InícioNotíciasMercado CambialO que faz o Dólar subir ou descer em relação ao Real?

O que faz o Dólar subir ou descer em relação ao Real?

Tempo de leitura: 3 minutos
()

É muito comum escutar por aí que o dólar subiu ou caiu. Essas variações acontecem todos os dias e até mesmo mais de uma vez. Em 2020, a moeda americana tem atingido níveis históricos e, um dos motivos, é a pandemia da Covid-19.

Mas, você sabe o que pode fazer o dólar oscilar tanto? Para entender sobre essa variação é necessário falar sobre a taxa de câmbio. Essa é a relação entre duas moedas de dois países, que acaba resultando no preço de uma delas medido em relação à outra.

Existem diversos fatores que podem fazer o dólar valorizar ou desvalorizar a moeda em relação ao real. Quer saber quais são? Continue lendo o artigo e descubra!

Entenda como funciona a cotação do dólar

Antes de você saber quais são os fatores que influenciam na alta e na queda da moeda americana, é importante entender como funciona a cotação do dólar. A cotação do dólar, para quem não sabe, funciona de acordo com a taxa do câmbio.

É o câmbio que vai definir quantos reais são necessários para a compra de um dólar. Lembre-se que essa taxa é bastante flexível, assim como a moeda estrangeira.

Por isso, fatores políticos e econômicos costumam influenciar bastante as transações entre os países.

Mas, como a cotação do dólar influencia o mercado brasileiro? A resposta é bem simples, sabe a lei da oferta e procura? É exatamente assim que funciona. E, como em qualquer produto, quando a oferta é maior que a procura o preço tende a cair.

Mas quando a demanda é maior que a oferta, o valor do produto sobe. O mesmo acontece com a moeda americana.

Por que a oscilação acontece? Por diversos motivos, mas os principais são as taxas de juros, o turismo internacional, o superávit ou déficit comercial, entre outros fatores.

4 fatores que podem influenciar a alta e a queda do dólar

1) Câmbio flutuante

O sobe e desce tanto do dólar quanto de outras moedas estrangeiras podem acontecer por conta da entrada e saída dos fluxos de moedas internacionais na economia. No Brasil, você já sabe que a taxa de câmbio costuma variar de acordo com o mercado.

Vale ressaltar, ainda, que essa taxa não é definida pelo Governo Federal. Mas, sim, que varia de acordo com o movimento do mercado. Além disso, às vezes é necessário que o Banco Central intervenha quando a moeda atinge um valor muito alto ou muito baixo.

2) Reservas cambiais

Também tem outro fator que pode influenciar e ele se chama reserva cambial – que nada mais é do que o montante de moeda estrangeira e ouro acumulado por um país.

Vale destacar que elas são essenciais para negociações internacionais realizadas com a moeda americana. Também se torna importante no pagamento de fornecedores. A sua queda pode, inclusive, provocar uma valorização na moeda.

3) Crises financeiras

É indiscutível como impactos externos podem interferir na queda ou ascensão do dólar, inclusive crises financeiras. Isso é independentemente se são internas ou externas, elas causam, sim, influência neste gráfico da moeda americana.

variação do dólar
O sobe e desce do dólar tem os investidores preocupados

A explicação é que investidores não vão querer investir em uma economia que possa estar em risco e, com isso, acabam por: vender suas ações, convertê-las em dólar, retirá-las e, até mesmo, realocar em produtos menos voláteis.

4) Economia dos EUA e mundo

Dono de uma das economias mais fortes e importantes, os Estados Unidos acaba sendo um referencial. Logo, tudo o que acontece no país impacta diretamente na cotação do dólar.

É muito importante estar atento às questões político-econômicas. Mas não só nos Estados Unidos, no mundo todo. Por exemplo, embates comerciais e de territórios, como entre o país americano e os demais asiáticos.

Destacam-se ainda a desaceleração no continente europeu e o Brexit. Para quem não sabe, eles afetam diretamente os investidores.

Por isso, diretamente paira uma discussão e preocupação em cima dos efeitos e incertezas em cima de expectativas negativas com esses eventos que impactam a economia mundial.

Esse conteúdo te ajudou? Então fique por dentro de todos os detalhes do mercado cambial. Sempre que precisar consulte o conversor de moeda do FinanceOne e acompanhe a variação das principais moedas do mundo.

O que achou disso?

Média da classificação / 5. Número de votos:

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Tempo de leitura: 3 minutos
Juliana Favorito
Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui