagem. No entanto, há um juros: a taxa de administração.

A taxa de administração é dada em porcentagem, podendo variar, sendo um desconto diário. Os impostos a serem pagos pelos investidores deste fundo são semestrais.

Fundo de renda fixa ou poupança? Você sabe o que é melhor? Se você gostou desse artigo e quer saber um pouco mais, então confira mais detalhes e tire suas dúvidas!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Mateus Carvalho
Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Trabalhadores podem movimentar FGTS emergencial até 30 de novembro

Os trabalhadores precisam correr para garantir o dinheiro do FGTS emergencial. Isso porque eles têm até 30 de novembro para movimentar a...

Nome sujo: entenda as restrições e seus direitos

O grande volume de compras, excedendo a realidade financeira, pode resultar em péssimos resultados futuros. O brasileiro é um dos melhores no quesito comprar...

Saiba como se planejar para os gastos de fim de ano

Você piscou e já estamos em novembro. E essa época do ano costuma trazer muitas despesas para as famílias. Até porque com...

Calendário auxílio emergencial: veja datas até final do ano

Se você está esperando o pagamento de alguma parcela, fique atento e veja o calendário auxílio emergencial da Caixa.

Como fica o 13º salário de quem teve jornada de trabalho reduzida?

O fim do ano chegou e com ele a época do pagamento do 13º salário também. Porém, durante 2020 ocorreram algumas mudanças...