Mais
    InícioNotíciasEmpreendedorismoVeja dicas de como recuperar as dívidas da sua empresa

    Veja dicas de como recuperar as dívidas da sua empresa

    5
    (1)

    Com a crise ocasionada pelo Coronavírus, muitas empresas estão passando por dificuldades financeiras. Algumas instituições precisam recuperar dívidas, mas não sabem como fazer isso. 

    Se esse for o seu caso, a primeira coisa que você precisa é ter calma. Para o empreendedor recuperar um negócio que não está indo bem, é preciso ter planejamento. Mas antes disso, é preciso perceber que o empreendimento não caminha bem.

    As características comuns entre as empresas que não são bem sucedidas são a estagnação nas vendas, os estoques cheios, excesso de financiamento e a falta de capital.

    Para se ter uma ideia a inadimplência de empresas, bateu recorde no país em janeiro deste ano. São 6,2 milhões de companhias endividadas. Destas 94,2% são micro ou pequenos negócios.

    E para recuperar dívidas, é preciso entender o perfil dos devedores, as regras de cobranças e as legislações vigentes para que problemas maiores não sejam gerados. 

    6 dicas para você recuperar as dívidas da empresa

    Quer recuperar dívidas da sua empresa? Separamos algumas dicas que poderão te ajudar a reorganizar as finanças do seu negócio. 

    1) Tenha organização

    Antes de tomar qualquer atitude, o empreendedor deve organizar financeiramente o seu negócio por completo.

    Assim ele tem a chance de estruturar o processo de retomada, descobrindo por onde começar e avaliar o quanto vai lhe custar.

    2) Contabilize

    Aprofunde-se na organização financeira da sua empresa. Comece a contabilizar todos os seus débitos, liste por completo as dívidas da empresa.

    O recomendado é você separar as dívidas da empresa por categoria. Por exemplo, trabalhista, fornecedores, tributária, bancária, entre outros.

    Inclua também o formato, como cheque especial, cartão de crédito ou empréstimo. Essa organização irá permitir analisar se os gastos podem ser substituídos por outros mais baratos. 

    + Recebeu citação por execução fiscal? Entenda o que fazer nessa situação

    3) Tenha planejamento para definir prioridades

    Essa dica é de suma importância e muita gente a negligencia na hora de tentar resolver os problemas. Muitas das vezes, por conta do desespero, deixando de lado compromissos indispensáveis. Isso pode trazer prejuízos maiores.

    Por isso, para não estagnar no processo de recuperar as dívidas da sua empresa não deixe de pagar ou arcar com nenhum compromisso, seja de financiamento, de fornecedor ou funcionário.

    Coloque esta meta, pois alguns serviços são essenciais e podem te deixar na mão se não estiverem dentro das suas prioridades.

    E, para isso tudo, se não planejar com calma ficará cada vez mais difícil retomar o seu negócio.

    4) Tente acordos e renegociações

    Uma das melhores formas de amenizar esse cenário é tentando acordos e renegociações de dívidas.

    Em um momento de crise, é certo que você consiga valores menores, e mesmo que precise de um pagamento à vista, pode ser uma saída vantajosa.

    planejamento empresarial
    Para recuperar dívidas é necessário cortar os gastos e avaliar a situação financeira da empresa

    Mas, é necessário que você tenha um bom planejamento financeiro para não deixar nada escapar dos seus olhos.

    Além disso, é preciso que tenha um bom histórico, para que o banco ou qualquer que seja a empresa tenha certeza de que você será capaz de arcar com esse novo valor acordado.

    5) Evite desperdícios e faça cortes

    Outra saída para a recuperação de dívidas é organizar a casa. Para isso, faça os cortes necessários em dívidas ou consumos/insumos que possam ser considerados desnecessários, principalmente se for um custo alto para os cofres da empresa.

    Entre os desperdícios, evite um gasto excessivo como luz acesa por muito tempo, computador com tela ligada quando está inativo. Outras opções são: diminuir o número de ligações, reduzir a velocidade da internet, gastar menos água.

    6) Use o que tem na reserva

    Se você é um empreendedor, sabe que precisa ter sempre um dinheiro guardado. Afinal, o seu lucro precisa ter a seguinte divisão: 

    • reinvestimento na empresa;
    • uma parte para sociedade; e 
    • reserva do capital de giro.

    É muito importante ter essa reserva para um momento de crise. Ela pode ser essencial para a retomada das atividades e permitir com que a casa seja arrumada e não haja fechamento de portas.

    Gostou dessas dicas? Esse conteúdo te ajudou? Então que tal compartilhá-lo nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso?

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Mateus Carvalho
    Mateus Carvalho
    Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEmpreendedorismoVeja dicas de como recuperar as dívidas da sua empresa

    Veja dicas de como recuperar as dívidas da sua empresa

    5
    (1)

    Com a crise ocasionada pelo Coronavírus, muitas empresas estão passando por dificuldades financeiras. Algumas instituições precisam recuperar dívidas, mas não sabem como fazer isso. 

    Se esse for o seu caso, a primeira coisa que você precisa é ter calma. Para o empreendedor recuperar um negócio que não está indo bem, é preciso ter planejamento. Mas antes disso, é preciso perceber que o empreendimento não caminha bem.

    As características comuns entre as empresas que não são bem sucedidas são a estagnação nas vendas, os estoques cheios, excesso de financiamento e a falta de capital.

    Para se ter uma ideia a inadimplência de empresas, bateu recorde no país em janeiro deste ano. São 6,2 milhões de companhias endividadas. Destas 94,2% são micro ou pequenos negócios.

    E para recuperar dívidas, é preciso entender o perfil dos devedores, as regras de cobranças e as legislações vigentes para que problemas maiores não sejam gerados. 

    6 dicas para você recuperar as dívidas da empresa

    Quer recuperar dívidas da sua empresa? Separamos algumas dicas que poderão te ajudar a reorganizar as finanças do seu negócio. 

    1) Tenha organização

    Antes de tomar qualquer atitude, o empreendedor deve organizar financeiramente o seu negócio por completo.

    Assim ele tem a chance de estruturar o processo de retomada, descobrindo por onde começar e avaliar o quanto vai lhe custar.

    2) Contabilize

    Aprofunde-se na organização financeira da sua empresa. Comece a contabilizar todos os seus débitos, liste por completo as dívidas da empresa.

    O recomendado é você separar as dívidas da empresa por categoria. Por exemplo, trabalhista, fornecedores, tributária, bancária, entre outros.

    Inclua também o formato, como cheque especial, cartão de crédito ou empréstimo. Essa organização irá permitir analisar se os gastos podem ser substituídos por outros mais baratos. 

    + Recebeu citação por execução fiscal? Entenda o que fazer nessa situação

    3) Tenha planejamento para definir prioridades

    Essa dica é de suma importância e muita gente a negligencia na hora de tentar resolver os problemas. Muitas das vezes, por conta do desespero, deixando de lado compromissos indispensáveis. Isso pode trazer prejuízos maiores.

    Por isso, para não estagnar no processo de recuperar as dívidas da sua empresa não deixe de pagar ou arcar com nenhum compromisso, seja de financiamento, de fornecedor ou funcionário.

    Coloque esta meta, pois alguns serviços são essenciais e podem te deixar na mão se não estiverem dentro das suas prioridades.

    E, para isso tudo, se não planejar com calma ficará cada vez mais difícil retomar o seu negócio.

    4) Tente acordos e renegociações

    Uma das melhores formas de amenizar esse cenário é tentando acordos e renegociações de dívidas.

    Em um momento de crise, é certo que você consiga valores menores, e mesmo que precise de um pagamento à vista, pode ser uma saída vantajosa.

    planejamento empresarial
    Para recuperar dívidas é necessário cortar os gastos e avaliar a situação financeira da empresa

    Mas, é necessário que você tenha um bom planejamento financeiro para não deixar nada escapar dos seus olhos.

    Além disso, é preciso que tenha um bom histórico, para que o banco ou qualquer que seja a empresa tenha certeza de que você será capaz de arcar com esse novo valor acordado.

    5) Evite desperdícios e faça cortes

    Outra saída para a recuperação de dívidas é organizar a casa. Para isso, faça os cortes necessários em dívidas ou consumos/insumos que possam ser considerados desnecessários, principalmente se for um custo alto para os cofres da empresa.

    Entre os desperdícios, evite um gasto excessivo como luz acesa por muito tempo, computador com tela ligada quando está inativo. Outras opções são: diminuir o número de ligações, reduzir a velocidade da internet, gastar menos água.

    6) Use o que tem na reserva

    Se você é um empreendedor, sabe que precisa ter sempre um dinheiro guardado. Afinal, o seu lucro precisa ter a seguinte divisão: 

    • reinvestimento na empresa;
    • uma parte para sociedade; e 
    • reserva do capital de giro.

    É muito importante ter essa reserva para um momento de crise. Ela pode ser essencial para a retomada das atividades e permitir com que a casa seja arrumada e não haja fechamento de portas.

    Gostou dessas dicas? Esse conteúdo te ajudou? Então que tal compartilhá-lo nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso?

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?