Início Notícias Economia Combate ao coronavírus: governo estuda novo saque do FGTS

Combate ao coronavírus: governo estuda novo saque do FGTS

0
(0)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou, na segunda-feira, 16 de março, um conjunto de medidas para amenizar os impactos econômicos pela disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

A iniciativa está avaliada em R$ 147,3 bilhões. Na ocasião, Guedes afirmou que a pasta vai dar prioridade para a população mais vulnerável.

Por isso, informou que valores não sacados de PIS/Pasep podem ser transferidos para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para permitir novos saques, no valor de R$ 21,5 bilhões.

A medida, porém, ainda tem que ser aprovada pelo Congresso Nacional.

“Esse é um esforço inicial. É possível que a cada 48 horas voltemos com novas medidas”, afirmou o ministro Paulo Guedes.

coronavírus
Paulo Guedes anuncia de medidas econômicas para enfrentamento ao coronavírus

O governo também pretende destinar mais R$ 3,1 bilhões para o programa Bolsa Família. O objetivo, segundo o ministro, é para que mais de um milhão de famílias entrem no programa de transferência de renda.

As autoridades ainda anunciaram medidas para manutenção dos empregos. Está previsto o adiamento do prazo de pagamento de tributos. Essa parte do pacote soma R$ 59,4 bilhões.

Como a isenção, por três meses, das contribuições dos empresários para o FGTS (R$ 30 bilhões) e da parte da União no Simples Nacional (R$ 22,2 bilhões). 

Muitas das medidas, porém, dependem do aval do Congresso e precisam ser formatadas pela equipe econômica em projetos de lei ou medidas provisórias.

No momento, os parlamentares discutem o prosseguimento normal dos trabalhos em meio ao surto do coronavírus.

FGTS vai ser antecipado em forma de empréstimo

Paulo Guedes deseja que os trabalhadores possam usar os recursos do FGTS como garantia para tomarem empréstimo. Atualmente, a modalidade é a que possui os menores juros do crédito pessoal.

A garantia do valor correspondente será a de três anos de saque-aniversário do FGTS. Ele ficará bloqueado na Caixa Econômica Federal, que é o banco responsável pela gestão do fundo.

Na data do saque-aniversário, se o cliente estiver com a dívida em atraso, a Caixa repassará o valor do FGTS para o banco que concedeu o empréstimo, e não para o trabalhador.

Para o professor dos MBAs da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Mauro Rochlin, esse é um endividamento saudável, porque tem taxas bem mais baratas do que as praticadas por outras modalidades de empréstimo pessoal.

“Mas deve ser usado com parcimônia, e não para consumo. O ideal é utilizar esse crédito para trocar uma dívida mais cara, difícil de pagar, por essa mais barata”, afirmou Rochlin.

Manutenção dos empregos

O coronavírus fez o ministro Guedes também comunicar medidas para manutenção dos empregos. Está previsto o adiamento do prazo de pagamento de tributos. Essa parte do pacote soma R$ 59,4 bilhões.

Durante a apresentação do pacote, Guedes voltou a defender a aprovação de reformas.

“Com as reformas estruturantes, você aumenta a resistência, a resiliência da economia brasileira; ajuda a atravessar essa turbulência que vem de fora”, disse o ministro.

Ele elencou três principais reformas:

1 – O pacto federativo,
2 – O projeto que permite a privatização da Eletrobras,
3 – E o plano Mansueto (conjunto de medidas de socorre a estados em dificuldade financeira).

Contudo, diante do difícil cenário de aprovação do projeto da Eletrobras, Guedes reconheceu que terá problemas na arrecadação. Ele prevê perder R$ 16 bilhões caso a operação não aconteça neste ano.

13° dos aposentados será antecipado

Anteriormente, Paulo Guedes já comunicou a antecipação da primeira metade do 13º de aposentados do INSS. A ideia é que ela seja paga entre o fim de março e o início de abril.

A expectativa é de que sejam injetados R$ 23 bilhões na economia com essa antecipação.

Além disso, foi suspensa a prova de vida de beneficiários do instituto. Foi proposta também a redução dos juros e a ampliação de margem e prazo para empréstimos consignados desses beneficiários.

Em outra decisão, será definida uma lista de produtos médicos importados que terão preferência tarifária para garantir o abastecimento.

Também será organizado um desembaraço aduaneiro de produtos médicos e hospitalares.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

5 erros mais comuns ao usar cartão de crédito

Você já se complicou alguma vez utilizando o cartão de crédito? Ficou com preocupação com a fatura do próximo mês? Se a...

6 opções para trabalhar como freelancer aos finais de semana

Está em busca de aumentar a sua renda ou a da sua família nas horas vagas? Uma alternativa é ser freelancer aos...

Descubra 5 ferramentas semelhantes ao PIX

Pagamento via QR Code, transferências rápidas e que podem ser feitas 24 horas por dia, sete dias na semana: o Pix é...

Como calcular quanto você precisa de renda extra

Em tempos de crise econômica, conseguir uma renda extra se torna o objetivo de muitos profissionais. No entanto, algumas pessoas não conseguem...

Como reclamar uma cobrança bancária indevida

Uma das maiores reclamações de consumidores com relação às instituições financeiras é a cobrança bancária indevida. Esse ainda é um problema recorrente, mas que...

4 vantagens do Open Banking para clientes e empresas

Antes de descobrir quais as vantagens do Open Banking para clientes e empresas, você precisa saber o que é essa nova realidade...