InícioNotíciasFinanças PessoaisComo funciona o refinanciamento de imóvel?

Como funciona o refinanciamento de imóvel?

Tempo de leitura: 3 minutos
()

Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que mais de 66% dos brasileiros começaram 2021 endividados. Ou seja, o refinanciamento de imóvel pode ser uma alternativa para colocar as contas em dia.

Essa é uma modalidade de empréstimo muito comum no mercado financeiro. Afinal, nele a garantia de pagamento é feita com seu imóvel.

Todavia, vale destacar que a partir do momento em que você assina o contrato de um refinanciamento imobiliário o seu imóvel passa a ter dois donos: você e o banco.

Resumindo, na prática não muda nada em sua vida. Fique tranquilo que o dono do banco não irá morar na sua casa.

Entretanto você fica impossibilitado de vender o imóvel até que o refinanciamento seja totalmente pago.

Contudo, o mais importante é que você mantenha todas as parcelas do seu empréstimo em dia e assim evite problemas com o banco, que por ser o “dono indireto” poderá leiloar o imóvel para que a dívida seja paga.

Como fazer o refinanciamento de imóvel?

O interessado em fazer um refinanciamento de imóvel deve se dirigir a uma instituição bancária que oferece o empréstimo para simular o valor e as parcelas de pagamento do empréstimo.

É recomendado que o cliente leve documentos pessoais e de sua renda para facilitar a simulação do empréstimo pelo banco. Geralmente, os documentos solicitados pela maioria dos bancos são:

  • CPF
  • Documento de identidade
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de renda
  • Matrícula do imóvel

Além de pedir documentos pessoais, normalmente, as instituições financeiras também seguem os seguintes passos antes de emitir o contrato para o refinanciamento imobiliário:

  • Análise de crédito: avaliação da renda fixa e perfil financeiro do cliente para ver se ele pode arcar com as parcelas sem se prejudicar. É levado em consideração, por exemplo, o score de crédito.
  • Análise jurídica: checagem de pendências judiciais. Aqui é verificado se as documentações do imóvel estão em dia, pois o processo não segue em frente caso existam pendências.
  • Análise do imóvel: avaliação do valor de mercado do bem para determinar o crédito disponível para empréstimo.

Depois, a instituição financeira fará uma proposta personalizada de acordo com as informações do cliente sem qualquer compromisso. As mais buscadas do mercado são:

  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • Caixa Econômica Federal
  • Itaú
  • Santander
duas pessoas escrevendo em um papel com canetas
O refinanciamento de imóvel também é uma alternativa para quem tem um imóvel financiado

Quando é vantajoso solicitar?

Ninguém gosta de ter dívidas, não é mesmo? E muitas vezes o melhor a se fazer é trocar um juros alto, como o do cartão de crédito, por um juros menor, como o do refinanciamento de imóvel.

E é justamente nesses casos específicos que você deve aderir a esse tipo de empréstimo. Caso ainda tenha alguma dúvida, procure o gerente do seu banco e converse com ele sobre as melhores opções disponíveis para o seu perfil.

Ou seja, o refinanciamento de imóvel é uma boa opção para pessoas que querem, por exemplo, abrir um negócio e precisam de capital de giro ou realizar grandes reformas. Ele também é uma alternativa para organizar o planejamento financeiro.

Nesse caso, as parcelas alongadas e juros menores do refinanciamento imobiliário podem ser uma boa troca em relação ao parcelamento de dívidas que costumam cobrar juros muito altos.

Esse artigo te ajudou? Confira mais um conteúdo que pode ajudar: o que é melhor – comprar imóvel ou ficar no aluguel e investir o valor?

O que achou disso?

Média da classificação / 5. Número de votos:

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Tempo de leitura: 3 minutos
Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos Artigos