InícioNotíciasEconomiaCasa Verde e Amarela: parcerias podem reduzir entrada do imóvel. Entenda!

Casa Verde e Amarela: parcerias podem reduzir entrada do imóvel. Entenda!

Se preferir, escute o áudio completo da matéria aqui:
0
(0)

Após anunciar as novas regras de financiamento do programa habitacional, o governo anunciou também o Casa Verde e Amarela Parcerias.

Com essa novidade, algumas famílias poderão reduzir ou até zerar a entrada do imóvel.

Vale lembrar que o programa é voltado a família com renda de até R$7 mil e reúne algumas medidas de acesso à moradia:

  • financiamento a juros mais baixos,
  • regularização fundiária,
  • reformas dos imóveis.

Com a nova modalidade, quem contratar o programa nos estados que aderirem ao Casa Verde e Amarela Parcerias, poderá ter ainda mais facilidade para conseguir um imóvel.

As mudanças no programa e a nova modalidade foram anunciadas durante um evento no Palácio do Planalto no último dia 15 de setembro, com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), com isso, espera-se atrair o mercado da construção civil e imobiliário para novas contratações, além de facilitar a contratação de financiamentos para as famílias.

Como vai funcionar o Casa Verde e Amarela Parcerias?

O principal objetivo da nova modalidade é reduzir ou zerar a entrada do imóvel para algumas famílias.

Isso será possível, porque estados e municípios poderão entrar com contrapartida de 20% do valor das moradias, podendo incluir o terreno do empreendimento.

Com esse aporte, o preço da entrada terá um desconto ou será zerado para a família, dependendo do seu valor.

No entanto, essa iniciativa é voltada apenas para as famílias com renda mensal de até R$4 mil. Ou seja, as dos chamados Grupo 1 (até R$2 mil) e do Grupo 2 (até R$4 mil).

Além disso, é necessário que o estado onde a pessoa mora tenha aderido ao Casa Verde e Amarela Parcerias.

Quais estados aderiram ao Casa Verde e Amarela Parcerias?

De acordo com informações da Agência Brasil, até o momento dez estados já aderiram ao Parcerias:

  • Paraná
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Rio de Janeiro
  • Minas Gerais
  • Roraima
  • Bahia
  • Ceará
  • Pernambuco
  • Alagoas
Vários prédios pequenos do Casa Verde e Amarela em um condomínio e um homem observando
Casa Verde e Amarela Parcerias já foi aderido por dez estados (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Quais são as novas regras de financiamento?

O Casa Verde e Amarela também teve algumas mudanças nas regras de financiamento. Elas foram aprovadas pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Uma das mudanças foi o aumento do limite de valores dos imóveis financiados. Eles foram reajustados em 10%.

Mas há exceção daqueles construídos em cidades com população entre 50 mil e 100 mil habitantes. Nesses locais, a tabela será reajustada em 15%

Além disso, o Conselho aprovou a ampliação do subsídio para os cidadãos darem entrada no imóvel, especialmente nas regiões Norte e Nordeste.

O valor médio, que antes era de R$23 mil, passa para R$35 mil, dependendo da composição familiar.

As famílias do chamado Grupo 1, ou seja, aquelas com renda de até R$2 mil, passam a contar com subsídio de até R$47,5 mil para entrada.

As taxas de juros para famílias com renda de até R$2 mil também foram niveladas e não serão mais diferenciadas de acordo com o tipo de imóvel. Agora, todas as famílias do grupo 1 terão as mesmas taxas, que será calculada com base somente na região onde moram:

  • 4,75% de taxa de juros para famílias das regiões Norte ou Nordeste
  • 5% para as que moram nas regiões Centro-Oeste, Sudeste ou Sul

Como se inscrever no Casa Verde e Amarela?

O agente financeiro do programa habitacional é a Caixa Econômica Federal. As famílias interessadas podem contratá-lo de forma individual ou por meio de uma construtora, desde que seja vinculada a um empreendimento financiado pela Caixa.

É possível fazer a simulação do financiamento no site da Caixa. Confira o passo a passo para se cadastrar:

  1. Entregue a documentação exigida (sua e do imóvel escolhido) em um correspondente Caixa Aqui ou em uma agência Caixa.
  2. Aguarde a análise da sua documentação e a apresentação das melhores condições para o financiamento pelo banco.
  3. Após a validação e aprovação do cadastro, você assina o contrato de financiamento.

O Casa Verde e Amarela foi lançado em 2020, substituindo o Minha Casa Minha Vida.

Além da construção de imóveis com recursos do FGTS, inclui regularização fundiária, melhoria de residências e outras ações, como locação social.

O conteúdo foi útil? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui