Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisConheça 10 itens que você não precisa pagar nunca mais

    Conheça 10 itens que você não precisa pagar nunca mais

    4.5
    (6)

    Já parou para pensar que alguns itens da sua lista de gastos mensais poderiam simplesmente não existir? Sim! Alguns serviços no Brasil são obrigatoriamente gratuitos e você não precisa pagar nunca mais por eles.

    Publicidade

    Um estudo feito pelo Serviço de Proteção do Crédito (SPC Brasil) mostra que 70,4% dos brasileiros admitem que realizam gastos desnecessários.

    Isso engloba desde itens supérfluos até produtos e serviços que poderiam sair gratuitamente. Neste artigo você descobrirá quais são esses itens e poderá cortá-los do orçamento hoje mesmo!

    Por quais serviços você não precisa pagar

    1. Anuidade de cartão de crédito

    A anuidade do cartão de crédito é uma espécie de taxa de manutenção, mas você não é obrigado a pagar por ela. Basta encontrar uma administradora que ofereça cartão sem anuidade, o que não é tarefa difícil.

    Mas se você já tem cartão, uma saída pode ser negociar o valor da taxa ou cancelar a anuidade. Sim, isso é possível.

    Porém, existem diversas opções de cartões de crédito que já são isentos da taxa, como Neon, Nubank, Digio, Intermedium, entre outros. Até mesmo sendo negativado, é possível ter acesso a alguns.

    Publicidade

    2. Passagens interestaduais

    Pessoas com 60 anos ou mais não precisam pagar para viajar de ônibus entre os estados. As empresas são obrigadas a reservar dois assentos por viagem para esse público.

    Mas é preciso fazer reserva com antecedência. Outro público que também tem direito a esse benefício é o das pessoas de baixa renda e jovens com até 29 anos.

    Para isso é preciso ter o ID Jovem, ou Identidade Jovem. Esse cadastro também possibilita vantagens como meia-entrada em eventos artístico-culturais e outros benefícios.

    3. Tratamento para fumantes

    Outro serviço para não pagar nunca mais é o tratamento de tabagismo, que é oferecido pelo SUS. O processo engloba uma avaliação individual, passando depois por consultas individuais ou sessões de grupo de apoio.

    Também são fornecidos medicamentos gratuitos para reduzir os sintomas da síndrome de abstinência à nicotina.

    Publicidade

    De acordo com o INCA – Instituto Nacional de Câncer, desde 2002 o Ministério da Saúde juntamente com as secretarias estaduais e municipais de Saúde organizam uma rede de unidades de saúde do SUS para oferecer tratamento para parar de fumar.

    Para conseguir, é preciso procurar o coordenador do controle de tabagismo no seu Estado, município ou postos de saúde próximos.

    4. Tarifa bancária

    Você não precisa pagar nunca mais qualquer tarifa a bancos ou instituições financeiras. Para isso, opte apenas pelos serviços básicos da conta.

    Ou seja, com quatro saques, dois extratos impressos, duas transferências entre contas da mesma instituição e 12 folhas de cheque por mês.

    Todos os bancos são obrigados a oferecer a conta essencial, estabelecida por decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN).

    Publicidade

    O acesso a serviços bancários essenciais sem a cobrança de tarifas é um direito de todos os brasileiros.

    5. Água filtrada em restaurantes

    Em diversos estados e municípios, restaurantes são obrigados por lei a oferecer água filtrada. É o caso, por exemplo, do Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo e outros lugares no país.

    Consulte a legislação estadual ou da sua cidade para ver se o serviço também é gratuito onde mora.

    Outros serviços que você não precisa pagar mais

    6. Advogado

    Existem três formas de obter serviços de assessoria jurídica gratuitamente. Uma delas é pelo Juizado Especial Cível, que recebe ações de pequenas causas, ou seja, com valor de até 20 salários mínimos.

    Também é possível ter acesso a advogados por meio da Defensoria Pública, para entrar com ação judicial, se defender em um processo, resolver um acordo extrajudicial ou receber orientação jurídica. Os dois não atendem processos trabalhistas e previdenciários.

    Por fim, existem faculdades de direito que oferecem atendimento em escritórios próprios. Nesses casos, é possível obter atendimento em ações mais caras e também em processos trabalhistas e previdenciários.

    7. Serviços de TV, internet e telefone (temporariamente)

    De acordo com a Anatel, telefone fixo, banda larga, TV por assinatura ou mesmo aparelhos móveis, como celular ou tablet, podem ter cobranças suspensas durante o período de férias.

    Você não precisa pagar mensalidade ou outras cobranças, nem pelo pedido de “ligar” ou “desligar”. Para isso, é preciso observar alguns critérios:

    • a suspensão deve durar de 30 a 120 dias;
    • é preciso estar em dia com as contas da prestadora do serviço; e
    • a suspensão só pode ser solicitada uma vez a cada 12 meses.
    Controle remoto com tela de tv atrás
    Serviços de TV e internet estão entre os que você não precisa pagar, em determinadas situações

    8. Cursos online e presenciais

    Talvez já saiba da existência de cursos, tanto online quanto presenciais, que são gratuitos. Mas é o tipo de informação que muitas vezes esquecemos e deixamos de aproveitar grandes oportunidades.

    Desde aulas na área de beleza, como maquiagem e manicure, até outras áreas voltadas para tecnologia, eletrônica e comunicação. Pela internet é possível encontrar uma infinidade de opções seguras, como os cursos online da Fundação Bradesco, por exemplo.

    Está pronto para não pagar nunca mais por esses serviços? Avalie hoje mesmo a sua lista de gastos mensais e descubra quais itens dela podem ser riscados sem que você perca o acesso a serviços que são importantes e até mesmo essenciais.

    9. Seguro de cartão de crédito

    Muitas administradoras de cartão de crédito vendem seguros para a proteção do cliente em caso de furto ou perda. Mas essa é mais uma conta que você não precisa pagar, se não quiser.

    Afinal, se você for roubado e registrar um Boletim de Ocorrência, a instituição financeira será obrigada a te ressarcir em todos os prejuízos decorrentes disso.

    Pela lei, as instituições financeiras têm a obrigação de zelar por seus clientes em caso de operações suspeitas. Por isso, em caso de cartão clonado, roubado e outros golpes com cartão de crédito, o banco sempre deve se responsabilizar.

    10. Produtos bancários para ter uma conta

    Venda casada é ilegal. Como já mencionado neste artigo, todo brasileiro tem direito, por lei, a ter acesso aos serviços bancários básicos.

    Portanto, se uma instituição financeira tenta lhe vender outros produtos como critério para abertura de uma conta básica, você não precisa aceitar.

    O mesmo vale para quando você quiser acesso a algum serviço financeiro específico que seja pago. Você só precisa pagar o serviço que lhe convém.

    Um ponto importante é ficar atento aos termos do contrato assinado com o banco. Depois que você assiná-lo, firmará um acordo com aquela empresa e deverá tomar cuidado para não acatar condições abusivas.

    O conteúdo foi útil? Então compartilhe com seus amigos!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 6

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisConheça 10 itens que você não precisa pagar nunca mais

    Conheça 10 itens que você não precisa pagar nunca mais

    4.5
    (6)

    Já parou para pensar que alguns itens da sua lista de gastos mensais poderiam simplesmente não existir? Sim! Alguns serviços no Brasil são obrigatoriamente gratuitos e você não precisa pagar nunca mais por eles.

    Publicidade

    Um estudo feito pelo Serviço de Proteção do Crédito (SPC Brasil) mostra que 70,4% dos brasileiros admitem que realizam gastos desnecessários.

    Isso engloba desde itens supérfluos até produtos e serviços que poderiam sair gratuitamente. Neste artigo você descobrirá quais são esses itens e poderá cortá-los do orçamento hoje mesmo!

    Por quais serviços você não precisa pagar

    1. Anuidade de cartão de crédito

    A anuidade do cartão de crédito é uma espécie de taxa de manutenção, mas você não é obrigado a pagar por ela. Basta encontrar uma administradora que ofereça cartão sem anuidade, o que não é tarefa difícil.

    Mas se você já tem cartão, uma saída pode ser negociar o valor da taxa ou cancelar a anuidade. Sim, isso é possível.

    Porém, existem diversas opções de cartões de crédito que já são isentos da taxa, como Neon, Nubank, Digio, Intermedium, entre outros. Até mesmo sendo negativado, é possível ter acesso a alguns.

    Publicidade

    2. Passagens interestaduais

    Pessoas com 60 anos ou mais não precisam pagar para viajar de ônibus entre os estados. As empresas são obrigadas a reservar dois assentos por viagem para esse público.

    Mas é preciso fazer reserva com antecedência. Outro público que também tem direito a esse benefício é o das pessoas de baixa renda e jovens com até 29 anos.

    Para isso é preciso ter o ID Jovem, ou Identidade Jovem. Esse cadastro também possibilita vantagens como meia-entrada em eventos artístico-culturais e outros benefícios.

    3. Tratamento para fumantes

    Outro serviço para não pagar nunca mais é o tratamento de tabagismo, que é oferecido pelo SUS. O processo engloba uma avaliação individual, passando depois por consultas individuais ou sessões de grupo de apoio.

    Também são fornecidos medicamentos gratuitos para reduzir os sintomas da síndrome de abstinência à nicotina.

    Publicidade

    De acordo com o INCA – Instituto Nacional de Câncer, desde 2002 o Ministério da Saúde juntamente com as secretarias estaduais e municipais de Saúde organizam uma rede de unidades de saúde do SUS para oferecer tratamento para parar de fumar.

    Para conseguir, é preciso procurar o coordenador do controle de tabagismo no seu Estado, município ou postos de saúde próximos.

    4. Tarifa bancária

    Você não precisa pagar nunca mais qualquer tarifa a bancos ou instituições financeiras. Para isso, opte apenas pelos serviços básicos da conta.

    Ou seja, com quatro saques, dois extratos impressos, duas transferências entre contas da mesma instituição e 12 folhas de cheque por mês.

    Todos os bancos são obrigados a oferecer a conta essencial, estabelecida por decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN).

    Publicidade

    O acesso a serviços bancários essenciais sem a cobrança de tarifas é um direito de todos os brasileiros.

    5. Água filtrada em restaurantes

    Em diversos estados e municípios, restaurantes são obrigados por lei a oferecer água filtrada. É o caso, por exemplo, do Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo e outros lugares no país.

    Consulte a legislação estadual ou da sua cidade para ver se o serviço também é gratuito onde mora.

    Outros serviços que você não precisa pagar mais

    6. Advogado

    Existem três formas de obter serviços de assessoria jurídica gratuitamente. Uma delas é pelo Juizado Especial Cível, que recebe ações de pequenas causas, ou seja, com valor de até 20 salários mínimos.

    Também é possível ter acesso a advogados por meio da Defensoria Pública, para entrar com ação judicial, se defender em um processo, resolver um acordo extrajudicial ou receber orientação jurídica. Os dois não atendem processos trabalhistas e previdenciários.

    Por fim, existem faculdades de direito que oferecem atendimento em escritórios próprios. Nesses casos, é possível obter atendimento em ações mais caras e também em processos trabalhistas e previdenciários.

    7. Serviços de TV, internet e telefone (temporariamente)

    De acordo com a Anatel, telefone fixo, banda larga, TV por assinatura ou mesmo aparelhos móveis, como celular ou tablet, podem ter cobranças suspensas durante o período de férias.

    Você não precisa pagar mensalidade ou outras cobranças, nem pelo pedido de “ligar” ou “desligar”. Para isso, é preciso observar alguns critérios:

    • a suspensão deve durar de 30 a 120 dias;
    • é preciso estar em dia com as contas da prestadora do serviço; e
    • a suspensão só pode ser solicitada uma vez a cada 12 meses.
    Controle remoto com tela de tv atrás
    Serviços de TV e internet estão entre os que você não precisa pagar, em determinadas situações

    8. Cursos online e presenciais

    Talvez já saiba da existência de cursos, tanto online quanto presenciais, que são gratuitos. Mas é o tipo de informação que muitas vezes esquecemos e deixamos de aproveitar grandes oportunidades.

    Desde aulas na área de beleza, como maquiagem e manicure, até outras áreas voltadas para tecnologia, eletrônica e comunicação. Pela internet é possível encontrar uma infinidade de opções seguras, como os cursos online da Fundação Bradesco, por exemplo.

    Está pronto para não pagar nunca mais por esses serviços? Avalie hoje mesmo a sua lista de gastos mensais e descubra quais itens dela podem ser riscados sem que você perca o acesso a serviços que são importantes e até mesmo essenciais.

    9. Seguro de cartão de crédito

    Muitas administradoras de cartão de crédito vendem seguros para a proteção do cliente em caso de furto ou perda. Mas essa é mais uma conta que você não precisa pagar, se não quiser.

    Afinal, se você for roubado e registrar um Boletim de Ocorrência, a instituição financeira será obrigada a te ressarcir em todos os prejuízos decorrentes disso.

    Pela lei, as instituições financeiras têm a obrigação de zelar por seus clientes em caso de operações suspeitas. Por isso, em caso de cartão clonado, roubado e outros golpes com cartão de crédito, o banco sempre deve se responsabilizar.

    10. Produtos bancários para ter uma conta

    Venda casada é ilegal. Como já mencionado neste artigo, todo brasileiro tem direito, por lei, a ter acesso aos serviços bancários básicos.

    Portanto, se uma instituição financeira tenta lhe vender outros produtos como critério para abertura de uma conta básica, você não precisa aceitar.

    O mesmo vale para quando você quiser acesso a algum serviço financeiro específico que seja pago. Você só precisa pagar o serviço que lhe convém.

    Um ponto importante é ficar atento aos termos do contrato assinado com o banco. Depois que você assiná-lo, firmará um acordo com aquela empresa e deverá tomar cuidado para não acatar condições abusivas.

    O conteúdo foi útil? Então compartilhe com seus amigos!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 6

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?