15 negócios em alta para você já pensar em 2018 | FinanceOne

Gráficos e cotações de Hoje

Dólar R$ 3,285
Euro R$ 3,874
Bitcoin R$ 55.325,00
Bovespa 74.538,54
CDI 8,14% a.a
Poupança (mês) 0,5000%
Libra R$ 4,388
Veja a Cotação do
Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.


15 negócios em alta para você já pensar em 2018

Ser seu próprio chefe é o sonho de muitos brasileiros. Já pensou nisso? Preparamos uma lista com 15 negócios em alta para você que está em busca de investimentos lucrativos e em expansão em 2018. A ideia é dar uma luz no caminho para investir seu dinheiro no ano prestes a começar.

Nunca se estimulou tanto o empreendedorismo no país, com incentivos e um mercado propício a novos empreendimentos. Vivemos um verdadeiro boom de novas empresas, com produtos e serviços inovadores e lucrativos.

negócios em alta
Confira os negócios em alta para você apostar em 2018

Investir no tradicional que já dá certo é uma opção, mas você não pode deixar de ter um diferencial. Por outro lado, na era das startups, soluções ousadas estão transformando e revolucionando o mercado.

Em todos os casos de sucesso, um fator está presente: planejamento! E é por isso que nesse post, você vai encontrar opções de onde investir e como começar a planejar seu negócio para 2018.

O que montar em 2018 para ganhar dinheiro

A economia do Brasil vem apresentando sinais de melhora. Em 2017, alguns negócios se mostraram promissores, inclusive com baixo custo.

Antes de apostar seu trabalho e seu dinheiro em um empreendimento, pare e pergunte: O que está em alta no mercado para vender? O que montar em 2018 para ganhar dinheiro?

Fomos atrás das tendências de produtos e serviços em alta no mercado para você considerar antes de fazer sua escolha. O resultado é a lista abaixo, com os 15 negócios em alta para você já pensar em 2018!

Negócios em alta na gastronomia

#1 Gastronomia de nicho específiconegócios em alta gastronomia
Alimentação é uma boa aposta de futuro, já que é uma necessidade humana. Mas fuja dos restaurantes comuns, que podem ser encontrados em cada esquina e já saturam o mercado. É a vez da gastronomia alternativa, voltada para nichos específicos. Alguns exemplos: sem glúten e sem lactose, fitness, vegetariano, vegano, para diabéticos ou a base de orgânicos.

#2 Produtos orgânicos
Tem a ver com o #1 mas merece uma posição só para ele. É tendência hoje, e continuará sendo, em uma sociedade que caminha cada vez mais para a valorização de uma alimentação saudável. O mercado de produtos orgânicos já tem grande parcela de seu faturamento no comércio exterior, e passou a investir bastante no mercado interno.

#3 Cervejarias
Quantas cervejas você viu nascer e crescer em 2017? E, acredite, esse mercado ainda vai crescer muito! As cervejas artesanais e sua infinidade de combinações de ingredientes, aromas e sabores proporcionam um mercado promissor em 2018.

Negócios em alta na moda

negócios em alta moda#4 Cosméticos
Esse é um mercado que se manteve firme mesmo com a crise. Marcas de cosméticos e beleza apresentaram crescimento, não só entre as mulheres, mas com considerável expansão entre os homens. Destaque para os cosméticos a base de produtos naturais, que mostram uma preocupação constante com o ser humano e com a natureza.

#5 Biojoias
As joias sustentáveis ganharam grande parcela do mercado. Aqui, a matéria-prima são artigos da natureza, como pedras, sementes e folhas. Assume-se um compromisso com a reutilização e o cuidado com a natureza.

#6 Brechós
Esqueça aquela velha imagem de brechó empoeirado, cheio de roupa velha que não serve mais. Na era do reaproveitamento e do consumo consciente, ganharam força os brechós online, mais modernos e com artigos específicos enviados para todo o país.

Negócios em alta de serviços

negócios em alta serviços#7 Coworkings
Esse mercado é estimulado, sobretudo, pelo empreendedorismo em alta. O aluguel mais acessível de uma estação de trabalho ou de uma sala de reunião tem tudo para ser tendência também em 2018. Espaços colaborativos e compartilhados movimentam a economia.

#8 Consertos e reformas
Tem a ver também com o movimento de reutilização e reinvenção do novo. Cada vez mais pessoas estão preferindo consertar e reutilizar do que descartar e consumir mais. Esse setor engloba móveis, roupas, eletrodomésticos e o que mais puder ser consertado.

#9 Pets
Já deu vários sinais de que garante retorno para o investidor. O maior deles foi o faturamento de R$18,9 bilhões em 2016, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Não é preciso dizer mais nada!

Negócios em alta na tecnologia

#10 Appnegócios em alta tecnologia
Se precisasse adivinhar quantos aplicativos você tem no celular, chutaríamos pelo menos uns cinco. Verdade ou mentira? Os Apps chegaram para ficar e para facilitar a vida das pessoas. Mas esse talvez seja o mercado que exige maior cuidado. Aplicativos devem resolver problemas específicos para terem sucesso. Nada de mais do mesmo!

#11 Drones
O drone ou “veículo aéreo não tripulado” é outro que chegou para ficar. Já conquistou amadores e profissionais, usado para o lazer ou para atividades comerciais. Recentemente, fez sucesso no Rock in Rio, e tem aplicação até no agronegócio.

#12 Produtos digitais (ou infoprodutos)
A Internet expandiu em larga escala o mercado de produtos e serviços. Com ela surgiu também os infoprodutos, com baixo custo de produção e grande alcance. Livros digitais, cursos e palestras online são exemplos do que pode ser comercializado no ambiente virtual.

#13 Biometria
Há uma forte tendência da utilização do reconhecimento de impressões digitais, face e retina para diversos fins. Esse recurso já é utilizado por bancos e pelo governo, que adotou a leitura biométrica nas eleições.

#14 Impressora 3D
Esse ainda é um mercado tímido no Brasil, devido ao alto investimento. As impressões 3D têm tudo para deslanchar e sair da mão somente das startups de fora do país.

#15 Realidade virtual
É uma das maiores apostas do mercado de tecnologia. Não só pela evolução dos dispositivos, mas também pela crescente produção de conteúdos para serem assistidos por meio de óculos de realidade virtual. Caminha para a diversificação do seu uso, não só nos games mas também em reuniões, treinamentos e eventos.

Comece a planejar seu negócio para 2018

20% das empresas abertas no Brasil não completam um ano de fundação.
Fonte: IBGE

O dado acima, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, é alarmante e está diretamente ligado ao fator planejamento. Ter um plano de negócios é ponto de partida em qualquer corrida rumo ao sucesso.

Esse é o caminho, inclusive, apontado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para reverter a estatística do IBGE.

Mas, é verdade, planejar não é fácil. Requer tempo, dedicação e capacidade de análise das condições atuais e futuras. Definir onde você está e onde quer chegar é um dos segredos para ter êxito.

Você sabia que um bom plano de negócios leva até seis meses para ser construído de forma satisfatória? Isso quer dizer que, para ser bem sucedido no seu negócio em 2018, você deve começar agora!







Mais lidos

Principais Indicadores de Valor de uma Empresa
Quando você está no processo de compra e venda de empresas, precisa pensar nas dívidas que essa e...
Como escolher o plano de saúde?
Diante de tantas opções, a contratação de um plano de saúde pode gerar muitas dúvidas. Antes d...
Leilão de imóveis: entenda os leilões judiciais e extrajudiciais
O leilão de imóveis pode se judicial ou extrajudicial. No caso do judicial, como o próprio nome d...
Tesouro Direto ou CDB: qual a melhor aplicação?
Já falamos aqui que dinheiro só na poupança não rende. E aí, apostar em uma Renda Fixa é uma b...
Alugar ou comprar imóvel 2018?
Esse é um momento de alugar ou comprar imóvel? Na dúvida, algumas questões devem ser avaliadas. ...
Investimento além da poupança: formas de aplicar seu dinheiro
A poupança viu uma melhora de cenário em novembro de 2017. Quando em outubro houve retirada líqui...




Publicidade