InícioNotíciasEmpreendedorismoQuais as vantagens do MEI para motoristas de aplicativo? Confira!

Quais as vantagens do MEI para motoristas de aplicativo? Confira!

3.4
(5)

Os motoristas de aplicativo precisam recolher o INSS de acordo com uma regulamentação que foi divulgada no Diário Oficial, em maio do ano passado.

Especialistas acreditam que a melhor forma de realizar a contribuição da previdência é por meio do Microempreendedor Individual (MEI).

É importante lembrar que ao se registrar como tal, o motorista passa a ter um CNPJ que possibilita formalizar o negócio e ter uma série de direitos e vantagens.

E ao ter um CNPJ, o motorista é considerado uma pessoa jurídica. O que permite que ele possa participar de licitações e concorrência para fornecimento de produtos e serviços para governos e órgãos públicos.

Vantagens de abrir MEI para motoristas de aplicativo

Os motoristas de aplicativo que querem se tornar MEI e não sabem quais as vantagens e direitos possuem, fiquem tranquilos. Agora você irá conhecer os benefícios ao se tornar um microempreendedor.

Além da vantagem de poder contribuir com o INSS, existem outros diversos benefícios, sendo eles:

  • Salário-maternidade;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-reclusão;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Pensão por morte para dependentes;
  • Soma da contribuição para aposentadoria por idade.

Os motoristas de aplicativo ou até mesmo os ciclistas que faturam até R$81 mil por ano tem também acesso a serviços bancários para CNPJ, facilidades para aluguel de máquina de cartão. Além de empréstimos com juros mais baixos e emissão de notas fiscais.

Benefícios previdenciários: MEI x trabalhador autônomo

Se você ainda está com dúvidas se é uma boa ideia ou não abrir um MEI para motoristas de aplicativo, veja abaixo a comparação dos benefícios para um microempreendedor e para um autônomo.

Para começar a alíquota da contribuição previdenciária de quem é MEI é de 5% sobre o salário mínimo. Já para um trabalhador autônomo ou de carteira assinada existem dois planos: o normal e o simplificado.

Motorista de uber dirigindo e usando o aplicativo no celular
Os motoristas de Uber precisam recolher o INSS

O primeiro é quando a alíquota da contribuição é 20% sobre o salário, limitado ao teto da previdência. Enquanto no segundo, a alíquota cobrada é de 11% sobre o salário mínimo, não sendo possível se aposentar por tempo de contribuição. Mas sim ao atingir a idade mínima, após o pagamento de 180 parcelas ao INSS.

+ Carro próprio ou alugado: qual o melhor para motoristas de aplicativo?

A aposentadoria por idade é igual tanto para MEI quanto para autônomo. Mulheres conseguem se aposentar com 60 anos e homens com 65 ao contribuir no mínimo 15 anos, já de acordo com as novas regras.

Demais benefícios que podem ser solicitados

Em relação a aposentadoria por invalidez, é igual em ambos os casos. Sendo o tempo mínimo de contribuição de um ano, a contar do primeiro dia de pagamento.

Já quando o assunto é aposentadoria especial, é importante frisar que os motoristas de aplicativo por meio do MEI não têm direito.

Enquanto os trabalhadores autônomos podem ter, a depender do risco atrelado a sua atividade. Com isso, é possível se aposentar com 15, 20 ou 25 anos de contribuição. A EC103/2019 ainda possibilitou o benefício para os trabalhadores autônomos.

+ Motorista de Uber pode ser MEI? Descubra!

Tanto para os motoristas de aplicativo quanto para os autônomos terem direito ao auxílio-doença, é necessário um tempo mínimo de contribuição de um ano. E isso começa a contar a partir do primeiro pagamento em dia.

Assim como acontece com o salário-maternidade, que o tempo mínimo de contribuição é de dez meses, a contar do primeiro pagamento em dia. E isso vale tanto para os motoristas de aplicativo quanto para quem tem carteira assinada.

O direito a pensão por morte para motoristas de aplicativo passa a contar a partir do primeiro pagamento em dia. É importante frisar que o pagamento não poderá ocorrer após o óbito. Já para os autônomos é necessário pelo menos uma contribuição com o INSS. 

E o seu status na instituição deve estar ativo e sem atrasos. A mesma regra vale para o auxílio-reclusão, tanto para quem é MEI quanto para quem é autônomo.

Gostou deste artigo? Então compartilhe com um amigo seu que é MEI e atua como motorista de aplicativo.

O que achou disso?

Média da classificação 3.4 / 5. Número de votos: 5

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Redação
Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasEmpreendedorismoQuais as vantagens do MEI para motoristas de aplicativo? Confira!

Quais as vantagens do MEI para motoristas de aplicativo? Confira!

3.4
(5)

Os motoristas de aplicativo precisam recolher o INSS de acordo com uma regulamentação que foi divulgada no Diário Oficial, em maio do ano passado.

Especialistas acreditam que a melhor forma de realizar a contribuição da previdência é por meio do Microempreendedor Individual (MEI).

É importante lembrar que ao se registrar como tal, o motorista passa a ter um CNPJ que possibilita formalizar o negócio e ter uma série de direitos e vantagens.

E ao ter um CNPJ, o motorista é considerado uma pessoa jurídica. O que permite que ele possa participar de licitações e concorrência para fornecimento de produtos e serviços para governos e órgãos públicos.

Vantagens de abrir MEI para motoristas de aplicativo

Os motoristas de aplicativo que querem se tornar MEI e não sabem quais as vantagens e direitos possuem, fiquem tranquilos. Agora você irá conhecer os benefícios ao se tornar um microempreendedor.

Além da vantagem de poder contribuir com o INSS, existem outros diversos benefícios, sendo eles:

  • Salário-maternidade;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-reclusão;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Pensão por morte para dependentes;
  • Soma da contribuição para aposentadoria por idade.

Os motoristas de aplicativo ou até mesmo os ciclistas que faturam até R$81 mil por ano tem também acesso a serviços bancários para CNPJ, facilidades para aluguel de máquina de cartão. Além de empréstimos com juros mais baixos e emissão de notas fiscais.

Benefícios previdenciários: MEI x trabalhador autônomo

Se você ainda está com dúvidas se é uma boa ideia ou não abrir um MEI para motoristas de aplicativo, veja abaixo a comparação dos benefícios para um microempreendedor e para um autônomo.

Para começar a alíquota da contribuição previdenciária de quem é MEI é de 5% sobre o salário mínimo. Já para um trabalhador autônomo ou de carteira assinada existem dois planos: o normal e o simplificado.

Motorista de uber dirigindo e usando o aplicativo no celular
Os motoristas de Uber precisam recolher o INSS

O primeiro é quando a alíquota da contribuição é 20% sobre o salário, limitado ao teto da previdência. Enquanto no segundo, a alíquota cobrada é de 11% sobre o salário mínimo, não sendo possível se aposentar por tempo de contribuição. Mas sim ao atingir a idade mínima, após o pagamento de 180 parcelas ao INSS.

+ Carro próprio ou alugado: qual o melhor para motoristas de aplicativo?

A aposentadoria por idade é igual tanto para MEI quanto para autônomo. Mulheres conseguem se aposentar com 60 anos e homens com 65 ao contribuir no mínimo 15 anos, já de acordo com as novas regras.

Demais benefícios que podem ser solicitados

Em relação a aposentadoria por invalidez, é igual em ambos os casos. Sendo o tempo mínimo de contribuição de um ano, a contar do primeiro dia de pagamento.

Já quando o assunto é aposentadoria especial, é importante frisar que os motoristas de aplicativo por meio do MEI não têm direito.

Enquanto os trabalhadores autônomos podem ter, a depender do risco atrelado a sua atividade. Com isso, é possível se aposentar com 15, 20 ou 25 anos de contribuição. A EC103/2019 ainda possibilitou o benefício para os trabalhadores autônomos.

+ Motorista de Uber pode ser MEI? Descubra!

Tanto para os motoristas de aplicativo quanto para os autônomos terem direito ao auxílio-doença, é necessário um tempo mínimo de contribuição de um ano. E isso começa a contar a partir do primeiro pagamento em dia.

Assim como acontece com o salário-maternidade, que o tempo mínimo de contribuição é de dez meses, a contar do primeiro pagamento em dia. E isso vale tanto para os motoristas de aplicativo quanto para quem tem carteira assinada.

O direito a pensão por morte para motoristas de aplicativo passa a contar a partir do primeiro pagamento em dia. É importante frisar que o pagamento não poderá ocorrer após o óbito. Já para os autônomos é necessário pelo menos uma contribuição com o INSS. 

E o seu status na instituição deve estar ativo e sem atrasos. A mesma regra vale para o auxílio-reclusão, tanto para quem é MEI quanto para quem é autônomo.

Gostou deste artigo? Então compartilhe com um amigo seu que é MEI e atua como motorista de aplicativo.

O que achou disso?

Média da classificação 3.4 / 5. Número de votos: 5

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?