InícioNotíciasCarreirasAposentadoria para dona de casa que nunca contribuiu: entenda como funciona

Aposentadoria para dona de casa que nunca contribuiu: entenda como funciona

0
(0)

O trabalho doméstico é o ofício de muitas donas de casa. E, por mais que por Lei, esse tempo não conte como uma contribuição, existem outras maneiras de conquistar o benefício da aposentadoria para dona de casa.

Trata-se da contribuição facultativa. Essa é uma possibilidade disponibilizada pela Previdência Social para que donas de casa e desempregados possam contribuir mensalmente com um valor, visando sua aposentadoria no futuro.

Funciona da seguinte maneira: para que a dona de casa (também serve para desempregados e estudantes) tenha direito, mesmo sem exercer uma atividade remunerada, eles podem realizar essa contribuição por conta própria.

Este é um modelo muito interessante para quem pretende aproveitar uma velhice de forma mais tranquila, recebendo um dinheirinho. No entanto, vale lembrar que a contribuição facultativa possui três modelos diferentes.

Ficou curioso para entender melhor sobre a aposentadoria para dona de casa? Então continue a leitura. Vamos explicar para você as diferenças entre os três modelos e como aderir a essa prática. Confira!

mãe trabalhando como dona de casa
Mulheres que trabalham como dona de casa também podem contribuir para sua aposentadoria. Leia e entenda!

Modelos de contribuição facultativa:

Como mencionado anteriormente, existem três modelos de contribuição facultativa, que é a aposentadoria para dona de casa: plano normal, plano simplificado e o plano baixa renda. Veja abaixo o que os diferencia:

  • Plano Normal: o plano normal de contribuição facultativa é voltado para desempregados, estudantes e donas de casa que desejam ter acesso a todos os benefícios previdenciários. A alíquota de contribuição para essa modalidade é de 20% em cima do valor que ela escolher. A única condição é de que o valor esteja entre o salário mínimo vigente (R$1.212) e o teto máximo de aposentadoria do INSS, de R$7.079,50.
  • Plano Simplificado: já com o plano simplificado, a contribuição facultativa possui a alíquota de 11%. No entanto, esse valor é feito de acordo com o salário mínimo. Ou seja, caso uma dona de casa queira aderir a esse modelo, sua contribuição mensal será de R$133,22.
  • Plano baixa renda: como o nome deixa explícito, esse é um modelo de contribuição facultativa voltado para pessoas de baixa renda. Para aderir a esse modelo, é necessário cumprir critérios como: não exercer atividade remunerada, não ter nenhum tipo de renda própria, ter uma renda familiar de até dois salários mínimos e estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Para a dona de casa que cumprir os critérios determinados, a contribuição para a aposentadoria representará um percentual de 5%, ou seja, R$60,60.

Como é feita essa contribuição de aposentadoria para dona de casa?

A aposentadoria para dona de casa feita pela contribuição facultativa é realizada pela presença da GPS. A sigla representa a palavra Guia da Previdência Social. Para isso, é possível que o contribuinte adquira um carnê e faça os pagamentos presencialmente ou então através da próprio plataforma Meu INSS.

Cada modelo de contribuição possui seu código para realização do pagamento:

  1. Plano Normal: 1406 ou 1457;
  2. Plano Simplificado: 1473 ou 1490;
  3. Plano Baixa Renda: 1473 ou 1490.

Qual a aposentadoria para dona de casa que adota a contribuição facultativa?

Vale lembrar que mesmo que a dona de casa opte pelo Plano Normal, que dá direito a outros benefícios previdenciários, esse modelo de contribuição dá acesso apenas a aposentadoria por idade.

Sendo assim, para se aposentar atualmente com esse modelo de contribuição, é necessário que a dona de casa tenha pelo menos 62 anos e 15 anos de contribuição como critério para a adesão dessa aposentadoria.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a aposentadoria para dona de casa, que tal conhecer também maneiras de como se aposentar por conta própria. Confira!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Loyane Lapa
Loyane Lapa
Carioquíssima de Campo Grande, com um pézinho em São Paulo. Jornalista, Produtora de Conteúdo e [insira aqui outras funcionalidades de um jornalista]. Apaixonada por livros, filmes e pelo universo cultural. Curiosa e antenada nas novidades do mercado financeiro.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasCarreirasAposentadoria para dona de casa que nunca contribuiu: entenda como funciona

Aposentadoria para dona de casa que nunca contribuiu: entenda como funciona

0
(0)

O trabalho doméstico é o ofício de muitas donas de casa. E, por mais que por Lei, esse tempo não conte como uma contribuição, existem outras maneiras de conquistar o benefício da aposentadoria para dona de casa.

Trata-se da contribuição facultativa. Essa é uma possibilidade disponibilizada pela Previdência Social para que donas de casa e desempregados possam contribuir mensalmente com um valor, visando sua aposentadoria no futuro.

Funciona da seguinte maneira: para que a dona de casa (também serve para desempregados e estudantes) tenha direito, mesmo sem exercer uma atividade remunerada, eles podem realizar essa contribuição por conta própria.

Este é um modelo muito interessante para quem pretende aproveitar uma velhice de forma mais tranquila, recebendo um dinheirinho. No entanto, vale lembrar que a contribuição facultativa possui três modelos diferentes.

Ficou curioso para entender melhor sobre a aposentadoria para dona de casa? Então continue a leitura. Vamos explicar para você as diferenças entre os três modelos e como aderir a essa prática. Confira!

mãe trabalhando como dona de casa
Mulheres que trabalham como dona de casa também podem contribuir para sua aposentadoria. Leia e entenda!

Modelos de contribuição facultativa:

Como mencionado anteriormente, existem três modelos de contribuição facultativa, que é a aposentadoria para dona de casa: plano normal, plano simplificado e o plano baixa renda. Veja abaixo o que os diferencia:

  • Plano Normal: o plano normal de contribuição facultativa é voltado para desempregados, estudantes e donas de casa que desejam ter acesso a todos os benefícios previdenciários. A alíquota de contribuição para essa modalidade é de 20% em cima do valor que ela escolher. A única condição é de que o valor esteja entre o salário mínimo vigente (R$1.212) e o teto máximo de aposentadoria do INSS, de R$7.079,50.
  • Plano Simplificado: já com o plano simplificado, a contribuição facultativa possui a alíquota de 11%. No entanto, esse valor é feito de acordo com o salário mínimo. Ou seja, caso uma dona de casa queira aderir a esse modelo, sua contribuição mensal será de R$133,22.
  • Plano baixa renda: como o nome deixa explícito, esse é um modelo de contribuição facultativa voltado para pessoas de baixa renda. Para aderir a esse modelo, é necessário cumprir critérios como: não exercer atividade remunerada, não ter nenhum tipo de renda própria, ter uma renda familiar de até dois salários mínimos e estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Para a dona de casa que cumprir os critérios determinados, a contribuição para a aposentadoria representará um percentual de 5%, ou seja, R$60,60.

Como é feita essa contribuição de aposentadoria para dona de casa?

A aposentadoria para dona de casa feita pela contribuição facultativa é realizada pela presença da GPS. A sigla representa a palavra Guia da Previdência Social. Para isso, é possível que o contribuinte adquira um carnê e faça os pagamentos presencialmente ou então através da próprio plataforma Meu INSS.

Cada modelo de contribuição possui seu código para realização do pagamento:

  1. Plano Normal: 1406 ou 1457;
  2. Plano Simplificado: 1473 ou 1490;
  3. Plano Baixa Renda: 1473 ou 1490.

Qual a aposentadoria para dona de casa que adota a contribuição facultativa?

Vale lembrar que mesmo que a dona de casa opte pelo Plano Normal, que dá direito a outros benefícios previdenciários, esse modelo de contribuição dá acesso apenas a aposentadoria por idade.

Sendo assim, para se aposentar atualmente com esse modelo de contribuição, é necessário que a dona de casa tenha pelo menos 62 anos e 15 anos de contribuição como critério para a adesão dessa aposentadoria.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a aposentadoria para dona de casa, que tal conhecer também maneiras de como se aposentar por conta própria. Confira!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?