Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasEmpreendedorismoLucro presumido: saiba o que é, como funciona e quais as vantagens

    Lucro presumido: saiba o que é, como funciona e quais as vantagens

    5
    (2)

    Um dos pontos principais que deve ser pensado no momento de abertura de um negócio é o regime tributário que será utilizado. É por isso que hoje te explicaremos o que é o lucro presumido, como ele funciona e quais são suas principais vantagens.

    Publicidade

    Antes de entendermos, o que, de fato, consiste esse regime, é preciso dizer que existem três formas de realizar o pagamento do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica. São eles: Lucro Presumido, Lucro Real e Simples Nacional.

    Dessa forma, cada empresa escolhe o seu modelo no ato de sua fundação e só pode trocar no começo de um ano fiscal. Caso esteja pensando em optar pelo lucro jurídico, continue lendo esse artigo para entender melhor do que se trata.

    O que é lucro presumido?

    Lucro presumido é uma das maneiras mais fáceis de entender o valor do IRPJ e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) – além de outras taxas – que uma empresa deve pagar. Assim, o órgão busca entender qual percentual do faturamento de uma empresa é lucro.

    Essa conta leva em consideração a receita bruta da empresa e outras contas que estão sujeitas à tributação. Ou seja, é um valor fixado com base nos percentuais aplicados na Receita Operacional Bruta – ROB.

    Naturalmente, esse cálculo não é feito aleatoriamente, existem alguns valores pré-estabelecidos para o IRPJ e o CSLL que conduz a presunção:

    Publicidade

    No caso do IRPJ:

    PorcentagemTipo de serviço
    32% Prestação de serviços;
    Locação de bens;
    Negócios e administração
    16%Serviço de transporte (exceto de carga)
    1,6%Revenda de combustíveis
    8%Regra geral (para a empresa que não se adequa às modalidades citadas)
    casal tentando abrir uma empresa pelo computador
    Optar pelo lucro presumido pode ser uma boa opção para o seu negócio

    No caso da CSLL:

    PorcentagemTipo de serviço
    32%Prestação de serviços;
    Locação de bens;
    Negócios e administração
    12%Regra geral (para a empresa que não se adequa à modalidade citada)

    Vale dizer que, nesses moldes, o IRPJ e a CSLL são apurados a cada três meses. Além disso, deve ser pago em quota única, até o último dia útil do mês seguinte ao encerramento do período.

    Existem outros dois impostos que devem ser pagos no lucro presumido: o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS). Eles são calculados mensalmente. Sendo assim, para o PIS é usada alíquota de 0,65% ao mês e para o COFINS de 3% ao mês.

    + Saiba quanto custa abrir uma empresa

    Publicidade

    Quais empresas podem ter lucro presumido?

    Para que uma empresa adote o regime de lucro presumido, existem alguns pré-requisitos. O mais importante deles é que o faturamento anual precisa ser de até 78 milhões. Além disso, a empresa não pode:

    • Possuir rendimentos que vêm do exterior;
    • Configurar-se como banco comercial ou de investimento;
    • Usufruir de benefícios fiscais;
    • Configurar-se como cooperativas, corretoras de títulos e previdência privada aberta;
    • Possuir atividade de fomento mercantil (factoring).

    Dessa maneira, caso a sua empresa não esteja nessas categorias, ela pode adotar o regime de lucro presumido.

    Quais são as vantagens e desvantagens?

    Agora que já entendemos um pouco no que consiste o lucro presumido, podemos falar de suas vantagens. A primeira delas está no fato de ser um modelo mais fácil para calcular a taxa de impostos, por se tratar de valores baixos e pré-fixados.

    Outra vantagem, que também está relacionada, é que como as taxas não se alteram conforme os cálculos, você pode lucrar mais do que o que é presumido. Logo, teria uma faixa de ganho maior.

    Contudo, é preciso ficar de olho para o caso do faturamento ser menor que o lucro presumido, pois o empreendedor pode ter alguns prejuízos se isso virar uma constante. Ademais, antes de optar pelo regime, é preciso ver se essa margem é “justa” com o seu tipo de negócio. Existem serviços que acabam tendo algumas disparidades com a taxa estipulada pela Receita.

    Publicidade

    Vale dizer que o lucro presumido também possui como vantagem o fato de ter alíquotas menores de PIS e COFINS em relação aos outros regimes tributários. Outro alerta necessário: caso adote o regime, fique de olho nos prazos, pois as multas costumam ser bem maiores – justamente porque as taxas já são baixas.

    Uma desvantagem bastante apontada é a necessidade de emitir, constantemente, alguns documentos em processos um tanto burocráticos. Dessa maneira, faz parte das obrigações de quem adquire o regime emitir: Escrituração Fiscal Digital (EFD) e Escrituração Contábil Digital (ECD), que devem ser enviadas a cada ano ao Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

    Sendo assim, é possível ver que o lucro presumido acaba sendo uma opção mais econômica. Por isso, torna-se uma opção bastante viável para os empreendedores.

    Gostou do conteúdo? Veja também: Dicionário do Imposto de Renda: saiba o significado de mais de 70 termos.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Isabella Mercedes
    Isabella Mercedes
    Estudante de Letras que tem muita curiosidade por tudo o que tem a ver com Tecnologia e Inovação. Cria da Baixada Fluminense e vascaína de coração. Adora suspense policial, mas a maior paixão de todas é escrever: seja sobre finanças ou sobre qualquer outra coisa.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEmpreendedorismoLucro presumido: saiba o que é, como funciona e quais as vantagens

    Lucro presumido: saiba o que é, como funciona e quais as vantagens

    5
    (2)

    Um dos pontos principais que deve ser pensado no momento de abertura de um negócio é o regime tributário que será utilizado. É por isso que hoje te explicaremos o que é o lucro presumido, como ele funciona e quais são suas principais vantagens.

    Publicidade

    Antes de entendermos, o que, de fato, consiste esse regime, é preciso dizer que existem três formas de realizar o pagamento do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica. São eles: Lucro Presumido, Lucro Real e Simples Nacional.

    Dessa forma, cada empresa escolhe o seu modelo no ato de sua fundação e só pode trocar no começo de um ano fiscal. Caso esteja pensando em optar pelo lucro jurídico, continue lendo esse artigo para entender melhor do que se trata.

    O que é lucro presumido?

    Lucro presumido é uma das maneiras mais fáceis de entender o valor do IRPJ e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) – além de outras taxas – que uma empresa deve pagar. Assim, o órgão busca entender qual percentual do faturamento de uma empresa é lucro.

    Essa conta leva em consideração a receita bruta da empresa e outras contas que estão sujeitas à tributação. Ou seja, é um valor fixado com base nos percentuais aplicados na Receita Operacional Bruta – ROB.

    Naturalmente, esse cálculo não é feito aleatoriamente, existem alguns valores pré-estabelecidos para o IRPJ e o CSLL que conduz a presunção:

    Publicidade

    No caso do IRPJ:

    PorcentagemTipo de serviço
    32% Prestação de serviços;
    Locação de bens;
    Negócios e administração
    16%Serviço de transporte (exceto de carga)
    1,6%Revenda de combustíveis
    8%Regra geral (para a empresa que não se adequa às modalidades citadas)
    casal tentando abrir uma empresa pelo computador
    Optar pelo lucro presumido pode ser uma boa opção para o seu negócio

    No caso da CSLL:

    PorcentagemTipo de serviço
    32%Prestação de serviços;
    Locação de bens;
    Negócios e administração
    12%Regra geral (para a empresa que não se adequa à modalidade citada)

    Vale dizer que, nesses moldes, o IRPJ e a CSLL são apurados a cada três meses. Além disso, deve ser pago em quota única, até o último dia útil do mês seguinte ao encerramento do período.

    Existem outros dois impostos que devem ser pagos no lucro presumido: o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS). Eles são calculados mensalmente. Sendo assim, para o PIS é usada alíquota de 0,65% ao mês e para o COFINS de 3% ao mês.

    + Saiba quanto custa abrir uma empresa

    Publicidade

    Quais empresas podem ter lucro presumido?

    Para que uma empresa adote o regime de lucro presumido, existem alguns pré-requisitos. O mais importante deles é que o faturamento anual precisa ser de até 78 milhões. Além disso, a empresa não pode:

    • Possuir rendimentos que vêm do exterior;
    • Configurar-se como banco comercial ou de investimento;
    • Usufruir de benefícios fiscais;
    • Configurar-se como cooperativas, corretoras de títulos e previdência privada aberta;
    • Possuir atividade de fomento mercantil (factoring).

    Dessa maneira, caso a sua empresa não esteja nessas categorias, ela pode adotar o regime de lucro presumido.

    Quais são as vantagens e desvantagens?

    Agora que já entendemos um pouco no que consiste o lucro presumido, podemos falar de suas vantagens. A primeira delas está no fato de ser um modelo mais fácil para calcular a taxa de impostos, por se tratar de valores baixos e pré-fixados.

    Outra vantagem, que também está relacionada, é que como as taxas não se alteram conforme os cálculos, você pode lucrar mais do que o que é presumido. Logo, teria uma faixa de ganho maior.

    Contudo, é preciso ficar de olho para o caso do faturamento ser menor que o lucro presumido, pois o empreendedor pode ter alguns prejuízos se isso virar uma constante. Ademais, antes de optar pelo regime, é preciso ver se essa margem é “justa” com o seu tipo de negócio. Existem serviços que acabam tendo algumas disparidades com a taxa estipulada pela Receita.

    Publicidade

    Vale dizer que o lucro presumido também possui como vantagem o fato de ter alíquotas menores de PIS e COFINS em relação aos outros regimes tributários. Outro alerta necessário: caso adote o regime, fique de olho nos prazos, pois as multas costumam ser bem maiores – justamente porque as taxas já são baixas.

    Uma desvantagem bastante apontada é a necessidade de emitir, constantemente, alguns documentos em processos um tanto burocráticos. Dessa maneira, faz parte das obrigações de quem adquire o regime emitir: Escrituração Fiscal Digital (EFD) e Escrituração Contábil Digital (ECD), que devem ser enviadas a cada ano ao Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

    Sendo assim, é possível ver que o lucro presumido acaba sendo uma opção mais econômica. Por isso, torna-se uma opção bastante viável para os empreendedores.

    Gostou do conteúdo? Veja também: Dicionário do Imposto de Renda: saiba o significado de mais de 70 termos.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?