Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como guardar dinheiro sendo estudante

Escrito por: Mateus Carvalho em 14 de novembro de 2019

A vida de um estudante não costuma ser muito fácil. E quando se trata de guardar dinheiro, parece ser algo que é impossível.

Isso porque nessa fase da vida, os gastos com a universidade só aumentam. É comum ter que tirar xerox, comprar livros, além de outros custos com materiais.

E por esse motivo, muitos estudantes têm dificuldade de guardar dinheiro. Até mesmo porque grande parte está procurando por um estágio.

Por mais que pareça difícil a missão de economizar e criar uma reserva de dinheiro.

financiamento estudantil
É comum estudantes terem dificuldades de guardar dinheiro

Alguns estudantes ainda pedem ajuda dos pais, enquanto outros tentam uma bolsa de pesquisa na faculdade. Porém, mesmo assim, as vezes é difícil fechar o orçamento no final do mês. 

4 dicas de como guardar dinheiro sendo estudante

Se você é estudante e quer guardar dinheiro ou até mesmo conseguir manter as contas em dias, fique calmo.

Por mais que pareça, essa missão não é impossível e para te ajudar separamos algumas dicas que podem ser fundamentais. Confira!

1) Defina as suas metas

Uma forma de organizar e guardar dinheiro é o organizar de forma criteriosa. Uma opção é adotar a regra: 40-15-35, na qual você utiliza 50% do dinheiro que recebe para os gastos essenciais.

Neste espaço você deve pensar no que é realmente necessário para o seu dia a dia e bem-estar. Portanto, inclua a moradia, transporte, alimentação, água, luz, entre outras coisas. 

Os outros 15% devem ser destinados a prioridades financeiras. Nesse setor você coloca o pagamento de dívidas ou a geração de renda. É importante ter em mente que se você tem dívidas, a prioridade é quitá-la.

Para somente depois recompor a reserva de emergência e visualizar outros objetivos de investimentos de curto, médio e longo prazo.

Os 35% restantes são para você gastar com o que gosta. Podendo ser com esporte, arte, diversão, entre outros.

2) Prepare a sua própria comida

Se a sua faculdade não tem a opção de um bandejão, a melhor forma de você conseguir guardar dinheiro é cozinhando em casa.

Isso porque é muito mais barato preparar a própria comida em casa, do que comprá-la pronta na rua.

Além disso, você poderá tornar a sua alimentação mais saudável, já que caberá a você mesmo escolher quais serão os ingredientes que a sua comida irá ter.

E ainda pode reservar um dia para preparar o arroz e o feijão para consumir ao longo da semana. Depois guarde na geladeira e nos dias seguintes será necessário somente esquentar a comida.

Caso você não seja muito bom na cozinha, pode recorrer às receitas da internet.

Tire um tempo para planejar a sua alimentação e acredite que a prática leva à perfeição. E lembre-se que sempre há tempo de aprender novas habilidades.

Outra dica é você investir em frutas, barras de cereais e sanduíches para comer durante as aulas e o dia. Além disso, quando comprados em maior quantidade, eles tendem a ser mais baratos.

Ao comer bem durante o dia, não será necessário fazer muita comida quando estiver em casa.

3) Avalie os hábitos da sua rotina

É muito importante estabelecer metas de gatos, principalmente quando se é estudante. Isso porque com os critérios definidos é possível fazer melhor uso das soluções que a própria faculdade oferece.

Por isso procure uma universidade que disponibiliza moradia estudantil, caso você more longe, com bandejão e espaço próprio para estudos com acesso a internet.

Além de biblioteca com os livros necessários para cumprir as disciplinas. Sendo assim, é importante que você escolha a faculdade pensando também nos benefícios que ela oferece para não ter gastos excessivos.

Por isso, leve esses fatores em consideração na hora da escolha da instituição.

Caso você more longe de onde estuda e conheça alguém que tem carro, uma opção pode ser propor uma parceria: vocês podem dividir o combustível em troca da carona. 

4) Procure ter uma renda

Caso você esteja muito apertado e precise colocar as contas em dia e guardar dinheiro, pode ser que precise procurar uma fonte de renda extra.

Mas, será necessário ter cuidado para não deixar que as atividades profissionais comprometam os estudos. 

Por isso, você deve considerar atividades que podem ser feitas paralelamente ao curso.

+ Renda extra: 13 dicas para ganhar dinheiro aos finais de semana

Uma opção é revender produtos para quem convive com muitas pessoas no dia a dia. Você pode levar o catálogo e revender os produtos dos mais diferentes tipos para os seus colegas de curso.

Outra opção é se tornar freelancer, que pode ser até um complemento do seu curso. Muitas pessoas conseguem fazer diferentes trabalhos na internet e ganhar um bom dinheiro com isso.

Estudantes que atuam com designer, mídias sociais, redação publicitária, vídeos, entre outros, podem seguir esse caminho.

Você também pode dar aulas particulares. É comum que estudantes de graduação usem os conhecimentos para ajudar alunos que estão em etapas anteriores de sua formação.

Dessa forma, é possível dar aulas para quem está no ensino fundamental e médio. 

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

7 dicas para economizar dinheiro no dia a dia
vender-imóvel-financiado-pelo-Minha-Casa-Minha-Vida
férias de fim de ano
Dicas para economizar no supermercado
Seu cartão de crédito vale a pena? Saiba avaliar