Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Gasto médio no Natal será de R$ 125: como economizar?

Escrito por: Rafael Massadar em 25 de novembro de 2019

Boa parte dos brasileiros não vai abrir mão de garantir os presentes de Natal. É o que mostra o estudo da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

De acordo com o levantamento, 77% dos consumidores devem presentear alguém no Natal deste ano. Percentual próximo aos 79% que fizeram compras na data do ano passado.

Como economizar na ceia de natal
Gasto médio do brasileiro no Natal deste ano deve ser de R$125

Portanto, isso significa que aproximadamente 119,8 milhões de brasileiros devem ir às compras este ano. A injeção de dinheiro na economia deverá ser da ordem R$ 60 bilhões.

A pesquisa revela ainda que 17% dos consumidores ainda não decidiram se vão adquirir presentes. Outros 7% declararam abertamente não terem a intenção de presentear terceiros.

Entre aqueles que não pretendem presentear no Natal, a principal justificativa é a falta de dinheiro (39%). Contudo, há ainda 15% de entrevistados que não têm o costume e outros 15% que estão desempregados.

Valor médio do presente de Natal 2019

Em média, os consumidores devem adquirir quatro presentes no Natal neste ano.

O ticket médio, ou seja, o valor a ser gasto pelo consumidor com cada item comprado será de R$ 124,99. Cifra que sobe para R$ 143,26 entre os consumidores das classes A e B e cai para R$ 119,11, entre os de mais baixa renda.

Há, contudo, uma parcela considerável de 23% de consumidores que ainda não se decidiu quanto ao valor a ser desembolsado.

De modo geral, a maior parte (37%) dos consumidores acredita que vai gastar mais no Natal deste ano na comparação com 2018.

A principal justificativa é o fato de terem economizado ao longo do ano. E, agora, se sentem com mais liberdade para gastar (29%).

Já 27% mencionam o aumento dos preços. Fato que acaba pressionando os gastos para cima e 26% que desejam comprar presentes melhores.

Os que vão diminuir os gastos na comparação com o Natal passado somam 22% dos entrevistados. Eles são motivados por:

38% – pela necessidade de economizar;
31% – por estarem com o orçamento apertado;
15% – por terem outras prioridades de compra.

++ Como se organizar para os gastos de fim de ano

É melhor comprar parcelado ou à vista?

Neste ano, a maioria dos brasileiros comprará seu presente de Natal à vista (72%). O dinheiro será utilizado por 56% dos entrevistados e o cartão de débito por 34%.

Os que vão se utilizar de alguma modalidade de crédito somam 56% dos compradores.

Sendo que o cartão de crédito parcelado lidera, com 36% de menções. Ele é seguido do cartão de crédito em parcela única (20%) e do cartão de loja (8%).

Para quem vai dividir o valor da compra em parcelas, a média é de cinco prestações.

Isso significa que quem comprar os presentes neste mês de novembro ou dezembro, estará com a renda comprometida com prestações pelo menos até os meses de abril e maio de 2020, respectivamente.

Segundo opinião dos próprios entrevistados que irão dividir o pagamento das compras, o parcelamento é a estratégia que 44% dos consumidores usam para conseguir comprar todos os presentes que precisam.

Já 33% parcelam para comprar presentes de melhor qualidade. O mesmo percentual alega que parcela por hábito, mesmo tendo condições financeiras de adquirir os presentes à vista, pois assim garantem sobras no orçamento.

++ Crédito ou débito: o que é melhor?

86% vão pesquisar preço na internet

O levantamento mostra que buscar na internet é um hábito comum de pesquisa para a maioria neste Natal:

86% – que vão gastar no Natal pretendem pesquisar preços antes de concluir a compra;
6% – não veem importância nisso.

Na busca por comparar as ofertas, a internet se mostra como a principal aliada. Já que 80% vão usar sites e aplicativos para essa tarefa.

Há ainda 70% que vão gastar sola de sapato para encontrar boas ofertas, seja caminhando por lojas de rua (45%) ou em estabelecimentos dentro de shopping centers (45%).

Em relação as compras, as lojas de departamento e internet superam shopping Center e comércio de rua. As roupas permanecem na primeira posição do ranking de produtos mais procurados para presentear no Natal.

58% – roupas;
40% – brinquedos ;
34% – perfumes e cosméticos;
32% – calçados e acessórios (25%);
17% – livros;
14% – smartphones.

Na hora de receber os presentes, os mais lembrados serão as mães (48%), cônjuges (46%), filhos (40%) e sobrinhos (24%). No geral, o presente mais caro será destinado, sobretudo, aos filhos (27%) e às mães (23%).

++ Como economizar com produtos de beleza e cosméticos

Como economizar nas compras de Natal?

O que o planejamento financeiro nos ensina é que grande parte das conquistas depende apenas de nós mesmos. Não é diferente quando o assunto é economizar no Natal.

Confira sete dicas para você acertar no presente sem errar nas despesas.

1 – Defina quanto quer gastar

Estabelecer um teto máximo de gastos é o primeiro passo para uma boa economia. Separe entre 10 e 30% do seu rendimento líquido mensal para as compras de Natal.

Contudo, esse limite deve ser adequado à sua realidade.

2 – Defina quem presentear

Depois do teto de gastos, é importante fazer uma lista das pessoas que você quer presentear. São dois limites essenciais para não extrapolar suas despesas.

Portanto, priorize os mais próximos e vá aumentando a listagem enquanto os presentes couberem no seu orçamento.

3 – Antecipe suas compras

Além de encontrar mais opções de produtos, ao antecipar suas compras você pode escolher com mais calma, sem o desespero dos que deixam para a última hora.

Assim, você descobre mais promoções e pode optar por presentes que não vão doer no seu bolso.

4 – Pesquise bastante

Essa dica é diretamente afetada pela anterior. Ninguém consegue pesquisar bons produtos, preços e promoções sem o mínimo de tempo.

Ou seja, antecipe as suas compras dará a liberdade necessária para você encontrar as melhores opções de presentes do mercado.

5 – Faça compras sozinho

Se você quer realmente economizar no Natal, essa dica é preciosa: vá às compras sozinho.

Ir ao shopping acompanhado de filhos, marido/esposa ou amigos é um prato cheio para gastos acima do planejado.

6 – Priorize compras pela internet

Pesquisas indicam que, em média, compras pela internet são 25% mais baratas do que as realizadas em lojas físicas.

Se você for daqueles que não curte bater perna por shoppings, mergulhe nas milhares de opções existentes no mundo virtual. Isto é, seu orçamento agradece.

7 – Faça compras à vista

Os parcelamentos são um convite às compras. Para quem quer economizar no Natal pode ser uma boa opção.

No entanto, aí mora o vilão da falta de um planejamento financeiro. Afinal, você se compromete com parcelas no futuro quem não sabe se vai poder arcar.

Por isso, sempre sugerimos priorizar compras à vista. Assim você vai se ater ao teto de gastos estabelecido e não descontrolar suas finanças.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

13º salário
Dicas para economizar no supermercado
Economia brasileira
Aumentos salariais em 2019
13° salário