Mais
    InícioNotíciasEconomiaCopom aumenta taxa Selic para 5,25%. Veja o que muda!

    Copom aumenta taxa Selic para 5,25%. Veja o que muda!

    0
    (0)

    Pela quarta vez no ano, a taxa Selic sofreu reajuste. O Conselho de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou nesta quarta-feira, 04, que elevou a taxa em 1%, passando de 4,25% para 5,25%.

    Essa porcentagem da taxa Selic já era esperada pelos economistas. Isso porque o principal motivo da equipe monetária ter elevado a taxa foi de equilibrar as metas fiscais do nosso país.

    Além disso, os próprios especialistas têm uma expectativa de que até o final deste ano a Selic chegue ao patamar de 7%. Vale lembrar que a taxa Selic vem sofrendo constantes aumentos desde o início deste ano.

    E agora em 2021, foi a primeira vez que a Selic teve um aumento depois de seis anos. O primeiro reajuste aconteceu em março, na época ela passou de 2% para 2,75%. Em maio aconteceu um novo aumento para 3,5%. 

    O último reajuste tinha acontecido no mês de junho, que foi quando a taxa chegou aos 4,25%. 

    Inflação do país motivou o aumento da taxa Selic

    Já falamos acima um dos motivos que levou a equipe do Copom a realizar o reajuste da taxa Selic. E outro motivo que colaborou para a decisão foi a inflação, que também tem subido e pesado no bolso dos brasileiros.

    Para você ter uma ideia, de acordo com o IBGE, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou uma alta de 3,77% no acumulado do ano, isso até o mês de junho. Enquanto nos últimos 12 meses, o aumento foi de 8,35%.

    + Qual impacto da Selic na poupança e investimento de renda fixa?

    Mas o que pode estar elevando a inflação? O mesmo que tem tirado o sono dos brasileiros: a conta de luz e o combustível. Por conta disso, o mercado já tem uma expectativa que, esse ano, a inflação termine em 6,79%, a informação é do Boletim Focus. 

    E caso essa previsão se confirme, a inflação estará acima do teto da meta.  

    O Copom emitiu uma nota informando que a inflação de fato continua persistente, da mesma forma que a pressão sobre os bens industriais. Mas o que acabou causando surpresa para a equipe do comitê foi a alta da inflação dos serviços.

    Calculadora em cima de gráficos
    O novo valor da taxa Selic é de 5,25%

    “Além disso, há novas pressões em componentes voláteis, como a possível elevação do adicional da bandeira tarifária e os novos aumentos nos preços de alimentos, ambos decorrentes de condições climáticas adversas. Em conjunto, esses fatores acarretam revisão significativa das projeções de curto prazo”, informou o comitê, ao justificar a alta de 1 ponto percentual.

    Quando será a próxima reunião do Copom?

    Engana-se você que pensa que para por aí. Mais mudanças podem ser anunciadas ainda este ano e durante o segundo semestre.

    Após a quarta mudança em 2021, o Copom já sinalizou para uma próxima reunião. O comitê vai se reunir nos dias 21 e 22 de setembro e uma nova alta da taxa Selic está prevista.

    O comitê aponta que a previsão é terminar o ano de 2021 acima do patamar chamado de “juro neutro”. Este, é o percentual de 6,5%, que é entendido dessa forma pelo Banco Central por não desacelerar a inflação.

    O que significa Selic e qual é a sua função?

    Para quem não está 100% por dentro, a Selic significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Ela nada mais é do que um programa onde instituições financeiras do Brasil compram e vendem títulos do Tesouro Nacional.

    Mas, por que taxa Selic? O nome é porque essa taxa é justamente ligada aos juros desse título público federal.

    + Com a alta da Selic, poupança volta a valer a pena?

    Por este motivo que é tão baseada e motivada pela alta da inflação, já que o IPCA, índice de inflação oficial do país, acaba oscilando.

    A Selic acaba atuando como uma taxa de referência econômica de controle da inflação brasileira. E, por isso, é tão monitorada pelo mercado e impacta diversos investimentos. Ela reflete diretamente nas principais situações econômicas do país e movimenta os bastidores das instituições.

    Conhece alguém que ainda não sabe da nova alta da taxa Selic? Então mande esse post para ele!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Juliana Favorito
    Juliana Favorito
    Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaCopom aumenta taxa Selic para 5,25%. Veja o que muda!

    Copom aumenta taxa Selic para 5,25%. Veja o que muda!

    0
    (0)

    Pela quarta vez no ano, a taxa Selic sofreu reajuste. O Conselho de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou nesta quarta-feira, 04, que elevou a taxa em 1%, passando de 4,25% para 5,25%.

    Essa porcentagem da taxa Selic já era esperada pelos economistas. Isso porque o principal motivo da equipe monetária ter elevado a taxa foi de equilibrar as metas fiscais do nosso país.

    Além disso, os próprios especialistas têm uma expectativa de que até o final deste ano a Selic chegue ao patamar de 7%. Vale lembrar que a taxa Selic vem sofrendo constantes aumentos desde o início deste ano.

    E agora em 2021, foi a primeira vez que a Selic teve um aumento depois de seis anos. O primeiro reajuste aconteceu em março, na época ela passou de 2% para 2,75%. Em maio aconteceu um novo aumento para 3,5%. 

    O último reajuste tinha acontecido no mês de junho, que foi quando a taxa chegou aos 4,25%. 

    Inflação do país motivou o aumento da taxa Selic

    Já falamos acima um dos motivos que levou a equipe do Copom a realizar o reajuste da taxa Selic. E outro motivo que colaborou para a decisão foi a inflação, que também tem subido e pesado no bolso dos brasileiros.

    Para você ter uma ideia, de acordo com o IBGE, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou uma alta de 3,77% no acumulado do ano, isso até o mês de junho. Enquanto nos últimos 12 meses, o aumento foi de 8,35%.

    + Qual impacto da Selic na poupança e investimento de renda fixa?

    Mas o que pode estar elevando a inflação? O mesmo que tem tirado o sono dos brasileiros: a conta de luz e o combustível. Por conta disso, o mercado já tem uma expectativa que, esse ano, a inflação termine em 6,79%, a informação é do Boletim Focus. 

    E caso essa previsão se confirme, a inflação estará acima do teto da meta.  

    O Copom emitiu uma nota informando que a inflação de fato continua persistente, da mesma forma que a pressão sobre os bens industriais. Mas o que acabou causando surpresa para a equipe do comitê foi a alta da inflação dos serviços.

    Calculadora em cima de gráficos
    O novo valor da taxa Selic é de 5,25%

    “Além disso, há novas pressões em componentes voláteis, como a possível elevação do adicional da bandeira tarifária e os novos aumentos nos preços de alimentos, ambos decorrentes de condições climáticas adversas. Em conjunto, esses fatores acarretam revisão significativa das projeções de curto prazo”, informou o comitê, ao justificar a alta de 1 ponto percentual.

    Quando será a próxima reunião do Copom?

    Engana-se você que pensa que para por aí. Mais mudanças podem ser anunciadas ainda este ano e durante o segundo semestre.

    Após a quarta mudança em 2021, o Copom já sinalizou para uma próxima reunião. O comitê vai se reunir nos dias 21 e 22 de setembro e uma nova alta da taxa Selic está prevista.

    O comitê aponta que a previsão é terminar o ano de 2021 acima do patamar chamado de “juro neutro”. Este, é o percentual de 6,5%, que é entendido dessa forma pelo Banco Central por não desacelerar a inflação.

    O que significa Selic e qual é a sua função?

    Para quem não está 100% por dentro, a Selic significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Ela nada mais é do que um programa onde instituições financeiras do Brasil compram e vendem títulos do Tesouro Nacional.

    Mas, por que taxa Selic? O nome é porque essa taxa é justamente ligada aos juros desse título público federal.

    + Com a alta da Selic, poupança volta a valer a pena?

    Por este motivo que é tão baseada e motivada pela alta da inflação, já que o IPCA, índice de inflação oficial do país, acaba oscilando.

    A Selic acaba atuando como uma taxa de referência econômica de controle da inflação brasileira. E, por isso, é tão monitorada pelo mercado e impacta diversos investimentos. Ela reflete diretamente nas principais situações econômicas do país e movimenta os bastidores das instituições.

    Conhece alguém que ainda não sabe da nova alta da taxa Selic? Então mande esse post para ele!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?