Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Latam - Ofertas Imperdíveis

Como aproveitar a retomada do mercado imobiliário em 2018?

Escrito por: Redação em 18 de setembro de 2018

Este ano, podemos afirmar que houve a retomada do mercado imobiliário. Enquanto no final de 2017 havia uma perspectiva, o fato agora já está concretizado. Enquanto vivemos o fim do terceiro trimestre, os dados mostram que o primeiro foi de crescimento no setor.

Quem afirma isso é a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Segundo a câmara, as vendas de imóveis residenciais novos foram 17,3% maiores no segundo trimestre de 2018 em relação ao mesmo período de 2017. Mas essa recuperação ainda não foi suficiente para as empresas apostarem em novos empreendimentos.

De abril a junho de 2018 os lançamentos saltaram 119,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O estudo Indicadores Imobiliários Nacionais, da CBIC com o Senai Nacional, ainda aponta que neste momento existe é um atendimento da demanda reprimida dos últimos anos. Sem que a confiança dos empresários na economia tenha se consolidado.

Realmente, os financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) cresceram 26,11%, se compararmos maio deste ano com o mesmo mês de 2017. Os dados são da Abecip, que informou ainda que o valor financiado no primeiro quadrimestre de 2018 somou R$19,79 bilhões. No mesmo período do ano passado foi R$13,2 bilhões. Esse montante representou alta de 18,1%.

Segundo a Abecip, no acumulado de 12 meses encerrados em abril de 2018, foram financiados R$46,18 bilhões. Comparados aos 12 meses anteriores, ainda existe um pequeno recuo de 2,5%.

Existe a retomada do mercado imobiliário em 2018
Segundo dados da CBIC, existe a retomada do mercado imobiliário em 2018

Vendas do mercado imobiliário crescem em 2018

No segundo trimestre de 2018, segundo a CBIC, as vendas superaram os lançamentos em 25.483 unidades. Esse número representa um aumento de 119,7%  nas unidades vendidas no período. Foram vendidas 29.951 unidades, 32,8% a mais do que no mesmo período de 2017. Ano em que 21.257 unidades foram lançadas.

Por regiões, o Norte se destaca com aumento de 40,7% nas vendas, seguido pelo Nordeste (34,7%). O Sudeste teve alta de 16,4% e o Centro-Oeste, de 6,7%. O Sul foi o único a apresentar queda: 1,1%.

Já em relação ao lançamento de imóveis, na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, houve elevação de 19,9%. A região Centro-Oeste acusou aumento de 697,7% nos lançamentos, o Sul apresentou alta de 234,1%, o Sudeste registrou aumento de 144%, o Nordeste teve queda de 4,7% e o Norte não anotou variação.

Vale destacar que no primeiro semestre, 40% das vendas na cidade de São Paulo foram de imóveis do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Retomada do mercado imobiliário 2018

retomada do mercado imobiliárioO estudo da CBIC e o Senai Nacional aponta que 54,5% dos imóveis ofertados são unidades com dois dormitórios. Em seguida, vêm aqueles com três dormitórios (28,7%), um dormitório (11,2%) e quatro ou mais (5,7%).

Para aproveitar a retomada do mercado imobiliário em 2018, as pessoas podem aproveitar também que as taxas de juros caíram e o financiamento ficou mais fácil. Como assim?

A Caixa Econômica Federal anunciou recentemente a redução nas taxas de juros do crédito imobiliário. O banco público aumentou também o percentual do valor para financiar imóveis usados.

As taxas mínimas passaram de 9% ao ano para 8,75% no caso de imóveis financiados dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Já os juros para imóveis do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) passaram de 10% para 9,50% ao ano.

O limite de cota de financiamento de imóveis usados sobe de 70% para 80%. Com isso, é possível dar uma entrada menor na aquisição deste tipo de bem.

No balanço do segundo trimestre, no qual a Caixa lucrou 34% acima do mesmo período de 2017, o saldo da carteira de crédito habitacional subiu 3,6% em 12 meses, totalizando R$ 437,5 bilhões em junho.

Destes, R$ 250,9 bilhões vieram de recursos do FGTS e R$ 185,6 bilhões com recursos da caderneta de poupança. Apesar do avanço da concorrência neste segmento, a Caixa informou que segue líder desse mercado com 69,3% de participação.

Para aproveitar essa melhora no mercado e com as taxas de juros menores e as condições de financiamento melhores, tudo leva ao planejamento financeiro. Para  isso, é preciso cortar gastos e enxugar seu orçamento para alcançar esse objetivo.

Bancos privados avançam no mercado

Os números não deixam dúvidas. A medida da Caixa em relação ao financiamento imobiliário deve-se também à perda de mercado para os bancos privados.

Para se ter uma ideia, se comparados os cinco primeiros meses de 2017 com o mesmo período de 2018, Itaú, Bradesco e Santander aumentaram, respectivamente, em 21%, 56% e 137% o total de recursos da poupança destinados ao crédito imobiliário. No mesmo período, a Caixa reduziu em 45% o valor.

O Santander, por exemplo, foi o primeiro banco privado a oferecer a linha pró-cotista aos clientes em agências específicas e com taxa de juros de 8,49%. Fora do pró-cotista, a menor taxa do banco é de 8,99%.

O Bradesco também está desenvolvendo esta opção, que deve ficar pronta em novembro deste ano. O público-alvo são clientes que possuem saldo de FGTS com pelo menos 36 meses de contribuição.

A ampliação da atuação dos bancos privados e a flexibilização do financiamento imobiliário apontam para a retomada do mercado imobiliário. De acordo com a Abecip, entre os primeiros semestres de 2017 e 2018, os empréstimos cresceram 23%, atingindo R$ 25,29 bilhões.

Pesquise

Por mais que o seu desejo de ter o primeiro imóvel seja urgente, é preciso ter cautela. Hoje, o mercado está com várias boas oportunidades e uma pesquisa qualificada te dará a chance de encontrar o melhor negócio que se enquadre ao seu perfil.

Lembre-se de que é possível usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para comprar o seu apartamento. Além de financiar sua aquisição diretamente com a construtora. Quer dizer: você tem muitas facilidades para colocar em prática sua meta de sair de vez do aluguel e ser o dono do seu apartamento.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

aprovar o financiamento
como-vender-um-carro-financiado
financiamento mais barato de imóveis usados
novas regras para financiamento de imóveis
leilão do Santander