Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Nível de risco do investimento: como avaliar

Escrito por: Mateus Carvalho em 20 de setembro de 2019

Se você é investidor, sabe que todo investimento tem um risco. Se está pensando em entrar nesse mercado, também deve saber disso. Principalmente porque todas as aplicações expõem os investidores a perdas. Mas sabe qual é o nível de risco do investimento que você tem? 

Além disso, é preciso saber quais são as instituições financeiras mais seguras e quais oferecem mais riscos aos clientes. Saber exatamente o nível de risco do investimento no qual você aplica ou quer aplicar o seu dinheiro pode parecer difícil, mas não é.

3 investimentos que prometem boa rentabilidade em 2019
Entenda sobre o nível de risco do investimento

Para conseguir isso é necessário saber quais são os tipos de riscos e com o que cada um deles se relaciona. Vale lembrar que o sucesso em um investimento está diretamente relacionado aos movimentos que o investidor faz para minimizar a incidência desses riscos.

Saiba o que são riscos financeiros

Antes de saber qual é o nível de risco do investimento, é preciso entender o que são esses riscos. Eles têm relação com as operações financeiras de uma organização.

E essas ameaças incluem os riscos provocados por uma má administração dos fluxos de caixa. Além dos riscos que estão ligados aos retornos abaixo do esperado nas transações financeiras realizadas e nos investimentos.

Entre as possíveis causas desses riscos estão:

-> Endividamento elevado;

-> Administração financeira inadequada; 

-> Baixa qualidade das informações que pautam a tomada de decisão;

-> Exposição a variações de câmbio ou de taxas de juros;

-> Operações de mercado ou investimentos com alto grau de incertezas sobre os retornos.

E a avaliação do nível de risco do investimento é o mecanismo de estudo que os investidores têm para se preservarem destas situações de ameaças ao patrimônio que possuem.

Vale ressaltar que sempre haverá a possibilidade de perda, porém quanto mais informações forem solicitadas e estudos forem realizados, melhor se conhecerá os riscos. E caberá ao investidor assumir ou não esses riscos.

Principais tipos de riscos do investimento

Existem diversos níveis de risco do investimento, mas hoje iremos falar sobre os três principais, que são: risco de mercado, risco de crédito, risco de liquidez e risco operacional.

E é fundamental que o investidor conheça todas as possibilidades existentes.

Conheça os principais tipos de riscos de investimentos e as características de cada um deles.

Riscos de Liquidez

O risco de liquidez é correspondente à possibilidade de a empresa não conseguir arcar com os seus compromissos. Sendo uma das principais causas a má gestão do fluxo de caixa. Sendo assim, o problema gira em torno da falta de capital.

Dessa forma, o investidor ficará com o dinheiro “preso” a uma aplicação que está fazendo falta. Seja para novos investimentos ou para as despesas pessoais.

Além disso, contas com prazos não casados com as previsões de entrada de caixa podem fazer com que a empresa não tenha dinheiro para pagar o que deve no momento do vencimento. Por isso, é importante estar atento.

Riscos Operacionais

Esse tipo de risco é correspondente a perdas geradas pelas falhas provocadas pelos processos, sistemas, funcionários e eventos externos que afetam as operações da companhia. Como por exemplo, é o caso dos defeitos em equipamentos e da baixa qualificação de funcionários.

É importante frisar que esse é um dos riscos mais difíceis de medir com objetividade. Isso porque para calculá-lo de forma confiável depende de a empresa ter criado um bom banco de dados. Levando em consideração o registro de falhas dessa natureza.

Risco de Mercado

São fatores ocasionados por possíveis oscilações em preços e cotações, como por exemplo a variação do dólar. Pense nesse caso, um industrial que importa os insumos, pagando em dólar mas vende o produto final no mercado nacional. Esse empresário pode ter prejuízos.

Outro exemplo é se você tem ações de uma empresa e ela acaba sendo envolvida em algum escândalo de corrupção. O que irá acabar acontecendo é que o valor das ações vai cair, o que irá acarretar em prejuízo.

Risco de Crédito

Estes são relativos à possibilidade de o credor não receber um dinheiro que lhe é devido ou de o pagamento ser realizado com atraso. O risco de crédito ocorre com os títulos como CDB, Tesouro Direto e outras aplicações de renda fixa.

Isso porque nesses investimentos, os bancos emprestam dinheiro ou fazem financiamentos para os clientes. E esses consumidores costumam ser avaliados antecipadamente de acordo com o risco de não pagarem o que devem.

Com isso, existe o risco da instituição financeira não reaver os valores emprestados. E isso pode acontecer por diversos motivos, sendo um deles crises em instituições privadas ou problemas públicos.

Além disso, os riscos maiores costumam ser compensados com taxas de juros mais altas. Vale ressaltar que esse risco também pode atingir indústrias, comércios e outros negócios que vendem a prazo.

Como avaliar o nível de risco do investimento

Uma pergunta comum entre os investidores é como avaliar o nível de risco do investimento? A resposta é que a análise é realizada calculando o seu efeito potencial. Correspondendo, assim, ao grau de exposição da empresa àquele risco específico.

Essa análise é realizada por meio de cálculos que estudam a possibilidade de um risco aparecer, combinado os prejuízos que eles poderiam causar. Porém, esse cálculo não é tão simples quanto parece.

Isso porque o cálculo precisa considerar que determinado risco pode provocar um efeito em cadeia. Sendo assim, se uma máquina quebra, ela não gera apenas o prejuízo do conserto, mas também provoca perdas pela interrupção na produção.

A forma mais simples de cálculo do efeito potencial de um risco combina a probabilidade de ele ocorrer com as perdas financeiras que podem ser geradas. Existem outras metodologias que incluem também a possibilidade de detectar o risco em tempo hábil para tomar medidas preventivas ou de correção.

É importante ressaltar que os riscos de investimentos são fatores importantes e que devem ser conhecidos pelos investidores. Por isso, saber dessas possibilidades faz com que cada entrada em uma posição seja realizada com cautela.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Treasuries americanos são conhecidos como os títulos mais seguros do mundo
Bolsa de valores
visto de investidor nos EUA
Selic
Taxa-Selic