Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

GlobalCoin: Facebook quer lançar criptomoeda em 2020

Escrito por: Rafael Massadar em 5 de junho de 2019

A nova meta do Facebook é criar a GlobalCoin. Uma moeda digital para entrar no setor de pagamentos.

A moeda poderia ser usada para compras na Internet, mas também para fazer transferência sem precisar de uma conta bancária.

globalcoin

Os planos do Facebook são de começar a testar sua criptomoeda no quarto trimestre de 2019. Já o lançamento para o público é previsto para o primeiro trimestre de 2020.

Contudo, não é a primeira vez que Zuckerberg aposta em moedas digitais. Em 2009, exatamente uma década atrás, a rede social havia lançado o Facebook Credits.

Para evitar um novo fracasso, e considerando que as moedas digitais já estão muito mais consolidadas agora, o Facebook está conduzindo o novo projeto.

Ele foi batizado internamente de Projeto Libra.

O Facebook planeja disponibilizar a GlobalCoin inicialmente em 12 países em seu lançamento.

No entanto, essa estratégia precisa levar em consideração as particularidades de cada local.

Qual a preocupação com a GlobalCoin?

O Facebook sofre severas críticas em relação à forma de tratamento dos dados dos seus usuários.

Por isso, reguladores vão avaliar de perto o lançamento dessa nova moeda.

O Senado americano divulgou uma carta a Zuckerberg, no início do mês, indagando sobre o funcionamento da GlobalCoin e sobre as proteções que serão oferecidas aos usuários.

Contudo, existe uma desconfiança generalizada a respeito dessa moeda, devido ao risco de ser utilizada para lavagem de dinheiro.

Estimativas dão conta de que o Facebook e parceiros estejam tentando impedir grandes flutuações cambiais.

Isso só seria possível atrelando essa moeda a câmbios já estabelecidos como o dólar ou o iene japonês.

Já para tornar a moeda forte, o Facebook se reuniu com autoridades do governo britânico.

O resultado é que a rede social pretende indexar o valor da GlobalCoin à cotação de moedas existentes.

Assim, a empresa se livra de ataques especulativos e da alta volatilidade encontrada em outras criptomoedas como o Bitcoin.

GlobalCoin para todos

O Facebook quer uma criptomoeda que seja usada por todos. Com uma preocupação maior pelos desbancarizados.

Aparentemente, o Facebook também mantém contato com empresas especializadas em transferência de dinheiro, como a Western Union.

Ele busca formas mais baratas e rápidas para que mesmo pessoas sem uma conta bancária enviem e recebam dinheiro.

Com o novo ativo, o Facebook pretende se sobressair em relação às redes existentes, romper barreiras financeiras e competir com os grandes bancos, reduzindo os custos do consumidor.

Também foi noticiado que a criptomoeda pretende obter sucesso “onde o Bitcoin falhou”.

A empresa pretende ainda trabalhar com bancos e intermediários para permitir que os usuários convertam moedas fiduciárias em GlobalCoins.

E, assim, realizem transferências e façam compras online.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe um comentário

Posts relacionados

ETF é um bom investimento para iniciantes?
Desenvolver a autoconfiança é fundamental para lidar com os altos e baixos dos investimentos
Como funciona o Consórcio Honda
Avaliar a liquidez do investimento é importante para saber o prazo que poderá resgatar os lucros
FGC