InícioNotíciasInvestimentosCDI 2021: confira o guia completo sobre a taxa e seus rendimentos

CDI 2021: confira o guia completo sobre a taxa e seus rendimentos

4.5
(2)

Independentemente se você está pensando em investir ou se já realiza aplicações, é bem provável que você já tenha escutado falar em CDI. Mas para você começar a investir no CDI é importante entender o que é, como funciona e como ele influencia na rentabilidade dos principais tipos de aplicações.

CDI significa Certificados de Depósitos Interbancários. Eles nada mais são que títulos emitidos pelas instituições bancárias, no qual o objetivo é transferir o dinheiro de um banco para outro em um curto período de tempo.

Mas antes de começar a aplicar o seu dinheiro no CDI é preciso comparar as opções existentes no mercado e quais são as melhores para o seu perfil e objetivo. Lembre-se que as suas escolhas influenciam diretamente na formação do seu patrimônio por meio dos investimentos.

Está curioso para conhecer mais sobre os Certificados de Depósitos Interbancário? Neste artigo você vai ler sobre: 

Entenda o que é o CDI

Qual a importância do CDI para o sistema financeiro?

Aprenda como é composto e calculado o CDI

Qual é o rendimento do CDI?

Quais os impactos do CDI na Economia?

Quais os impactos do CDI nos investimentos?

Entenda o que é o CDI

Antes de qualquer coisa você precisa entender de uma vez por todas o que é o CDI. Para começar, existe mais de um nome para esse investimento, sendo: Certificado de Depósito Interbancário e Certificado de Depósito Interfinanceiro. 

O Certificado de Depósito Interbancário é uma taxa cobrada nas operações realizadas entre os bancos. Sendo assim, ela é calculada a partir dos empréstimos que as instituições financeiras realizam entre si, de banco para banco, que é conhecido como mercado interbancário.

É por meio desse título que a instituição financeira que tem recursos sobrando pode financiar as que estão precisando de dinheiro. Dessa forma, é possível garantir que cada banco encerre o dia no positivo e o sistema bancário fique equilibrado.

Mas como o CDI é formado? Simples, pela compra e venda de títulos privados entre os bancos. Essa é a principal diferença quando você compara com a taxa Selic. Esta é formada a partir da compra e venda dos títulos públicos.

O Certificado de Depósito Interbancário também serve de referência para o rendimento dos investimentos de renda fixa, por exemplo o LCA, LCI e CDB.

Qual a importância do CDI para o sistema financeiro?

Bom, agora que você já sabe o que é o Certificado de Depósito Interbancário, é preciso entender a importância dele. Poucas pessoas sabem, mas a Regra de Basileia, que proíbe que um banco termine o dia com saldo negativo, obriga que as instituições peguem dinheiro emprestado.

É essa regra que garante que todos os bancos sempre terão dinheiro para quitar os compromissos. O que acaba, também, protegendo os correntistas e clientes pois evita que a instituição financeira quebre e declare falência.

investimentos melhores que a poupança
CDI são títulos emitidos pelos bancos para realizarem empréstimos entre si

Vale ressaltar ainda que as instituições financeiras precisam pegar empréstimo com outros bancos mesmo que eles sejam concorrentes.

Outra informação importante é que o setor bancário é extremamente interligado entre si, o que acaba fazendo com que o CDI seja uma forma de garantir a solidez do sistema.

E o melhor é que essa transferência de dinheiro de um banco para outro ajuda tanto o que está com dificuldades quanto facilita o acesso a capital em diversas operações.

Aprenda como é composto e calculado o CDI

O CDI está diretamente relacionado aos empréstimos que os bancos realizam entre si. E você já sabe o motivo disso, como foi dito acima, as instituições financeiras não podem fechar o dia no vermelho, de acordo com o Banco Central.

É claro que quando se fala em empréstimos, sempre vem à cabeça a palavra “juros”, que são aplicadas nesses tipos de operações. O Certificado de Depósito Interbancário acaba representando a taxa média dos juros que são praticados nesses tipos de operações a cada dia.

Porém, o mesmo não acontece no mercado de investimentos. Isso porque as taxas diárias são utilizadas para retirar uma média mensal e anual do CDI. Elas são consideradas no rendimento de quem investe em renda fixa.

Mas por que meio esse cálculo é realizado? Pela Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos Privados (CETIP). Além disso, por meio da página do banco você consegue consultar a variação diária, mensal e anual da taxa do CDI.

Qual é o rendimento do CDI?

Outro assunto que muita gente tem dúvida quando o assunto é CDI é quanto ao rendimento. Essa também é a sua curiosidade?

Geralmente, é simples fazer o cálculo de um investimento atrelado ao CDI. Primeiro, você precisa verificar nos sites qual é o CDI do período desejado. 

Assim, em seguida, aplique o percentual do investimento em questão e pronto. Em 2020, por exemplo, o CDI rendeu 2,75% ao ano. Logo, se um investimento rende 100% do CDI aplicado ao longo de 2020 acabou rendendo esta mesma porcentagem. 

Veja como exemplo os rendimentos do CDI 2020 mensalmente:

MêsCDI Mensal
Janeiro0,38%
Fevereiro0,29%
Março0,34%
Abril0,28%
Maio0,24%
Junho0,21%
Julho0,19%
Agosto0,16%
Setembro0,16%
Outubro0,16%
Novembro0,15%
Dezembro0,16%
Acumulado do ano2,15%
Fonte: Banco Central

“O CDI 2020 é, basicamente, a soma das taxas mensais do CDI ao longo de todo o ano de 2020. Considerando janeiro e novembro, o CDI rendeu 2,59%”, disse o Nubank.

Quais os impactos do CDI na Economia?

É importante frisar que mesmo as operações acontecendo entre os bancos, o CDI está diretamente ligado com a Economia. Muitos especialistas citam essa relação e é quando muita gente fica em dúvida.

Mas, entenda que quando há uma restrição ao crédito, é comum que mais pessoas façam saques e, logo,  deixem menos dinheiro retidos nos bancos. Com isso, acaba sendo ampliado o volume de empréstimo, a famosa lei da procura e demanda – havendo um aumento no total.

Vale destacar, ainda, que há uma regra que determina que tanto CDI quanto Selic sejam equiparados. Dito isso, o valor dos depósitos interbancários acabam sendo bem menor que a taxa de juros. Mas não deixam de caminhar lado a lado, principalmente para que uma oferta não se torne mais atrativa do que a outra no momento de empréstimos.

Quais os impactos do CDI nos investimentos?

Quando se fala em títulos privados, surgem muitas dúvidas. Mas, sobretudo, é possível enxergar muitos índices que acompanham este valor. O que muitos não sabem, é que o CDI pode causar impactos nos investimentos e você vai entender o porquê disso agora.

Outras possibilidades costumam ser o Certificado de Depósito Bancário (CDB), a Letra de Câmbio Imobiliário (LCI) e a Letra de Câmbio Agronegócio (LCA). Mas, como você já deve estar por dentro, elas geralmente têm uma variação de porcentagem do índice – podendo chegar a ultrapassar 100%.

Dessa forma, quando ocorre de o CDI aumentar, todos esses investimentos se tornam bem mais rentáveis e vice-versa. Logo, é possível chegar a conclusão de que é um indicador muito capaz de causar impactos diretos nos ganhos com os títulos privados – por isso o grande impacto nos investimentos.

Agora que você já sabe de tudo um pouco sobre o CDI, comente aqui o que você achou deste conteúdo. Faltou algo para você? Deixa a sua sugestão aqui nos comentários!

O que achou disso?

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui