Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Brasil é um dos países menos competitivos do mundo

Escrito por: Redação em 4 de junho de 2018

No ranking dos países menos competitivos, o Brasil está na 60ª posição. O desempenho pífio do país está registrado no Anuário de Competitividade Mundial (WCY, na sigla em inglês). A avaliação é produzida pelo IMD (International Institute for Management Development), em parceria com a Fundação Dom Cabral (FDC).

Mas você pode estar pensando que estamos bem, já que no mundo existem 193 países, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). Nada disso! A pesquisa avaliou apenas 63 nações para o ano de 2018.

Resultado: estamos na frente de apenas três países. São eles: Croácia, Mongólia e Venezuela. Vale destacar que o país sul-americano passa por uma grave crise política e econômica.

A metodologia de avaliação da competitividade dos países analisa quatro fatores:

– performance econômica

– eficiência do governo

– eficiência empresarial

– infraestrutura

Junto, eles agrupam 340 variáveis qualitativas e quantitativas. No Brasil, as pesquisas de opinião são realizadas pela FDC com mais de 5 mil executivos e empreendedores entre os meses de janeiro e abril de cada ano.

países menos competitivos

Os 10 países mais competitivos

O ranking é liderado pelos Estados Unidos, que conseguiu avançar três posições em relação a 2017. Na sequência, aparece Hong Kong.

Cingapura está na terceira colocação e Holanda, na quarta. A Suíça aparece em quinto lugar.

Dos países da América Latina, o melhor colocado é o Chile, que está na 35ª colocação.

1º – EUA (100.000 pontos)

2º – Hong Kong (99.162 pontos)

3º – Cingapura (98.553 pontos)

4º – Holanda (97.534 pontos)

5º – Suíça (97.143 pontos)

6º – Dinamarca (96.385 pontos)

7º – Emirados Árabes Unidos (95.659 pontos)

8º – Noruega (95.424 pontos)

9º – Suécia (95.046 pontos)

10º – Canadá (94.337 pontos)

Os 10 países menos competitivos

63º – Venezuela (27.509 pontos)

62º – Mongólia (52.616 pontos)

61º – Croácia (52.616 pontos)

60º – Brasil (55.344 pontos)

59º – Ucrania (55.797 pontos)

58º – Colômbia (57.357 pontos)

57º – Grécia (57.375 pontos)

56º – Argentina (57.986 pontos)

55º – Eslováquia (60.037 pontos)

54º – Peru (60.236 pontos)

53º – África do Sul (60.775 pontos)

Por que o Brasil está entre os países menos competitivos do mundo?

países menos competitivosApesar do ganho de apenas uma posição em relação ao ano passado, essa é a primeira vez que o Brasil apresenta uma melhora desde 2010. Naquele ano, o país estava na 38ª colocação.

O estudo diz que o pequeno pulo no ranking deve-se à pequena melhora dos índices econômicos brasileiros. Outros destaques no ano foram:

Reforma trabalhista, que ainda não resultou em impactos positivos.

– Confiança da comunidade empresarial, motivada pelas decisões de corte de juros tomadas pelo Banco Central.

No entanto, a pesquisa mostra que o ambiente político turbulento e as denúncias sobre corrupção do governo atrapalham nossa melhora na listagem.

A baixa eficiência do governo é outro ponto que impede a melhora da competitividade do Brasil, diz o estudo.

Como o Brasil pode melhorar, segundo o estudo

A pesquisa diz que existem diferentes estratégias para que um país consiga melhorar a sua competitividade. No entanto, ela pondera que é necessário construir as bases para que os resultados sejam alcançados.

Uma delas é a educação. E nesse ponto não estamos nada bem. O WCY aponta que o sistema educacional brasileiro se apresenta como um dos menos eficientes do mundo.

Neste quesito, o Brasil ocupa apenas a 60ª posição. Destacando negativamente o baixo investimento em habilidades digitais e tecnológicas e o ensino de ciência nas escolas.

Na avaliação do IMD, não há uma estratégia em comum entre os “top 5”. No entanto, todos trabalham a competitividade em uma visão de longo prazo.

Segundo a instituição, não há uma estratégia específica, mas eles se concentraram em desenvolver instituições, estrutura educacional e tecnológica. Para o IMD, um mix de atitudes que não apresentam resultados em apenas cinco anos.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

moeda comum entre Brasil e Argentina
Inadimplência
Risco Brasil
Economia colaborativa: o que é e como se beneficiar dela
Salário mínimo