Mais
    InícioCriptomoedaCaixas eletrônicos de criptomoedas: saiba o que são e como funcionam

    Caixas eletrônicos de criptomoedas: saiba o que são e como funcionam

    0
    (0)

    Já se deparou com caixas eletrônicos de criptomoedas? O foco delas, além de atender as pessoas que precisam com urgência trocar os seus ativos por dinheiro físico, é ser uma porta de entrada para novos usuários do mercado cripto.

    Publicidade

    Apesar das taxas cobradas pela empresa durante as transações serem maiores do que as vistas na maioria das exchanges, suas máquinas acabam se tornando uma maneira fácil e rápida para adquirir criptomoedas com dinheiro físico.

    Esse tipo de máquina começou a tomar conta de países, estando presente em diversas cidades, espalhadas por lojas ou até mesmo em postos de gasolina.

    Mais de 10 mil foram instalados no mundo em 2021. De acordo com informações obtidas pelo site Finbold, a América do Norte é a região com mais caixas automáticos com suporte ao Bitcoin instalados, com 26.489 máquinas, que representam 93.5% do total mundial.

    Logo em seguida, aparece a Europa em segundo lugar, com 1.268, correspondendo a 4.5%, e a América do Sul conta com 290 caixas eletrônicos, correspondendo a 1% do total mundial. Já a Ásia possui só 234 máquinas, o equivalente a 0.8%, estão localizadas na região.

    + Como investir em Bitcoin? Saiba se é seguro

    Publicidade

    Máquinas no Brasil

    A Coin Cloud, empresa líder mundial em caixas eletrônicos de criptomoedas, anunciou recentemente uma parceria com a BRMalls, maior rede de shopping centers do Brasil, para a implementação de máquinas em diversas cidades do país.

    A empresa diz ter escolhido o Brasil como ponto de partida de seu projeto de expansão internacional após milhares de unidades instaladas nos Estados Unidos.

    O primeiro aparelho da Coin Cloud no país foi instalado em novembro de 2020, em São Paulo.

    Desde então, a empresa passou a disponibilizar caixas eletrônicos em São Bernardo do Campo, Campo Grande, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Rio de Janeiro e Recife.

    Como funcionam os caixas eletrônicos de criptomoedas

    As transações dos caixas eletrônicos de criptomoedas prometem ter a mesma praticidade dos caixas tradicionais.

    Publicidade

    Assim, seguindo as instruções no visor da máquina, os clientes devem conseguir efetuar suas movimentações com facilidade.

    + Como minerar Bitcoin? Confira o guia completo

    Ademais, o valor de partida para transações de compra será de no mínimo R$10 e vendas a partir de R$50. Então, o dinheiro virtual é movimentado imediatamente para a carteira digital do cliente.

    Os clientes da empresa podem comprar com cartão de crédito e débito diretamente pelo app. A Coin Cloud cobra entre 7% e 15% de taxa, embutida na cotação de compra e venda da criptomoeda selecionada. 

    pessoa segurando um celular na frente de uma caixa eletrônica de criptomoedas
    Caixas eletrônicos de criptomoedas começam a se espalhar pelo mundo

    Desvantagens dos caixas eletrônicos de Bitcoin

    Existem algumas desvantagens para os caixas eletrônicos de criptomoedas, especialmente para usuários regulares e experientes.

    Publicidade

    As taxas das transações com caixas eletrônicos são baseadas em porcentagem na maioria dos casos, levando a taxas substancialmente mais altas do que nas transações com criptomoedas.

    + Entenda agora como transformar Bitcoin em dinheiro de verdade

    A maioria dos caixas eletrônicos também têm baixos limites diários para compradores e vendedores.

    Ou seja, o que impede indivíduos de comprar ou vender grandes quantidades de Bitcoin por vez para evitar o uso de caixas eletrônicos em lavagem de dinheiro.

    Quer saber mais sobre criptomoedas e outros assuntos? Ative as notificações do Push e assine a newsletter do FinanceOne para se manter informado sobre tudo o que acontece no universo financeiro.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaCaixas eletrônicos de criptomoedas: saiba o que são e como funcionam

    Caixas eletrônicos de criptomoedas: saiba o que são e como funcionam

    0
    (0)

    Já se deparou com caixas eletrônicos de criptomoedas? O foco delas, além de atender as pessoas que precisam com urgência trocar os seus ativos por dinheiro físico, é ser uma porta de entrada para novos usuários do mercado cripto.

    Publicidade

    Apesar das taxas cobradas pela empresa durante as transações serem maiores do que as vistas na maioria das exchanges, suas máquinas acabam se tornando uma maneira fácil e rápida para adquirir criptomoedas com dinheiro físico.

    Esse tipo de máquina começou a tomar conta de países, estando presente em diversas cidades, espalhadas por lojas ou até mesmo em postos de gasolina.

    Mais de 10 mil foram instalados no mundo em 2021. De acordo com informações obtidas pelo site Finbold, a América do Norte é a região com mais caixas automáticos com suporte ao Bitcoin instalados, com 26.489 máquinas, que representam 93.5% do total mundial.

    Logo em seguida, aparece a Europa em segundo lugar, com 1.268, correspondendo a 4.5%, e a América do Sul conta com 290 caixas eletrônicos, correspondendo a 1% do total mundial. Já a Ásia possui só 234 máquinas, o equivalente a 0.8%, estão localizadas na região.

    + Como investir em Bitcoin? Saiba se é seguro

    Publicidade

    Máquinas no Brasil

    A Coin Cloud, empresa líder mundial em caixas eletrônicos de criptomoedas, anunciou recentemente uma parceria com a BRMalls, maior rede de shopping centers do Brasil, para a implementação de máquinas em diversas cidades do país.

    A empresa diz ter escolhido o Brasil como ponto de partida de seu projeto de expansão internacional após milhares de unidades instaladas nos Estados Unidos.

    O primeiro aparelho da Coin Cloud no país foi instalado em novembro de 2020, em São Paulo.

    Desde então, a empresa passou a disponibilizar caixas eletrônicos em São Bernardo do Campo, Campo Grande, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Rio de Janeiro e Recife.

    Como funcionam os caixas eletrônicos de criptomoedas

    As transações dos caixas eletrônicos de criptomoedas prometem ter a mesma praticidade dos caixas tradicionais.

    Publicidade

    Assim, seguindo as instruções no visor da máquina, os clientes devem conseguir efetuar suas movimentações com facilidade.

    + Como minerar Bitcoin? Confira o guia completo

    Ademais, o valor de partida para transações de compra será de no mínimo R$10 e vendas a partir de R$50. Então, o dinheiro virtual é movimentado imediatamente para a carteira digital do cliente.

    Os clientes da empresa podem comprar com cartão de crédito e débito diretamente pelo app. A Coin Cloud cobra entre 7% e 15% de taxa, embutida na cotação de compra e venda da criptomoeda selecionada. 

    pessoa segurando um celular na frente de uma caixa eletrônica de criptomoedas
    Caixas eletrônicos de criptomoedas começam a se espalhar pelo mundo

    Desvantagens dos caixas eletrônicos de Bitcoin

    Existem algumas desvantagens para os caixas eletrônicos de criptomoedas, especialmente para usuários regulares e experientes.

    Publicidade

    As taxas das transações com caixas eletrônicos são baseadas em porcentagem na maioria dos casos, levando a taxas substancialmente mais altas do que nas transações com criptomoedas.

    + Entenda agora como transformar Bitcoin em dinheiro de verdade

    A maioria dos caixas eletrônicos também têm baixos limites diários para compradores e vendedores.

    Ou seja, o que impede indivíduos de comprar ou vender grandes quantidades de Bitcoin por vez para evitar o uso de caixas eletrônicos em lavagem de dinheiro.

    Quer saber mais sobre criptomoedas e outros assuntos? Ative as notificações do Push e assine a newsletter do FinanceOne para se manter informado sobre tudo o que acontece no universo financeiro.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?