Início Notícias Finanças Pessoais Pix: é possível transferir para quem não tem chave cadastrada?

Pix: é possível transferir para quem não tem chave cadastrada?

Tempo de leitura: 4 minutos
0
(0)

Novo meio de pagamento, o Pix já está funcionando desde novembro e só no primeiro dia foram movimentados quase R$780 milhões em 2 milhões de transações. Mas, ainda há muitas dúvidas quanto às chaves cadastradas.

Por exemplo, é possível mandar dinheiro para quem não tem chave Pix cadastrada?

A resposta é sim, mas calma que vamos te explicar o motivo. As instituições financeiras com mais de 500 mil clientes devem oferecer o Pix. Mas ninguém precisa se cadastrar para ter acesso a ele.

O que existe é a opção de cadastrar chaves para simplificar as transações realizadas. O próprio Banco Central, que criou esse meio de pagamento, recomenda a criação de uma chave Pix para tornar esse meio de transferência mais eficiente.

Porém, as chaves não são obrigatórias, sendo assim uma pessoa pode enviar e receber Pix sem ter cadastrado nenhuma chave.

Como transferir dinheiro para quem não tem chave Pix

E como enviar dinheiro para quem não tem a chave Pix? A pessoa terá, primeiro, que entrar no aplicativo do banco onde está a conta que sairá o dinheiro.

Esse aplicativo pode ser o do banco, da empresa de pagamento, da financeira ou da fintech em que a pessoa é cliente.

Em seguida, o usuário deve clicar na opção Pix e depois transferência. Ao invés de colocar uma chave, será necessário inserir os dados bancários da pessoa que deseja enviar o dinheiro. Como a conta, agência e CPF.

O processo é o mesmo que fazer um TED ou DOC. Lembrando que a condição para fazer as transações pelo Pix é que o banco ou fintech opere o sistema de pagamentos instantâneo.

As chaves funcionam apenas para simplificar todo processo. Mas qualquer pessoa pode desfrutar do Pix, como isenção de taxas, desde que o banco esteja apto a operar esse sistema.

O recebedor terá seu dinheiro na conta em menos de 10 segundos. 

É preciso estar conectado à internet para usar o Pix?

Outra dúvida muito comum nesses últimos tempos é sobre o procedimento a ser realizado em uma transferência por chave de Pix. O que muitos ficam em dúvida é se é preciso estar conectado à internet.

É possível transferir dinheiro por meio do Pix mesmo ser ter uma chave

Nesses primeiros meses de uso será preciso, sim, ter uma conexão ativa com a internet para conseguir enviar por meio de Pix. No entanto, já está em estudo a possibilidade de uma transferência de forma off-line a partir de 2021.

Além de querer saber sobre precisar estar conectado à internet, muitos ainda se questionam sobre a obrigatoriedade do Pix ser feito por um aparelho celular. E essa informação não procede. É claro que pelo celular fica ainda mais prático, rápido e prático, mas não é a o único meio.

Os bancos e fintechs podem oferecer o pagamento por meio da chave Pix em vários canais, por exemplo, pelo internet banking no computador (desktop). 

Agora, nem todo tipo de pagamento pode ser feito por uma chave de Pix, é importante citar isso para que não haja confusão.

Se você quiser quitar um boleto, por exemplo, o Pix não estará disponível, exceto se o recebedor substituir o boleto ou incluir chave Pix ou QR Code.

O que é o Pix e qual é a melhor chave para cadastrar

Iniciado em novembro, o cadastro do Pix começou a ser adotado pelos principais bancos, tradicionais e digitais.

Ele foi anunciado pelo Banco Central como um novo sistema de pagamentos a ser oferecido pelas instituições financeiras de todo o país a partir de novembro.

Ele permite que usuários realizem transferências entre bancos diferentes e usuários de outra titularidade em dez segundos.

O Pix pode ser realizado em qualquer dia e horário, incluindo finais de semana. Esse é o grande diferencial da nova modalidade de pagamento, a rapidez para tornar as transferências mais rápidas e ágeis.

É possível, com o Pix, que todas as transações sejam realizadas a qualquer momento. Mas, quais são as chaves possíveis para serem cadastradas?

Os quatro tipos de chaves disponíveis são:

  • CPF ou CNPJ;
  • Número de celular (precisa ser brasileiro);
  • Endereço de e-mail;
  • Chave aleatória (sequência alfanumérica).

Mas, é importante frisar que não é possível registrar uma mesma chave em mais de uma conta. Além disso, independentemente da chave escolhida, o cliente ainda poderá vincular o QR Code à determinada chave para facilitar a transferência.

Para saber qual chave é mais vantajosa e conhecer cada uma, confira uma explicação que o FinanceOne preparou para você. E acompanhe os demais conteúdos para saber tudo sobre o pagamento via Pix aqui no nosso site.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tempo de leitura: 4 minutos
Mateus Carvalho
Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui