Mais
    InícioNotíciasMercado CambialSaiba o que significa desvalorização de uma moeda

    Saiba o que significa desvalorização de uma moeda

    4.6
    (26)

    Você com certeza já deve ter ouvido falar sobre a desvalorização de uma moeda, principalmente do real em comparação ao dólar. Mas o que exatamente isso significa?

    Publicidade

    Por que essa variação acontece? E como isso afeta a economia e o bolso das pessoas?

    A forma como o mercado gira é complexa, mas entender essas questões é mais fácil do que se imagina. A desvalorização de uma moeda nada mais é que a redução do valor dela em relação a uma outra.

    Só que isso traz algumas consequências, como a diminuição do poder de compra, tanto em relação a outras moedas como em relação aos bens e serviços oferecidos no mercado. Por isso é importante entender como funciona.

    O que causa a desvalorização de uma moeda?

    Podem existir vários motivos para uma moeda (seja real ou qualquer outra) ser desvalorizada. Mas em termos gerais pode-se dizer que isso sempre está relacionado a:

    • oferta de moeda maior que a procura; ou
    • déficit na balança comercial; ou
    • inflação (relacionada com a primeira causa).

    Uma das motivações está relacionada à conhecida lei da oferta e da demanda e à emissão monetária. Isso acontece quando o Banco Central emite moeda sem que haja um aumento real na economia.

    Publicidade

    Acontece que a moeda está diretamente relacionada à riqueza que um determinado país possui. Logo, se ele acaba emitindo mais moedas do que sua riqueza pode suportar, o valor dela precisará ser reajustado, diminuído.

    Quando há falta de procura de moeda local ou uma maior procura pela moeda estrangeira, por exemplo, a desvalorização também acontece. Geralmente por falta de confiança na economia local, o que é comum em tempos de crise.

    Nota do dólar americano ao lado do real
    Desvalorização da moeda deixa produtos e serviços mais caros

    Quais são as consequências?

    Como já destacado, a desvalorização de uma moeda tem consequência em diversos níveis da economia. E não é apenas a desvalorização da moeda local que importa, mas também de moedas estrangeiras, principalmente o dólar.

    Outro ponto importante: quando se fala em “desvalorizar” é normal que os aspectos negativos dessa variação sejam os primeiros a vir à mente. Mas a desvalorização de uma moeda tem um lado positivo também (ainda que não para todos).

    Por exemplo: para a exportação os efeitos são positivos. Afinal, essas transações recebem moedas de maior valor em relação à moeda local.

    Publicidade

    Em termos mais práticos isso pode resultar, por exemplo, no aumento do turismo nacional e do consumo interno de produtos nacionais.

    Mas nem tudo são flores. A desvalorização da moeda também traz efeitos negativos. Os principais são: desgaste da poupança, encarecimento dos serviços públicos e aumento da inflação.

    Além dessas, existem outras consequências que vão atingir o país em vários níveis diferentes. Um exemplo: para países subdesenvolvidos podem ter mais dificuldade de importar produtos industriais dos países desenvolvidos e, consequentemente, se desenvolverem.

    No bolso do consumidor, os efeitos negativos também são notados. Afinal, produtos cuja matéria prima é importada, assim como aquelas precificadas na moeda estrangeira que está mais valorizada, ficam todos mais caros nas prateleiras.

    O dólar, especialmente, é uma moeda de referência. Por isso o que acontece com ele acaba afetando todas as moedas e o cenário econômico global.

    Publicidade

    + Dólar abaixo de R$5: cenário passageiro ou tendência para 2021?

    Como a desvalorização do real afeta seu bolso?

    Aqui no Brasil produtos e serviços como remédios, pão, passagens aéreas, passagens de ônibus, entre vários outros, encarecem com a desvalorização da moeda. Um cenário bem familiar, não?

    Isso acontece por causa da alta do dólar, moeda que rege os preços da maior parte das matérias primas usadas nesses produtos e serviços. Por isso o preço da moeda estadunidense importa para todos e não apenas para quem vai viajar.

    Falando na prática: o trigo, por exemplo, é uma commodity precificada em dólar. Logo, se o dólar encarece, o trigo encarece. E trigo é matéria prima de vários alimentos presentes na cultura brasileira como pão, bolo, macarrão etc.

    Então, quando você vai na padaria diariamente comprar sua porção de pães para a família e nota que cada vez tem um pão a menos na sacola, pelos mesmos 3 reais que você sempre pagou, é por causa da desvalorização do real em relação ao dólar.

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 26

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasMercado CambialSaiba o que significa desvalorização de uma moeda

    Saiba o que significa desvalorização de uma moeda

    4.6
    (26)

    Você com certeza já deve ter ouvido falar sobre a desvalorização de uma moeda, principalmente do real em comparação ao dólar. Mas o que exatamente isso significa?

    Publicidade

    Por que essa variação acontece? E como isso afeta a economia e o bolso das pessoas?

    A forma como o mercado gira é complexa, mas entender essas questões é mais fácil do que se imagina. A desvalorização de uma moeda nada mais é que a redução do valor dela em relação a uma outra.

    Só que isso traz algumas consequências, como a diminuição do poder de compra, tanto em relação a outras moedas como em relação aos bens e serviços oferecidos no mercado. Por isso é importante entender como funciona.

    O que causa a desvalorização de uma moeda?

    Podem existir vários motivos para uma moeda (seja real ou qualquer outra) ser desvalorizada. Mas em termos gerais pode-se dizer que isso sempre está relacionado a:

    • oferta de moeda maior que a procura; ou
    • déficit na balança comercial; ou
    • inflação (relacionada com a primeira causa).

    Uma das motivações está relacionada à conhecida lei da oferta e da demanda e à emissão monetária. Isso acontece quando o Banco Central emite moeda sem que haja um aumento real na economia.

    Publicidade

    Acontece que a moeda está diretamente relacionada à riqueza que um determinado país possui. Logo, se ele acaba emitindo mais moedas do que sua riqueza pode suportar, o valor dela precisará ser reajustado, diminuído.

    Quando há falta de procura de moeda local ou uma maior procura pela moeda estrangeira, por exemplo, a desvalorização também acontece. Geralmente por falta de confiança na economia local, o que é comum em tempos de crise.

    Nota do dólar americano ao lado do real
    Desvalorização da moeda deixa produtos e serviços mais caros

    Quais são as consequências?

    Como já destacado, a desvalorização de uma moeda tem consequência em diversos níveis da economia. E não é apenas a desvalorização da moeda local que importa, mas também de moedas estrangeiras, principalmente o dólar.

    Outro ponto importante: quando se fala em “desvalorizar” é normal que os aspectos negativos dessa variação sejam os primeiros a vir à mente. Mas a desvalorização de uma moeda tem um lado positivo também (ainda que não para todos).

    Por exemplo: para a exportação os efeitos são positivos. Afinal, essas transações recebem moedas de maior valor em relação à moeda local.

    Publicidade

    Em termos mais práticos isso pode resultar, por exemplo, no aumento do turismo nacional e do consumo interno de produtos nacionais.

    Mas nem tudo são flores. A desvalorização da moeda também traz efeitos negativos. Os principais são: desgaste da poupança, encarecimento dos serviços públicos e aumento da inflação.

    Além dessas, existem outras consequências que vão atingir o país em vários níveis diferentes. Um exemplo: para países subdesenvolvidos podem ter mais dificuldade de importar produtos industriais dos países desenvolvidos e, consequentemente, se desenvolverem.

    No bolso do consumidor, os efeitos negativos também são notados. Afinal, produtos cuja matéria prima é importada, assim como aquelas precificadas na moeda estrangeira que está mais valorizada, ficam todos mais caros nas prateleiras.

    O dólar, especialmente, é uma moeda de referência. Por isso o que acontece com ele acaba afetando todas as moedas e o cenário econômico global.

    Publicidade

    + Dólar abaixo de R$5: cenário passageiro ou tendência para 2021?

    Como a desvalorização do real afeta seu bolso?

    Aqui no Brasil produtos e serviços como remédios, pão, passagens aéreas, passagens de ônibus, entre vários outros, encarecem com a desvalorização da moeda. Um cenário bem familiar, não?

    Isso acontece por causa da alta do dólar, moeda que rege os preços da maior parte das matérias primas usadas nesses produtos e serviços. Por isso o preço da moeda estadunidense importa para todos e não apenas para quem vai viajar.

    Falando na prática: o trigo, por exemplo, é uma commodity precificada em dólar. Logo, se o dólar encarece, o trigo encarece. E trigo é matéria prima de vários alimentos presentes na cultura brasileira como pão, bolo, macarrão etc.

    Então, quando você vai na padaria diariamente comprar sua porção de pães para a família e nota que cada vez tem um pão a menos na sacola, pelos mesmos 3 reais que você sempre pagou, é por causa da desvalorização do real em relação ao dólar.

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 26

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?