Qual o valor máximo de transferência do PIX? Há limite? Saiba as regras

1
3082
uma pessoa segurando o celular
4.9
(8)

Você já parou para se perguntar qual é o valor máximo do PIX? É comum que você não saiba essa informação, já que o PIX ainda é um novo método de fazer pagamentos e transferências entre contas, apesar de ter sido lançado em novembro de 2021.

Anúncios

Mas para quem ainda tem dúvidas, o Banco Central anunciou no último dia 01, que a partir do dia 02 de janeiro o PIX não terá mais limite por transação. Vale ressaltar que os limites de valor serão mantidos somente por período, como já acontece agora.

E quais seriam esses períodos? O diurno que é das 6h às 20h e o noturno das 20h às 6h.

Anúncios

Com isso, agora será possível transferir todo o limite do período em uma única transação de PIX ou fazer diversas vezes até chegar ao valor permitido pelo banco.

Uma das principais regras que os bancos precisam seguir foi determinada pelo BC: o limite não pode ser inferior ao do TED nem em cartões de débito.

Outra determinação do Banco Central é que os valores transferidos por meio do PIX podem mudar de acordo com o dia da semana, hora e o canal usado para a transação.

Anúncios

Qual o valor máximo de transferências do PIX?

Poucas pessoas sabem, mas desde o dia 1º de março de 2021 os bancos podem estabelecer o limite de valor máximo para PIX. Esta é uma forma de garantir a segurança e também a fraude nas transações.

E como funciona essa regra de valor máximo do PIX? Como já foi dito acima, a principal é que ele não seja menor que o limite de TED ou de uma transação com o cartão de débito, dependendo de cada caso.

Um leque formado por notas de dinheiro
Os bancos podem colocar um valor máximo de PIX para os seus clientes

Para quem vai realizar compras no PIX com QR Code, o limite precisa ser igual ou superior ao valor máximo de uma compra com o cartão de débito.

Porém, se o valor máximo que pode ser transacionado com débito numa instituição for de R$5 mil, por exemplo, o limite para um PIX usando o QR Code deve ser R$5 mil ou mais.

Outra informação é que as transações realizadas entre o horário das 20h e 6h podem ter o valor máximo de uma transação realizada com cartão de débito. Sendo assim, não existe um limite definido.

Porém, esse valor não pode ser inferior ao de outros meios de pagamentos e transferências já existentes.

Vale ressaltar ainda que o cliente também pode inserir um limite máximo para ser movimentado em um dia por meio do PIX. E como fazer isso? Cada banco tem a sua forma para que o usuário peça esse valor.

Banco Central aumenta limite de retirada em dinheiro por meio do PIX

Outra novidade do Banco Central em relação ao PIX é que a partir de janeiro, o limite para as retiradas de dinheiro por meio do PIX Saque e PIX Troco será maior. O que pode ser uma boa notícia para os brasileiros que usam essa forma de pagamento.

Vale ressaltar que o aumento foi considerável. O valor máximo passou de R$500 para R$3.000, durante o dia. Já para quem deseja realizar a transação no período da noite, o valor passou de R$100 para R$1.000.

É importante destacar ainda que as regras para que os clientes possam personalizar os limites destes tipos de transação seguem da mesma forma. E as instituições financeiras seguem tendo entre 24 e 48 horas para ampliar ou reduzir os pedidos dos clientes.

De acordo com o BC, todas essas atualizações nas regras do PIX tem como objetivo simplificar as transações. Além disso, também será possível aprimorar a experiência dos usuários, “ao efetuar a gestão de limites por meio de aplicativos, mantendo o atual nível de segurança”. 

Já em relação ao PIX Saque e PIX Troco, o Banco Central informou que as mudanças são uma forma de igualar as transações ao saque tradicional que é realizado nos caixas eletrônicos.

Aposentadorias e pensões também poderão ser pagas por PIX

E se você acha que as novidades do Banco Central em relação ao PIX acabaram, está muito enganado. Isso porque o BC também mudou a regulamentação para o pagamento de salários e benefícios previdenciários feitos pelo governo.

Com isso, o Tesouro Nacional também poderá pagar os salários ao funcionalismo, aposentadorias e pensões utilizando o PIX. Vale ressaltar que também será facilitado o recebimento por correspondentes bancários pela modalidade.

Além disso, agora ficará a critério de cada banco definir os limites para transações em que os usuários finais sejam empresas. E mais, o Banco Central também informou que a  personalização do horário noturno diferenciado passará a ser facultativa. 

Outra mudança está que as instituições financeiras passarão a considerar os limites da transferência eletrônica disponível (TED) para definir os limites das operações Pix com finalidade de compra. 

No momento, o que é levado em consideração eram os valores do cartão de débito.

É importante deixar claro que grande parte das regras só começará a valer a partir do dia 02 de janeiro. Porém, os ajustes sobre a gestão dos limites para os clientes por meio do aplicativo ou do canal digital da instituição só vão valer a partir de 3 de julho de 2023.

É importante definir limite para valor máximo de PIX?

Embora não seja obrigatório e não haja, de fato, um valor máximo para PIX, será que é importante definir um limite? A resposta é sim, principalmente se você quer equilibrar a sua vida financeira.

Quem aconselha isso é o próprio Banco Nubank. Segundo a fintech, definir um limite diário é um bom jeito de ter mais controle e segurança sobre as suas transações. 

Além disso, também é possível colocar uma etapa extra de verificação para movimentações incomuns. 

+ PIX pode cobrar taxa de transferência? Veja as situações!

O Nubank ainda revela que definir um limite para o PIX pode ajudar a adequar o pagamento à sua realidade financeira. Isso porque você adapta a novidade ao seu planejamento e orçamento, a fim de que não ultrapasse e realize mais PIX do que o permitido. 

E se você quiser aumentar o limite depois, é possível. Para isso,  basta seguir as instruções da sua instituição financeira.

Assim como não há valor máximo, também não existe uma quantidade de PIX por dia

Como aumentar o limite de transferência do PIX?

O processo para alterar o limite, tanto para mais quanto para menos, pode ser concluído de forma bem rápida e simples.

A opção que permite mudar o limite de transferências está disponível em qualquer app de banco ou instituição financeira que utiliza o PIX. Confira o passo a passo:

  1. Entre no no menu do PIX. Toque na opção “PIX” para exibir mais informações;
  2. Em seguida, entre na seção “Limites” e depois clique em Gerenciar;
  3. Altere o limite para mais ou menos, como desejar. Por fim, confirme a alteração.

Dá para fazer um PIX offline?

Muita gente conhece a movimentação do PIX como aquele método tradicional, de acessar o aplicativo, com acesso à internet e enviar de acordo com a chave. Mas será que dá para fazer um PIX offline?

A procura por essa funcionalidade foi grande. Afinal, na hora da correria nem sempre dá para se conectar ao wi-fi e realizar a transação.

Mas, AINDA não é possível realizar um PIX sem o acesso à internet. Para isso, você precisa estar conectado a, pelo menos, uma rede móvel.

Entretanto, o Banco Central informou que já está trabalhando em alternativas para permitir esse tipo de operação mesmo quando a pessoa estiver desconectada da internet.

Fiz PIX errado: é possível estorno?

Se você fez um PIX errado, o primeiro passo é comunicar a instituição financeira. Ou seja, a fintech ou banco que você possui conta.

Faça isso o mais rápido possível já que, dependendo do valor, a instituição pode demorar mais tempo para aprovar a transação. Assim, existem chances de conseguir o estorno.

Mas caso a transação já tenha sido autorizada, solicite à instituição financeira o estorno do valor por erro na transferência.

Na hipótese da sua solicitação ser aceita pelo banco, eles entrarão em contato com o Provedor de Serviço de Pagamento (PSP) do destinatário do seu PIX. A instituição entrará em contato com o recebedor e pedirá a restituição do valor transferido.

Outra possibilidade é entrar em contato diretamente com a pessoa para quem você fez a transferência do PIX errado.

Pelo próprio extrato bancário o destinatário tem como efetuar o estorno do valor da conta de origem, sem nenhum tipo de cobrança ou tarifa.

Por fim, se a pessoa que recebeu o PIX se recusar a devolver o valor e a instituição financeira também não puder restituir a transação, o jeito é procurar à Justiça.

Gostou dessas novidades e informações? Então continue lendo sobre o PIX e confira se é possível cobrar taxas de transferência.

*Colaboração: Camila Miranda e Juliana Favorito

O que achou disso?

Média da classificação 4.9 / 5. Número de votos: 8

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui