Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasInvestimentosRecompra de ações: entenda o que é e como funciona

    Recompra de ações: entenda o que é e como funciona

    0
    (0)

    Quem investe em ações tem que estar preparado para inúmeras situações e, principalmente, para as oscilações que esse mercado possui. Um método que tem se destacado muito é a recompra de ações.

    Publicidade

    Esse é um processo que muitas empresas realizam por inúmeros motivos. Caso você não tenha escutado falar ainda sobre recompra de ações, já pode ter visto o termo buyback.

    Mas afinal, o que significa a recompra de ações e como funciona? É o que você vai descobrir neste artigo para poder investir nesse mercado que sofre tanto com oscilações. Até porque dessa forma será possível saber o que fazer quando acontecer com você.

    O que é a recompra de ações?

    Se você está começando nesse universo de investimentos, precisa conhecer e entender o que significa a recompra de ações. Para começar, esse método acontece quando uma empresa compra ações no mercado para tutelá-las na tesouraria ou para as cancelar.

    Mas por que a empresa faz isso? Porque ela está considerando o valor das próprias ações baixo. E essa decisão é comum, principalmente em momentos de queda no mercado ou quando a companhia acredita que o próprio mercado está avaliando de forma incorreta o valor das ações.

    Outro motivo para a recompra de ações visa a redução dos gastos com os dividendos ou uma distribuição das ações entre os próprios executivos. 

    Publicidade

    + Entenda como calcular o preço médio das ações de forma correta

    Agora você deve estar se perguntando como o mercado vê essa atitude da empresa, certo?

    Bom, para eles isso é sinal de que a companhia aposta no próprio potencial. Até porque a empresa não vai querer investir em si mesmo se estiver passando por alguma crise.

    Mas é importante ressaltar que, caso as ações sejam canceladas, a quantidade de acionistas pode cair. E a consequência disso é que o valor a ser dividido poderá ser maior, já que menos pessoas receberão o dinheiro.

    Como funciona a recompra de ações?

    Vale destacar que a recompra de ações é um processo autorizado pela CVM – a Comissão de Valores Mobiliários. Neste caso, uma empresa listada na Bolsa de Valores compra de volta as suas próprias ações.

    Publicidade

    + O que são growth stocks? Saiba como encontrar ações que podem crescer

    É importante mencionar sempre que isso pode acontecer por inúmeros motivos. Mas, e como será que este processo funciona?

    Este processo de recompra também pode ser chamado de buyback. Ele só ocorre com o aval da CVM, que vai analisar as razões apresentadas pela empresa para que ocorra a recompra. É possível que em algumas situações haja um entrave por parte do órgão, caso encontradas irregularidades.

    investidores olhando as telas de computador com as ações
    O principal motivo que leva a recompra de ações é corrigir o preço delas

    Mas em suma, após o aval da CVM haverá um prazo estipulado para que o processo de recompra aconteça. Será necessário, portanto, que a empresa emita a ordem de compra e venda, assim como acontece com qualquer outro investidor, mas a instituição deverá comunicar o processo por meio de anúncio.

    Com isso, o acionista decide se vende ou não seus papéis. Assim que todo o procedimento for feito, a empresa poderá optar entre duas saídas conclusivas:

    Publicidade
    • cancelar os ativos: mantendo um volume maior deles disponíveis para investimento; ou
    • custodiá-los para revenda: ocorre quando a instituição acredita no potencial de valorização e pretende realizar a revenda oportunamente.

    Motivos pelo qual acontece a recompra de ações

    Bom, você viu acima que a recompra de ações por uma empresa e seus acionistas podem acontecer por inúmeros motivos. Mas, quais são eles?

    Algumas situações recorrentes são:

    • Para corrigir o preço;
    • Para maximizar os resultados em prol de seus acionistas;
    • Para atender a programas de recompensas;
    • Para a utilização do caixa excedente.

    Mas, vale destacar que as justificativas sempre serão analisadas pela CVM e, principalmente, pelo conselho de acionistas visando a melhor alternativa e evitando qualquer prejuízo. Qualquer detalhe a mais é importante para que haja o aval do órgão federal e para que o processo avance burocraticamente.

    O conteúdo te ajudou? Compartilhe e veja também como funciona para recuperar ações antigas e se é possível.

    Leia mais no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Juliana Favorito
    Juliana Favorito
    Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasInvestimentosRecompra de ações: entenda o que é e como funciona

    Recompra de ações: entenda o que é e como funciona

    0
    (0)

    Quem investe em ações tem que estar preparado para inúmeras situações e, principalmente, para as oscilações que esse mercado possui. Um método que tem se destacado muito é a recompra de ações.

    Publicidade

    Esse é um processo que muitas empresas realizam por inúmeros motivos. Caso você não tenha escutado falar ainda sobre recompra de ações, já pode ter visto o termo buyback.

    Mas afinal, o que significa a recompra de ações e como funciona? É o que você vai descobrir neste artigo para poder investir nesse mercado que sofre tanto com oscilações. Até porque dessa forma será possível saber o que fazer quando acontecer com você.

    O que é a recompra de ações?

    Se você está começando nesse universo de investimentos, precisa conhecer e entender o que significa a recompra de ações. Para começar, esse método acontece quando uma empresa compra ações no mercado para tutelá-las na tesouraria ou para as cancelar.

    Mas por que a empresa faz isso? Porque ela está considerando o valor das próprias ações baixo. E essa decisão é comum, principalmente em momentos de queda no mercado ou quando a companhia acredita que o próprio mercado está avaliando de forma incorreta o valor das ações.

    Outro motivo para a recompra de ações visa a redução dos gastos com os dividendos ou uma distribuição das ações entre os próprios executivos. 

    Publicidade

    + Entenda como calcular o preço médio das ações de forma correta

    Agora você deve estar se perguntando como o mercado vê essa atitude da empresa, certo?

    Bom, para eles isso é sinal de que a companhia aposta no próprio potencial. Até porque a empresa não vai querer investir em si mesmo se estiver passando por alguma crise.

    Mas é importante ressaltar que, caso as ações sejam canceladas, a quantidade de acionistas pode cair. E a consequência disso é que o valor a ser dividido poderá ser maior, já que menos pessoas receberão o dinheiro.

    Como funciona a recompra de ações?

    Vale destacar que a recompra de ações é um processo autorizado pela CVM – a Comissão de Valores Mobiliários. Neste caso, uma empresa listada na Bolsa de Valores compra de volta as suas próprias ações.

    Publicidade

    + O que são growth stocks? Saiba como encontrar ações que podem crescer

    É importante mencionar sempre que isso pode acontecer por inúmeros motivos. Mas, e como será que este processo funciona?

    Este processo de recompra também pode ser chamado de buyback. Ele só ocorre com o aval da CVM, que vai analisar as razões apresentadas pela empresa para que ocorra a recompra. É possível que em algumas situações haja um entrave por parte do órgão, caso encontradas irregularidades.

    investidores olhando as telas de computador com as ações
    O principal motivo que leva a recompra de ações é corrigir o preço delas

    Mas em suma, após o aval da CVM haverá um prazo estipulado para que o processo de recompra aconteça. Será necessário, portanto, que a empresa emita a ordem de compra e venda, assim como acontece com qualquer outro investidor, mas a instituição deverá comunicar o processo por meio de anúncio.

    Com isso, o acionista decide se vende ou não seus papéis. Assim que todo o procedimento for feito, a empresa poderá optar entre duas saídas conclusivas:

    Publicidade
    • cancelar os ativos: mantendo um volume maior deles disponíveis para investimento; ou
    • custodiá-los para revenda: ocorre quando a instituição acredita no potencial de valorização e pretende realizar a revenda oportunamente.

    Motivos pelo qual acontece a recompra de ações

    Bom, você viu acima que a recompra de ações por uma empresa e seus acionistas podem acontecer por inúmeros motivos. Mas, quais são eles?

    Algumas situações recorrentes são:

    • Para corrigir o preço;
    • Para maximizar os resultados em prol de seus acionistas;
    • Para atender a programas de recompensas;
    • Para a utilização do caixa excedente.

    Mas, vale destacar que as justificativas sempre serão analisadas pela CVM e, principalmente, pelo conselho de acionistas visando a melhor alternativa e evitando qualquer prejuízo. Qualquer detalhe a mais é importante para que haja o aval do órgão federal e para que o processo avance burocraticamente.

    O conteúdo te ajudou? Compartilhe e veja também como funciona para recuperar ações antigas e se é possível.

    Leia mais no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?