Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Conheça os melhores seguros para a casa e como escolher

Escrito por: Bruna Somma em 24 de junho de 2019

Ter um seguro para sua casa é prezar pela segurança dos seus itens em situações de furtos, incêndio, alagamento ou danos elétricos.

Ao escolher uma seguradora para seu imóvel, é importante conhecer como as empresas são avaliadas no mercado. Os preços começam em R$53.

Para ajudar nesse processo, a Associação de Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) faz uma pesquisa para identificar o pacote mais completo de seguro residencial.

Na categoria pacote de coberturas, o vencedor, no último ano, foi o Bradesco Seguros. Na ocasião, ele estava na disputa entre os serviços oferecidos pelas dez maiores seguradoras no Brasil.

No quesito proteções com o melhor custo benefício, o Bradesco dividiu a colocação com a HDI Seguros.

Para concluir a pesquisa, a associação Proteste avaliou os seguintes tipos de cobertura:

– Básico (contra queda de raios, explosões e incêndio);

– Alagamento;

– Vendaval;

– Roubo ou furto;

– Desmoronamento parcial;

– Privação temporária do uso do imóvel;

– Danos elétricos;

– Responsabilidade civil;

Outro ponto levado em consideração pela Proteste, por exemplo, foi a quantidade de coberturas excluídas no momento da negociação do contrato.

Ter um seguro para a casa
Ter um seguro para a casa é uma forma de garantir o futuro do seu imóvel

A pesquisa foi feita com base na análise de 124 apólices. A associação avaliou cada tipo de cobertura como muito boa, boa, aceitável, ruim ou muito ruim.

Esse critério estava de acordo com o valor da franquia, limites máximos de cobertura e participação máxima do contribuinte.

Ao todo, dez seguradoras foram procuradas: Bradesco Seguros, HDI Seguros, Liberty Seguros, Sulamérica, Sompo Seguros, Porto Seguro, Zurich Seguros, Tokio Marine, Itaú e Mapfre.

O que foi concluído pela pesquisa?

Na tabela abaixo, confira a classificação da Proteste quanto a cada tipo de cobertura do seguro para casas.

Seguradoras Incêndio, raio e explosão Furto ou roubo Responsabilidade civil Danos elétricos Exclusões
Bradesco Seguros Muito bom Muito bom Muito bom Aceitável Aceitável
Porto Seguro Muito bom Muito bom Muito bom Aceitável Muito ruim
HDI Seguros Aceitável Bom Muito bom Ruim Ruim
Zurich Seguros Aceitável Bom Bom Aceitável Muito ruim
Sompo Seguros Muito bom Muito bom Muito bom Aceitável Aceitável
Liberty Seguros Aceitável Bom Muito bom Ruim Ruim
Itaú Aceitável Bom Muito bom Aceitável Muito ruim
Sulamérica Aceitável Muito bom Bom Ruim Aceitável
Tokio Marine Muito bom Bom Muito bom Ruim Muito ruim
Mapfre Aceitável Muito bom Bom Aceitável Muito ruim

A cobertura básica pressupõe o ressarcimento em incêndios, queda de raios no terreno da casa ou explosão acidental.

Nesse caso, a Bradesco Seguros teve as melhores avaliações.

Isso porque, de acordo com a Proteste, essa seguradora não cobra franquia e não determina um valor mínimo para indenização.

No somatório geral, a classificação dos melhores seguros para a casa ficou da seguinte maneira:

1 – Bradesco;

2 – Sompo;

3 – Porto Seguro;

4 – HDI;

5 – Tókio Marine;

6 – Zurich;

7 – Itaú;

8 – Sul América;

9 – Liberty;

10 – Mapfre.

Como é a cobertura para roubos e furtos?

Por outro lado, na cobertura para roubos e furtos, todas as seguradoras tiveram avaliações como ‘boa’ ou ‘muito boa’.

São considerados furtos pelas seguradoras: o desaparecimento de bens desde que tenham vestígios deixados pelo ladrão. Como por exemplo, uma porta arrombada ou cadeado quebrado.

No caso da cobertura de responsabilidade civil, que cobre os danos a terceiros, as análises também resultaram entre os quesitos ‘bom’ e ‘muito bom’.

Enquanto na cobertura contra danos elétricos, os serviços das seguradoras foram classificados como ‘aceitáveis’ ou ‘ruins’.

Isso porque grande parte das empresas cobra uma franquia e limite mínimo de indenização.

Além disso, a Proteste verificou quais coberturas listadas pelas seguradas eram excluídas no contrato. Com essa estratégia, foi concluído que a maioria é restritiva quanto aos eventos cobertos.

Esse quesito, dessa forma, foi considerado como ‘ruim’ ou ‘muito ruim’ para a maior parte das seguradoras avaliadas.

As exceções, porém, em que o item foi considerado aceitável foram Bradesco, Sompo Seguros e Sulamérica.

Em geral, o serviço básico de seguro ao imóvel cobre apenas as ocorrências básicas, como incêndios e explosões. As demais coberturas devem ser adicionadas ao contrato.

Como escolher os melhores seguros para a casa?

Mas, afinal, diante de tantas opções e classificações, como escolher os melhores seguros para a casa?

Nesse momento, é fundamental ficar atento às três modalidades de seguro.

São elas:

1 – somente prédio;

2 – somente conteúdo;

3 – prédio mais conteúdo.

A primeira assegura a cobertura aos danos decorrentes na estrutura do imóvel. Como por exemplo, nas paredes ou instalações hidráulicas.

Essa modalidade, por sua vez, é recomendada para os proprietários que alugam o imóvel para terceiros.

O serviço de “somente conteúdo” traz a cobrança dos danos nos bens do proprietário. Tais como móveis e eletrodomésticos.

A indicação dele é para quem possui imóvel financiado pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Isso porque já um seguro residencial está embutido na modalidade “somente prédio”.

Por último, mas não menos importante, está o tipo “prédio mais conteúdo”. Ele engloba a estrutura do imóvel como os bens dentro dele.

É aconselhável contratar essa modalidade de seguros se você residir no próprio imóvel. Ou seja, em uma casa ou apartamento.

Cada tipo de cobertura adicionada a mais ao seguro, entretanto, pode tornar a proteção mais cara. A Proteste, portanto, indica que o consumidor dê preferência apenas as que encaixem às suas necessidades.

Outra dica é, ao assinar o contrato, ficar atento aos tipos de sinistros que estão excluídos do contrato. Dessa maneira, ficará mais fácil não cair em armadilhas!

Confira 5 motivos para fazer um seguro residencial!

Bruna Somma

Jornalista formada pela UFRRJ, com passagens por redações de jornais, sites e Assessoria de Comunicação.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

SPC e Serasa
PIS/PASEP
tarifas bancárias
renegociar a dívida
A inexperiência com o dinheiro e a falta de planejamento podem levar ao descontrole financeiro