Conversor de Moedas

Faça conversões entre moedas de cerca de 191 países com base em dados diários fornecidos pelo Banco Central do Brasil.

loader

{{data.conversion}} {{data.destination.code}}

* {{translation.lg_ultima}}: {{data.source.criado}} UTC-3

Valores Convertidos

{{ getCurrencyName(getLabelFromSelected('source')) }}{{ getCurrencyName(getLabelFromSelected('destination')) }}
{{ data.source.code }} 1,00{{ data.destination.code }} {{ getConversionTable(1) }}
{{ data.source.code }} 100,00{{ data.destination.code }} {{ getConversionTable(100) }}
{{ data.source.code }} 500,00{{ data.destination.code }} {{ getConversionTable(500) }}
{{ data.source.code }} 1.000,00{{ data.destination.code }} {{ getConversionTable(1000) }}
{{ data.source.code }} 3.000,00{{ data.destination.code }} {{ getConversionTable(3000) }}
{{ data.source.code }} 5.000,00{{ data.destination.code }} {{ getConversionTable(5000) }}

Quer ficar atualizado sobre a variação das principais moedas?

Receba em seu email a cotação das principais moedas e as principais notícias sobre economia global.


Como usar o conversor de moedas?

É bem simples: coloque o valor que deseja converter, selecione as moedas do país de origem e de destino e pronto, em poucos segundos, você terá a conversão feita.

Vale destacar que o cálculo tem caráter apenas informativo e não substitui as disposições da norma cambial brasileira para casos específicos de conversão.

Como funciona a conversão e para quê serve?

A conversão de moeda, também conhecida como taxa de câmbio, funciona da seguinte maneira: toda moeda possui um custo comparado a outra moeda.

O dólar, por exemplo, possui oscilações, mas o custo de um dólar gira em torno de R$ 5. A conversão é essencial para entender o quanto de dinheiro levar e, principalmente, se o valor que você possui será suficiente para a sua viagem.

Por isso, sempre considera o valor da moeda estrangeira sob a moeda nacional. Neste caso, existem moedas que são mais valorizadas que o Real como a Libra Esterlina, o Dólar e o Euro

No entanto, também existem moedas que custam menos que o Real. O Peso Argentino, Mexicano e chileno são exemplos de moedas que valem menos que a moeda nacional. A utilidade na conversão se dá justamente na troca de produtos e serviços oferecidos no exterior.

Afinal, usar o cartão de crédito no exterior não vale a pena, já que possui um custo alto. Então, a melhor forma de viajar ao exterior é utilizando a moeda corrente.

Por quê converter moeda online?

Atualmente, a conversão de moedas pode ser feita de forma online e é um recurso que cabe na palma da sua mão. O câmbio pode ser feito pelo celular e pelo computador, o que facilita e muito o acesso a moedas estrangeiras.

Além disso, uma das vantagens de converter está justamente na facilidade de informações. Como a moeda é um item sujeito a muitas intervenções internas e externas, é possível adquiri-la em seu melhor momento durante o dia. Ou seja, o momento em que ela apresentará um valor mais baixo.

Assim como também é possível hoje acompanhar a evolução da moeda em tempo real. Por isso, a conversão de moedas pela internet é cada vez mais difundida hoje.

Para quem vai viajar ou realizar transações financeiras em outras moedas, a dica é verificar a cotação a cada dia. Isso porque os valores apresentam variações, o que pode ser influenciado pelo mercado e até decisões políticas. A conversão também é válida se você comprar um produto importado em moeda estrangeira.

Um conversor de moedas eficiente como o do FinanceOne, portanto, faz diferença para quem busca trocar moeda estrangeira com conforto e, principalmente, segurança. Para atingir esse objetivo é fundamental ter o apoio de uma plataforma capaz de oferecer vantagens aos viajantes, investidores ou consumidores.

Pago algum imposto para realizar a conversão?

Sim, para fazer a conversão de moedas no Brasil, o usuário tem que pagar o Imposto sobre Operações Financeiras, o IOF.

Use o conversor de moedas do FinanceOne para verificar a cotação de diferentes moedas
Conversor de Moeda está apto a fazer conversão em 191 países

Para quem busca comprar dinheiro em espécie, o índice é de 1,1%. Por outro lado, para os indivíduos que queiram usar o cartão pré-pago, o imposto sobe para 6,38%. Diante dos impostos, há quem prefira comprar a moeda estrangeira apenas no destino da viagem.

Essa é uma estratégia válida? Depende do destino. Ao comprar direto no país, é possível que as taxas sejam ainda maiores. Além disso, a demanda é menor e o viajante poderá ficar à mercê das casas de câmbio.

A dica é pesquisar na internet previamente sobre o imposto cobrado no país e a disponibilidade nas casas de câmbio.

O que eu faço se eu não sei a moeda do país?

Para saber qual é a moeda, insira o nome do país para qual você pretende viajar junto com a informação da moeda. Por exemplo: “Rússia moeda”.

Como resultado dessa pesquisa, o Google informará que a moeda vigente no país é o Rublo Russo e que custa R$0,69 em comparação ao Real, moeda corrente em nosso país.

Se for possível, consulte uma casa de câmbio confiável para verificar se essa informação bate com a que eles possuem.

Apesar do Dólar ser uma moeda extremamente recomendada para alguns tipos de viagem, isso não significa que ela é uma boa ideia para todo tipo de viagem, principalmente para locais onde o Dólar apresenta um valor muito superior ao da moeda vigente no país. Opte sempre por levar a moeda corrente do país de destino.

Quais fatores afetam a valorização da moeda?

Você que está utilizando este conversor de moedas provavelmente já ouviu falar de variação cambial. Afinal, estão diretamente ligados e não é um conceito tão distante. 

A variação pode ser encontrada de diversas formas. Mas o que motiva este sobe e desce? Por que ocorrem as oscilações?

Primeiro, é preciso explicar que variação cambial nada mais é do que a diferença existente entre: o valor do produto, a data da compra e o dia do pagamento.

Essa variação acontece, principalmente, em função da desvalorização ou valorização de uma moeda quando comparada à outra. 

Mas, quais são os fatores que influenciam essa valorização ou desvalorização? Veja alguns deles a seguir:

  • Liquidez internacional;
  • Cenário econômico do mundo;
  • Balança comercial;
  • Preços das commodities;
  • Taxas de juros;
  • Risco-país;
  • Intervenção do Banco Central;
  • Taxas de juros de outros países;
  • Exportações e importações;
  • Flutuação cambial;
  • Reserva cambial;
  • Crises financeiras.

Entre outros muitos fatores. A variação de uma moeda pode impactar em investimentos, no preço dos alimentos, nas passagens aéreas e em várias outras situações do dia a dia.

Real é a moeda mais valorizada de 2022

A moeda brasileira tem sido destaque neste primeiro semestre de 2022 e promete continuar em um patamar favorável para os próximos meses. Surpreendendo a muitos, o Real é considerada a moeda mais valorizada deste ano, fazendo frente ao dólar.

Para quem não sabe, a moeda brasileira vinha de patamares sequentes de desvalorização e está com o melhor desempenho se comparada com outras 22 moedas, entre elas de países desenvolvidos.

O cálculo que analisou o desempenho do Real perante o dólar foi feito com base na taxa Ptax para venda, do Banco Central.

Ficou com alguma dúvida? Temos diversos conteúdos sobre o assunto que podem te ajudar. Confira!

O que achou disso?

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 83

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?