Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como conseguir empréstimo e tudo que você precisar saber

Escrito por: Priscila Gomes em 19 de março de 2019

Imprevistos acontecem, sejam eles vindos de emergências de saúde ou familiares, desemprego e até mesmo compras feitas por impulso.

São diversos motivos que podem levar uma pessoa ao descontrole financeiro, fazendo com que fique sem dinheiro e tenha que pedir emprestado.

Com dezenas de opções no mercado, a dúvida sobre os empréstimos é legítima. Como funciona, como pegar um e demais dúvidas surgem na mente de quem avalia se deve – ou não – fazer um empréstimo.

Se este é seu caso, preparamos um artigo com as principais questões sobre esta modalidade de crédito.

Confira os seguintes pontos e fique por dentro das regras de um empréstimo:

Como funciona

Tipos de empréstimo

5 dicas para conseguir um empréstimo

Como fazer um empréstimo

Quem pode fazer um empréstimo

Como pegar um empréstimo com nome sujo

Dúvidas comuns sobre empréstimo

Como conseguir empréstimo e tudo que você precisar saber

Como funciona um empréstimo

Um empréstimo é uma das primeiras alternativas para quem precisa de dinheiro com urgência. Este pode ser pedido para um amigo, parente e instituições financeiras, sejam online ou presenciais.

Inicialmente é válido lembrar que empréstimo é diferente de financiamento, apesar de ambos terem características semelhantes.

Uma dessas semelhanças é que os dois são realizados por meio de um contrato com a instituição financeira para emprestar dinheiro a um correntista.

Com um empréstimo a pessoal pode fazer o que quiser: pagar dívidas do cartão de crédito, comprar roupas, dar entrada em um bem e etc.

O empréstimo pessoal é o mais utilizado, podendo ser contratado e depositado em menos de 24h. Outra característica do empréstimo pessoal é a taxa de juros.

Por ser um dos principais recursos oferecidos pelos bancos, os custos totais são de acordo com a taxa de juros (média de 6,49% ao mês), prazo de pagamento e demais tarifas operacionais.

Após pegar um empréstimo, o cliente pagará o valor que solicitou mais as taxas, segundo o contrato.

Tipos de empréstimo

Existem diferentes tipos de empréstimo que se adequam às mais variadas situações.

Tem o empréstimo pessoal, o consignado, o por penhor, a antecipação da restituição do IR, o refinanciamento de imóvel, a antecipação do 13º, o cheque especial e outros.

Todos são modalidades de empréstimo, com características e funcionalidades diferentes.

O empréstimo pessoal, que é o foco deste artigo, exige análise de crédito para verificar se há restrições (nome sujo).

É prático e rápido, podendo ser utilizado da forma que o cliente acha melhor.  Conheça os outros tipos:

Empréstimo consignado

Com desconto feito em folha, do salário, aposentadoria ou pensão, tem juros menores que o empréstimo pessoal.

O motivo disso é que o banco/instituição financeira pode contar com o pagamento, já que o desconto é feito automaticamente na conta do cliente.

A desvantagem do empréstimo consignado é que está disponível apenas para aposentados e pensionistas do INSS e para empresas conveniadas dos bancos.

Além disso, não há muita flexibilidade de pagamento. Se houver alguma emergência, por exemplo, não será possível não pagar devido ao desconto em folha.

Empréstimo por penhor

Normalmente é feito por meio de joias e funciona assim: o cliente cede um bem para a Caixa Econômica Federal e a mesma avalia o custo e concede um empréstimo naquele valor.

Não há análise de crédito, mas os juros são mais altos que os demais tipos de empréstimos. Após realizar o pagamento, o bem é devolvido ao cliente.

Antecipação da restituição do Imposto de Renda

É um crédito oferecido ao cliente com base na restituição do IR que ainda não foi devolvida.

Os juros são baixos, menor que os do empréstimo pessoal, mas não oferece flexibilidade e nem longo prazo para quitação da dívida.

Refinanciamento de imóvel

Uma das modalidades de empréstimo mais burocráticas, mas com juros baixos e longo prazo de pagamento.

Neste, o cliente solicita o empréstimo e dá o imóvel – casa ou apartamento – como garantia de pagamento.

O bem fica no nome do banco até a quitação total da dívida e, caso o cliente não consiga pagar, perde os direitos para a instituição financeira.

Como conseguir empréstimo e tudo que você precisar saber

Antecipação do 13º salário

É um crédito concedido no mesmo valor do 13º salário. Apresenta juros baixos porque o banco já tem a garantia que irá quitar a dívida.

É como se o cliente abrisse mão do 13º no fim do ano para ter pegar no mês em que mais precisa. O pagamento deve ser feito mesmo que o 13º não seja pago.

Cheque especial

A forma mais comum de empréstimo. É um crédito pré-aprovado com juros exorbitantes, mas com praticidade e flexibilidade de pagamento.

Não é necessário ir a agências bancárias ou acessar o site do banco para conseguir. Em casos de necessidade, o ideal é pesquisar outras alternativas de crédito.

5 dicas para conseguir um empréstimo

É preciso ter atenção antes de contratar um empréstimo.

Além de pesquisar a melhor forma de pagamento e os menores juros, confira as dicas para que seu orçamento não seja 100% comprometido com a decisão.

#1 Pesquise o empréstimo mais em conta

Solicitar uma modalidade de empréstimo com taxas mais baratas pode fazer com que não se afunde ainda mais em dívidas.

Como já foi citado, existem diversas maneiras de conseguir dinheiro sem que o orçamento do mês fique à mercê das parcelas.

Flexibilize o pagamento e alinhe isso com os juros baixos. Pesquise em bancos e instituições financeiras as taxas das modalidades que mais se encaixam com o que precisa.

#2 Avalie os custos

Como já citado, o crédito consignado possui taxa de juros menores. Avalie o banco que sua empresa tem parceria.

Normalmente, assalariados podem solicitar empréstimo consignado apenas no banco em que recebem o salário.

Já os aposentados e pensionistas do INSS são livres e podem escolher a instituição financeira que mais agrada, podendo correr atrás de melhores taxas de juros.

Um dos pontos mais importantes antes de pedir um empréstimo é ficar de olho no Custo Efetivo Total (CET).

Este é o valor total de encargos que deverá pagar ao banco junto de todas as taxas e não apenas a parcela.

Atenção: o Idec obriga as instituições financeiras a informar o CET aos clientes, por isso, não deixe nada passar.

#3 Confira o prazo de pagamento

É fundamental ter as finanças organizadas no decorrer dos pagamentos do empréstimo. O motivo disso é que você precisará quitar todo valor sem que perca datas de pagamento ou fique sem pagar.

Se isso acontecer, terá que pagar mais um montante de juros em cima do contrato.

O prazo pode variar em função da política de cada banco, mas o comum é de até 48 meses no pessoal e 96 meses no empréstimo consignado.

#4 Atenção com as multas de atraso

No contrato estão listadas as multas de atraso no pagamento, bem como os percentuais cobrados nestas situações.

Analise cuidadosamente o quanto pagará a mais caso não consiga pagar a dívida no dia correto. Para evitar dor de cabeça, flexibilize o pagamento da forma que seu bolso ache mais confortável.

Dessa forma, evitará dores de cabeça e dívidas crescendo rapidamente.

#5 Cuidado com os golpes

Desconfie de ofertas muito vantajosas, ainda mais as online. Existem dezenas de aplicativos e sites que oferecem empréstimos com taxas baixíssimas, mas que na verdade são golpistas.

Antes de assinar algum contrato ou dar informações pessoais para alguma empresa, avalie a empresa em sites como o Reclame Aqui.

Como fazer um empréstimo

Você pode contratar um crédito online ou presencialmente. Em instituições financeiras, o empréstimo pode ser solicitado em seus respectivos sites.

Nos bancos tradicionais, normalmente é preciso ir até a agência do banco de interesse.

Como conseguir empréstimo e tudo que você precisar saber

– Presencialmente: vá até ao banco portando RG, CPF, comprovante de residência (últimos três meses) e comprovante de renda (últimos dois meses) para análise cadastral e financeira.  Após a liberação do cadastro, o banco imprime um contrato para o cliente assinar com todas as regras expostas. Após a assinatura, o dinheiro cai na conta para ser utilizado como preferir.

– Online: acesse o site da financeira com todos os documentos separados: RG, CPF, comprovante de renda e de residência, além do e-mail ativo. Faça o cadastro, analise as opções de crédito oferecidas e escolha a que preferir. Após isso, finalize o pedido enviando os documentos solicitados. Após a finalização, aguarde o contato da instituição financeira.

Todos os bancos e financeiras pedem comprovação de renda, mas há algumas que são mais flexíveis e podem liberar o crédito sem obrigatoriedade deste documento.

Mas essa facilidade tem um preço: altas taxas de juros, levando o cliente mais facilmente a um endividamento ainda maior.

Quem pode fazer um empréstimo

Dizer que todo mundo pode fazer um empréstimo pode deixar pontas soltas. Por isso, listamos quem pode fazer um empréstimo.

No empréstimo pessoal, qualquer pessoa que tiver conta no banco de interesse pode solicitar um empréstimo.

Já no consignado, apenas aposentados, pensionistas do INSS, servidores públicos, trabalhadores com carteira assinada e militares podem fazer.

A idade é de acordo com o que cada banco decide, mas o comum é de 18 a 80 anos. É válido lembrar que apenas os bancos e financeiras autorizados pelo Banco Central podem oferecer a função de empréstimo em seus serviços.

Para que possam garantir o pagamento do cliente, o banco pede garantias. No empréstimo consignado, por ser descontado em folha, não é necessário um fiador.

Mas, no caso do empréstimo pessoal, geralmente as instituições solicitam um fiador e avalista para garantir o pagamento.

Como pegar um empréstimo com nome sujo

Se seu CPF possui restrições de crédito provavelmente será possível solicitar um empréstimo.

É preciso ter muito cuidado na contratação, sobretudo por já estar negativado, por conta das taxas abusivas e fraudes.

Lembre-se que esta situação é mais comum do que você pensa.

Em 2019, segundo os dados do Indicador de Inadimplência da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), houve aumento de 1,78% no número de consumidores negativados.

Isso significa que o Brasil tem 62,01 milhões de negativados até fevereiro deste ano.

Em todas as linhas de crédito o cliente passará pela análise de crédito na qual serão verificados: tipos de dívidas, histórico de inadimplência e potencial realização de pagamento.

Quem possui dívidas como o não pagamento de contas de luz, telefone e água costumam passar pela peneira, bem como para os negativados em lojas.

Como conseguir empréstimo e tudo que você precisar saber

Dúvidas comuns sobre empréstimo

Separamos algumas diferenças e dúvidas sobre o empréstimo consignado e pessoal para que você possa ter ideia de como ambos funcionam.

– Carência: sem carência (empréstimo consignado) e de até 60 dias (empréstimo pessoal);

– Condição de liberação: bloqueado para negativados (pessoal) e liberado para negativados (consignado);

– Prazo: em 72h o crédito é liberado (pessoal) e 48h (consignado);

– TAC (Taxa de Abertura de Crédito): cobrada (pessoal) e isentos (consignado – beneficiários do INSS);

Portabilidade: é possível para ambas modalidades de empréstimo.

Priscila Gomes

Jornalista. Gosto de abraços, aniversários e do Natal. Atualmente produzo conteúdo para internet e faço assessoria sindical.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Leilões podem garantir até 60% de desconto na compra de um novo imóvel
coliving
Ter um seguro para a casa
transferir o financiamento do carro