Início Notícias Finanças Pessoais Como negociar dívida de financiamento de carro?

Como negociar dívida de financiamento de carro?

0
(0)

Um dos setores que sofreu grandes impactos pela crise do coronavírus foi o automotivo. Uma dessas consequências foi o aumento das dívidas de financiamento de carro. Uma vez que os brasileiros não conseguiram pagar.

Além disso, as restrições de deslocamento no Brasil no início da pandemia fizeram com que o país tivesse o pior quadrimestre em 14 anos na venda de veículos novos. A queda chegou a ser de 75,9% só no mês de abril.

Por isso, se você comprou um veículo antes da pandemia ou até mesmo durante e está com dificuldades de pagar as parcelas, a primeira coisa a se fazer é ficar calmo. É bem provável que esteja na hora de você negociar a dívida de financiamento de carro.

Mas será que isso é possível? A resposta é sim. É dessa forma que você conseguirá sair do vermelho e evitar a perda do seu veículo. 

Se você percebeu que o financiamento não cabe mais no seu orçamento, é melhor agir rapidamente para evitar que a dívida acabe virando uma bola de neve.

Lembre-se que quanto mais demorar, mais difícil será a negociação e maiores serão as chances de ter o veículo confiscado.

O bom é que existem diversas opções para você negociar a dívida de financiamento de carro e quitar todos os débitos existentes. 

Quando é possível negociar a dívida de financiamento de carro

Você já sabe que é possível negociar a dívida de financiamento de carro, mas quando solicitar?

Isso dependerá do que está previsto no contrato que você assinou junto com a financiadora do veículo.

Vale ressaltar que também é de interesse do credor que você pague a dívida, até porque ninguém quer perder dinheiro, certo? 

Sendo assim, ao perceber que as parcelas estão altas demais, negocie. Caso não seja possível ter um acordo vantajoso com o banco ou a financiadora, saiba que existem outras formas de quitar o débito.

3 dicas para negociar dívida de financiamento de carro

1) Peça uma pausa no financiamento e se reorganize

A primeira coisa que você deve fazer, a curto prazo, é pedir uma pausa no financiamento. Com a crise do Covid-19 muitas instituições financeiras passam a oferecer aos clientes a possibilidade de interromper os pagamentos das prestações.

Isso sem aplicar multas ou elevar os juros do financiamento. Vale lembrar que esse benefício não é automático e você precisa entrar em contato com a instituição financeira para saber se ela está oferecendo esse serviço.

A pausa no financiamento é uma forma de você se organizar financeiramente. Analise o seu orçamento familiar e veja qual é o valor da parcela que você de fato pode pagar.

2) Busque outras opções

Uma dica é buscar outras opções de financiamento. Já que agora você conhece a realidade e a situação, consegue identificar se conseguirá ou não arcar com o custo. 

Ainda sim, mesmo que você já saiba quais são as reais possibilidades de pagamento, ainda não é hora de debater essa dívida com o credor.

Pelo menos não antes de sondar outras opções de financiamento e verificar se não podem ser mais vantajosas para você.

3) Veja se a dívida não ficou mais cara na negociação

Além disso, você precisa ter muito cuidado e atenção ao renegociar uma dívida. Confira, por exemplo, se o valor no final não ficou muito mais caro do que deveria ou do que você pode pagar. 

vender carro usado
É possível realizar a negociação da dívida de financiamento de carro

Você pode verificar que, em uma renegociação, geralmente há dois caminhos mais prováveis: o de reduzir as taxas e outro para alongar o prazo do financiamento, a fim de reduzir o valor das prestações.

Como saber se é a hora de um novo financiamento?

Fato é que muita gente erra por falta de conhecimento ou ajuda nessas horas. E você precisa ter muito cuidado antes de tomar qualquer atitude quando o assunto é financiamento de veículo.

O banco digital Nubank, fintech digital, orienta que os clientes não deixem de observar a taxa de juros e o Custo Efetivo Total.

“Não se deixe enganar por parcelas baixas e a ilusão de que estará pagando pouco. Antes de fechar o negócio, observe dois números do contrato: a taxa de juros e o Custo Efetivo Total (CET).”

Além disso, o banco recomenda que quem estiver passando por esse tipo de situação ainda cheque atentamente a todas as cláusulas do contrato, como de praxe.

Assim como pesquisar sempre a reputação da instituição para que não se arrependa depois.

Esse conteúdo te ajudou a saber mais sobre negociação de dívidas de financiamento de carro? Se sim, compartilhe para que outras pessoas consigam sanar as dúvidas e sair de uma situação difícil.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Mateus Carvalho
Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui