Tendências 2018 para startups: fique ligado | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,238
Euro R$ 4,030
Bitcoin R$ 37.378,07
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,546
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


Tendências 2018 para startups: fique ligado

Inovação, cultura, processos rápidos, experimentação, ambiente informal e descontraído. Essas são apenas algumas características que pensamos associadas ao termo startup. É cada vez mais um modelo de negócio que vem se consolidando no Brasil e no mundo. Mas, quais serão as tendências 2018 para startups?

Lá no início de 2017, a Associação Brasileira de Startups (ABS) divulgou e detalhou uma lista de tendências para o ano que terminou. Temas como Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Proteção Cibernética, Big Data, entre outros foram apontados. Mas, será que essa “onda “ já passou?

Um ano depois, a ACE, aceleradora de startups premiada no Brasil e América Latina, divulgou as tendências 2018, baseadas em uma mapeamento do ecossistema da aceleradora em 2017. Eles apostam nas tendências robótica no varejo; digital health and fitness; realidade aumentada; IoT – Internet das Coisas (Internet of Things); social media (além da mídia).

Alguns dos temas se repetem ou tem conexão entre si. O que mostra o quanto a tecnologia está presente e fazendo parte dos processos de todas as empresas, sejam as startups ou as grandes companhias. Baseados nesses artigos e em outras apostas, confira a seguir as tendências 2018 para startups.

tendências 2018
Entre as tendências 2018 para startups estão assuntos como Internet das Coisas e blockchain

Tendências 2018 para startups

A Wired apontou temas como blockchain, neural network e machine learning ainda fortes nas tendências 2018. Outras fortes tendências são blockchain. O sistema está diretamente ligado ao mercado de criptomoedas, como a bitcoin, e consiste em uma “rede de segurança em blocos” do processo de transação das moedas digitais.

Outra tendência que as startups poderão aproveitar ainda devem demorar a chegar no Brasil, mas com certeza são válidas para os empreendedores. São as pop up stores em estacionamentos. Com o aumento do investimento em carros autônomos, os estacionamentos ficariam vazios. Como ocupá-los para rentabilizar? Uma pop up store é uma sugestão.

A Inteligência Artificial é uma tendência crescente com o decorrer dos anos. Usar a inteligência artificial para auxiliar no processo das grandes empresas é uma forte tendência que investidores estarão procurando em 2018, segundo o artigo da Wired.

Comando de voz também está em alta. Exemplos são os aparelhos como o Amazon Echo e Google Home. Novas oportunidades de usar os sistema por voz, inclusive propaganda, podem ganhar destaque esse ano.

Mídia paga sobre anúncio digital. Modelos de conteúdo que incluam inscrições e renda que venha de uma combinação entre anúncio, afiliados e assinaturas podem também ganhar destaque esse ano, segundo a publicação da Wired.

Tendências que ainda estão em alta em 2018

Entre as tendências citadas lá no início da matéria, apontadas pela ABStartups no comecinho de 2017, podemos observar que muitas ainda estão sim em alta. Em uma rápida pesquisa na internet você verá assuntos como IoT, IA e fintechs surgindo com frequência na mídia. Vamos a eles.

Fintechs

Fintechs são startups financeiras que, de certa forma, incomodam muito os bancos tradicionais com seus serviços inovadores – característica desse tipo de empresa. Se você não está associando o nome ao significado, vai entender rapidamente com esse exemplo: Nubank.

Na edição mais recente do Radar FintechLab, de novembro de 2017, apenas no Brasil foram registradas 332 fintechs atuantes no país. O número representa um crescimento de 36% em relação a pesquisa, de fevereiro do mesmo ano.

O co-fundador do FintechLab, Marcelo Bradaschia, explica que as empresas de eficiência financeira são as novas plataformas de bureau de informações, soluções de prevenção à fraude, biometria e analytics, e outras tecnologias e serviços para o mercado financeiro.

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial evoluiu para ficar mais acessível a empresas de porte menor. Ela também pode ser combinada a tendências de cibersegurança, big data e internet das coisas, como aponta a ABStartups.

A Inteligência Artificial é a capacidade de máquinas pensarem como humanos. A IA precisa de um grande volume de dados para ser realmente efetiva. É aí que o Big Data ajudou a tornar isso ainda mais real. Alguns exemplos são os carros autônomos, a Siri – assistente virtual da Apple, Watson da IBM, entre outros.

No final de janeiro, a Microsoft, mais especificamente Brad Smith, presidente e diretor jurídico, e Harry Shum, vice-presidente executivo do Grupo de Pesquisa e Inteligência Artificial da empresa, lançou um e-book sobre o assunto. “The Future Computed: Artificial Intelligence and its role in society (O Futuro Computadorizado: a Inteligência Artificial e seu papel na sociedade)”.

Um dos acontecimentos pontuados pelos autores é: “Se há uma constante em mais de 250 anos de mudança tecnológica é o impacto contínuo da tecnologia no mercado de trabalho – a criação de novos empregos, a eliminação de funções existentes e a evolução das tarefas e do conteúdo do trabalho. É certo que isso vai continuar”.

Internet das Coisas

Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) é um sistema integrado de máquinas, computadores, objetos, pessoas e até animais. Complexo, sim. Mas, o cenário tal como é hoje, estabelece um ambiente favorável para essa rede repleta de conexões.

Há cada vez mais objetos com conexão, wifi e banda larga mais acessíveis, o que torna as pessoas cada vez mais conectadas. Isso já é o princípio da Internet das Coisas. Essa capacidade de ter dispositivos facilmente “ligados ou desligados” da internet define, em termo gerais, a IoT.







Mais lidos

Para que serve realidade virtual? Vale a pena investir?
Para que serve a realidade virtual? Se você pensou em jogos, está certo. Mas, não é apenas para ...
Trader: o que é e como ele ganha dinheiro
O que é trader? É um investidor do mercado financeiro. Ele busca ganhar dinheiro com operações d...
Aplicativos de gestão: um guia completo
Gerenciar uma equipe e inúmeros projetos sempre foi uma tarefa trabalhosa que poucos davam conta de...
Planejamento financeiro: 5 dicas para fazer o seu
Planejar está no topo da lista de recomendações dos especialistas para quem quer ter sucesso na v...
Captação de recursos: saiba como funciona
A captação de recursos funciona para angariar fundos para financiar ONGs, projetos inovadores e at...
Sites de crowdfunding: como financiar seu projeto
O financiamento coletivo é uma forma de captação de recursos para seus projetos. Isso acontece at...




Publicidade