Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

5 erros de gestão financeira que podem falir sua empresa

Escrito por: Mateus Carvalho em 10 de abril de 2019

Se você é empresário ou pretende um dia se tornar, é preciso ficar atento aos erros de gestão financeira.

Esse é um assunto extremamente importante, que quando não discutido ou tomado o devido cuidado, pode levar à falência da empresa.

É claro que ninguém quer construir ou herdar uma empresa, um negócio, para vê-lo falir. Ainda mais por uma má administração.

gestão-financeira

A falência de uma empresa costuma ser ocasionada por diversos fatores, mas o principal são os erros de gestão financeira. S

e para a vida, quando não gerimos corretamente as nossas dívidas e despesas já temos dificuldade, imagina para uma empresa.

As obrigações de uma empresa no quesito financeiro são bem maiores do que o de uma pessoa, são detalhes minuciosos, que às vezes passam despercebidos, mas não podem.

Cada detalhe é crucial e faz a diferença.

Quais são os impactos dos erros da gestão financeira?

O principal impacto é a falência, como já esperado, consequência dessa má gestão financeira. Muitas vezes, causada mesmo por uma negligência e falta de cuidado com fatores básicos dentro dos negócios.

Durante o crescimento, ainda mais no primeiro ano do negócio, quem está à frente de uma empresa gerindo está bastante preocupado com o crescer.

A vontade de ir além e chegar a um patamar mais elevado é maior do que os cuidados a serem tomados.

Dar passos maiores do que devem ser dados, sem analisar os riscos, principalmente, são situações comuns no cotidiano empresarial. Isso é extremamente prejudicial.

Além da falência, outra consequência é a entrada no mercado após o ocorrido. Quem passa por esse período de crise, certamente encontrará dificuldade de se reerguer, como também de investir em um novo negócio.

Dessa forma, os impactos causados por erros na gestão financeira não são nada positivos. Assim, é preciso tomar todos os cuidados possíveis.

Por isso, listamos alguns erros mais comuns nesse mundo dos negócios. Que, quando acontecem, as chances de resultarem no pior são grandes. Vamos evitar?

#1 Falta de planejamento

O planejamento em si não é um erro, mas a falta dele sim. O fazer por fazer e o não saber como fazer são prejudiciais e podem ter consequências devastadoras para o seu negócio.

Se você lê muitos artigos sobre finanças deve ouvir muito sobre essa palavra “planejamento”, e não é à toa, pode ter certeza.

Para qualquer área da vida, mas principalmente para o financeiro, ter um planejamento é o ideal para obter sucesso.

E se você tem um negócio, então, essa palavra deve fazer parte do seu cotidiano. É preciso se planejar para qualquer ação, evento, atitude, inovação.

Seja lá qual for a ação a ser tomada na sua empresa, você precisa ter os riscos meramente calculados e saber o passo a passo do que vai fazer.

A falta de planejamento é o grande erro dos empresários que leva à falência de seus negócios. Isso porque quando algo dá errado, eles não têm um plano de ação em mãos.

Outro grande erro no planejamento é saber o que fazer, mas não como e para que, ou os recursos a serem utilizados.

#2 Não analisar desempenho

Você já ouviu falar de indicadores? Para uma gestão, é preciso trabalhar com gráficos e visões de resultados. Uma empresa não pode ser gerida ou funcionar sem a análise de desempenho.

É preciso saber sempre o que melhorou, o que piorou, a evolução de um mês para o outro, de uma semana para a outra. Fazer um balanço anual de tudo o que foi feito, cada área e departamento.

Essa análise é financeira, de gestão, de pessoal, entre outras coisas. Não saber o que está acontecendo numericamente atrapalha o andamento, pois cada decisão deve ser tomada sabendo inteiramente desses detalhes. Sem saber, certamente sairá do eixo.

Se você não quer ferir a gestão financeira da sua empresa, faça sempre essa análise de desempenho. Promova encontros com gestores e líderes diretos para entender o momento.

#3 Não controlar as contas

Geralmente, toda empresa tem um departamento ou setor, com pessoas responsáveis diretamente pelas contas a serem pagas.

Além disso, também são responsáveis pelas entradas, ou seja, os valores a receber, e notas que são feitas como pagamento de um serviço.

Entretanto, para uma boa gestão financeira, esse trabalho precisa ser alinhado e bem desenvolvido, com bastante atenção. As contas são fatores determinantes para a vida saudável e duradoura de uma empresa.

E mesmo que você eleja pessoas ou um grupo diretamente responsável, faça um esquema onde você seja sempre avisado e fique por dentro de como está sendo feito.

É preciso um monitoramento. A falta de cuidado com as contas, não monitorar, pode ser mais um erro de gestão financeira que coloca em risco a vida do seu negócio.

#4 Não controlar o estoque

Mais um erro de gestão financeira é o controle de estoque mal feito, que impacta diretamente nas contas e vem como consequência do seu planejamento.

Você precisa saber o que entra e sai, como chega e a quantidade, tal como a validade e a qualidade de cada material.

Isso serve tanto para produtos ou serviços. O estoque de uma empresa precisa ter um monitoramento bem feito.

“Estoque parado, dinheiro parado”, já diz o ditado. Se você quer que o dinheiro entre, precisa ter um estoque controlado e bem organizado.

#5 Não separar pessoal e profissional

Esse é uma dificuldade que precisa ser superada. O seu profissional e pessoal precisam andar separados para não impactar na gestão financeira de sua empresa.

Suas contas pessoais não devem interferir na conta da sua empresa e vice-versa. Além disso, você precisa ter o controle de gastos de ambos os lados.

Isso porque é normal apelar para as economias de um quando o outro passa por dificuldades.

É comum ter o próprio dono da empresa cuidando das finanças de seu negócio. Mas é preciso ter o máximo de maturidade e separar as obrigações pessoais. Tenha contas separadas e não misture.

Peça a ajuda aos seus familiares, principalmente para não misturarem a sua relação empresarial com a familiar.

Procure sempre separar e deixar claro os momentos em que será o empresário e os que não será.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe um comentário

Posts relacionados

Negócios em alta para 2019
Máquinas de cartão de crédito
Profissionais liberais
finanças-para-empreendedores
declaraçã-de-rendimentos-do-MEI