10 hábitos financeiros para uma vida melhor

Escrito por: Mateus Carvalho em 27 de janeiro de 2020

Muitas pessoas têm hábitos financeiros que podem acabar prejudicando a vida da família e da empresa. Esses costumes podem acontecer pela vontade de economizar dinheiro ou para ter uma vida melhor.

Porém, ter uma vida financeira estabilizada exige organização e planejamento. Neste artigo, você vai conhecer hábitos para uma vivência melhor.

Essas atitudes permitem que você saiba se pode gastar menos e guardar mais, por exemplo. Além disso, abandonar algumas práticas é o primeiro passo para você adquirir uma mentalidade boa relacionada ao dinheiro.

hábitos financeiros para uma vida melhor
Determinados hábitos podem transformar sua vida financeira

É importante lembrar que assim como abandonar alguns hábitos, criar novos costumes também é considerada uma tarefa difícil, porém não impossível.

Tudo depende do seu esforço e força de vontade para querer mudar os seus costumes e criar hábitos financeiros para uma vida melhor.

1)  Registre todos os seus gastos

Esse é um dos hábitos financeiros que já foi dito diversas vezes aqui no FinanceOne. E mesmo sendo considerada uma prática simples, poucas pessoas de fato registram todos os gastos. É importante lembrar que todas as despesas devem ser anotadas diariamente.

Você pode começar fazendo essa atividade como se fosse um desafio pessoal, por um mês. Após esse prazo o registro já terá se tornado um hábito. Fazer esse controle dos gastos é importante porque dessa forma você consegue realizar um levantamento real do que está gastando.

Anotando tudo, terá um raio-X da sua vida financeira. Além de ficar mais fácil de visualizar as despesas de cada item, como alimentação, combustível, entre outros. Outra vantagem é que você saberá também onde é possível realizar cortes nos gastos.

2) Observe com o que você gasta mais

Após realizar a planilha e anotar todos os gastos do mês, você conseguirá ter uma noção para onde seu dinheiro mais está indo. Depois de três meses, será possível realizar uma análise comparativa e detectar o que é viável de ser cortado ou não.

Um exemplo é se você está gastando muito almoçando fora todos os dias, passe a levar marmita para o trabalho de duas a três vezes na semana.

Essa é uma forma prática de reduzir as despesas sem sofrimento. Além disso, existem outras maneiras de você ir diminuir o os custos, de acordo com as suas necessidades.

3) Compare os preços antes de efetuar a compra

É essencial que antes de realizar uma compra você compare os preços dos produtos, porque é comum que eles variem de acordo com a loja. Com a internet, comparar os preçosdos produtos e serviços tornou-se uma tarefa mais fácil.

Você não precisa fazer essa comparação com tudo o que pretende comprar, mas com produtos que são mais caros, ou até mesmo com as compras do mês. Os supermercados, por exemplo, costumam ter preços diferentes e fazer promoções.

Caso você queira comprar um eletrodoméstico ou móvel, você pode pesquisar tanto nas lojas físicas quanto nas online. Dessa forma, será mais fácil encontrar um preço mais acessível para você.

4) Invista em educação financeira

Uma forma de você administrar bem o seu dinheiro e de aumentar o seu patrimônio é realizando cursos, participando de palestras, adquirindo livros e conteúdos online. Ou seja, investindo na sua educação financeira e na da sua família.

Existem diversas fontes de informação sobre administração e economia. Mesmo que você não goste do assunto ou não se identifique com ele, saiba que é necessário entender o básico. Dessa forma, será possível criar hábitos financeiros para uma vida melhor.

5) Tenha um fundo de emergência

Fazer uma reserva financeira para casos de emergência é importante para evitar que você precise pegar empréstimo com instituições financeiras, familiares ou amigos. Se acontece alguma coisa que não estava planejada, com o fundo de emergência você consegue reverter a situação.

Esse é mais um dos hábitos financeiros para uma vida melhor. E não se esqueça que esse fundo consiste em ter uma reserva que esteja disponível para o fácil acesso.

Além disso, é importante que seja destinada totalmente aos imprevistos que possam ocorrer no futuro.

6) Aumente sua fonte de renda

Você trabalha e tem um salário fixo? Já pensou em começar a ganhar um dinheiro extra para aumentar a renda da sua família?

Se a resposta for sim, saiba que esse é mais um dos hábitos financeiros para uma vida melhor. Isso porque dessa forma você poderá ter uma grana extra para guardar ou até mesmo investir.

Cobrar dinheiro emprestado
Ter hábitos financeiros faz com que você tenha mais organização

Um exemplo é trabalhar como freelancer, existem diversas profissões que permitem esse tipo de regime como por exemplo jornalistas, revisores, programadores, entre outros.

Outra dica para aumentar a sua renda é investir uma parte do seu salário em fundos, que são administrados por bancos ou corretoras.

Mas antes de tomar qualquer decisão, seja tornar-se freelancer ou investir o seu dinheiro, pesquise e estude as opções. Entenda como funcionam, para só depois você resolver o que vai de fato fazer.

Dessa forma, você saberá exatamente o que é melhor para a sua vida financeira.

7) Solicite conselhos de pessoas experientes em finanças

É comum ter dúvidas sobre finanças, na hora de aplicar novos métodos ou de realizar investimentos. Por isso, é importante pedir conselhos para pessoas experientes e que entendam do assunto.

Dessa forma, você evita futuras dores de cabeça, já que saberá no que está investindo e onde seu dinheiro está sendo aplicado. Sendo assim, procure por algo que demonstre ter um bom retorno e sempre que tiver dúvidas, recorra à orientação de pessoas que já estiveram no seu lugar.

8) Estabeleça metas

Tem algo mais motivador para realizar mudanças nos hábitos do que a meta? Provavelmente não. Isso porque se você um propósito, seja ele pequeno ou grande, a sua inspiração é maior do que qualquer coisa para começar a agir.

E não importa qual seja o seu objetivo, trocar de carro, comprar um apartamento ou economizar para fazer faculdade, o importante é que você estabeleça uma meta para que você possa atingi-la.

Depois, deverá definir quanto pode guardar por mês e quais tipos de gastos que podem ser cortados. Mas lembre-se de não cortar as despesas essenciais, como por exemplo alimentação e luz.

9) Evite os parcelamentos no cartão 

Realizar o parcelamento de uma compra tem as suas vantagens em algumas situações. Mas para manter hábitos financeiros de uma vida melhor é preciso deixar os parcelamentos um pouco de lado.

Caso você queira comprar um carro, uma casa ou até mesmo algo que seja mais caro, é possível realizar o parcelamento. Desde que o valor das parcelas não comprometa o seu orçamento familiar.

Mas caso seja algo mais barato, você pode e deve optar por pagar à vista. E caso não tenha o dinheiro todo, tente juntar o valor que falta para realizar a compra. Vale ressaltar ainda que ao pagar à vista, é possível ainda negociar um desconto.

Dessa forma, você não cria uma dívida e ainda consegue fugir dos juros abusivos que o parcelamento costuma ter. Essa também pode ser uma alternativa para quem não tem um cartão de crédito.

10) Sempre acompanhe a fatura do seu cartão de crédito

Esse é mais um dos hábitos financeiros para uma vida melhor. O cartão de crédito pode ser considerado seu melhor amigo, se for utilizado da maneira correta. Mas ele também pode ser o seu maior inimigo quando o assunto é finanças.

Muitas pessoas costumam utilizar o cartão de crédito e quando chega a fatura, levam um susto com o valor a ser pago. Por isso, é muito importante sempre acompanhar o valor da fatura.

E praticamente todos os bancos permitem que os clientes acompanhem os gastos por meio de aplicativos. Essa dica vale também para quem realiza compras no débito.

É sempre bom estar atento ao seu saldo antes de fazer uma compra, para saber o valor exato que você ainda tem na sua conta.

Como usar a inteligência emocional nas finanças

Você já parou para pensar que a sua inteligência emocional pode afetar a sua vida financeira?

Saiba que conhecer a si mesmo, saber tomar decisões e desenvolver a capacidade de interpretar e lidar com as próprias emoções está diretamente ligado à inteligência emocional. Mas como atralar às finanças?

A inteligência emocional é a capacidade de as pessoas identificarem as próprias emoções com facilidade, trabalhando-as de forma sábia.

Os indivíduos que têm a inteligência emocional desenvolvida são identificados pela capacidade de lidar melhor com situações desfavoráveis. Saiba como usar a inteligência emocional nas finanças.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

serasa score
renda extra na crise
Consórcios
Casamento requer planejamento financeiro
Como funciona o Consórcio Honda