Mais
    InícioFGTSQuanto tempo posso sacar o FGTS depois da demissão? Confira!

    Quanto tempo posso sacar o FGTS depois da demissão? Confira!

    3.8
    (20)

    Muitos trabalhadores foram demitidos em função da crise causada pela pandemia da Covid-19. E quando a demissão ocorrer sem justa causa, você tem direito a sacar o FGTS disponível na sua conta da Caixa.

    Mas uma dúvida que sempre surge é “quanto tempo depois da demissão posso sacar o FGTS?” Isso porque é necessário que a empresa informe a Caixa Econômica sobre a demissão do trabalhador, o que pode acabar levando um pouco mais de tempo.

    Dessa forma, é preciso esperar um pouco para sacar o dinheiro disponível, diferentemente do que muitos pensam que pode retirar o valor assim que a demissão é assinada. Tudo é um processo, mas que não demora muito.

    A seguir, veja por quanto tempo você pode sacar o FGTS. Boa leitura!

    + 19 situações para o saque do FGTS em 2022

    Com quanto tempo de demissão posso sacar o FGTS?

    Seu contrato foi rescindido e está sem saber como e o que fazer para ter direito ao saque do FGTS? Calma, a primeira etapa é com o empregador, já que ele precisa informar a Caixa sobre a sua demissão, como foi citado acima. 

    O comunicado pode ser realizado pelo Conectividade Social. E é justamente neste momento que a empresa obtém a chave de identificação da conta do trabalhador, essa chave é utilizada para realizar o pagamento do benefício.

    Mas quando esse procedimento é realizado? Em grande parte das vezes costuma ser feito junto com a rescisão do contrato de trabalho. O prazo de todo o procedimento é de dez dias.

    Depois disso, você pode sacar o FGTS em até cinco dias úteis, mas não se esqueça de levar a documentação exigida pela instituição financeira para ter direito ao benefício.

    Uma informação importante é que o dinheiro fica disponível por somente 30 dias, de acordo com a Caixa. Caso você não realize o saque, precisa solicitar uma nova chave de identificação.

    + Pedi demissão: tenho direito de sacar o FGTS?
    + Saiba se demissão por WhatsApp é permitida

    Porém, existem alguns casos que a empresa não informa à Caixa sobre a demissão do funcionário e, consequentemente, acaba não fornecendo a chave. Se esse for o seu caso, você tem o prazo de cinco anos para acionar a justiça e requerer o direito do benefício.

    Quando é possível sacar o FGTS?

    Você sabe quando é possível realizar o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço? O benefício é pago ao trabalhador logo após a demissão. Dessa forma, é possível realizar o saque nos seguintes casos:

    cartão cidadão da Caixa com notas de dinheiro do FGTS
    Ao ser demitido, o trabalhador precisa esperar alguns dias para sacar o FGTS
    • Demissão sem justa causa;
    • Demissão por falência de empresa;
    • Demissão por culpa recíproca;
    • Demissão por culpa do empregador.

    Entretanto, estas não são as únicas formas de sacar o fundo. Isso mesmo, você ainda tem outras situações que podem lhe permitir o saque previsto em lei. 

    Entre os exemplos  estão: o saque aniversário e o saque emergencial.

    + Plano de saúde após demissão: saiba se é possível manter e conheça as regras

    Quem pode realizar o saque do FGTS?

    É importante destacar que nem todos os brasileiros podem realizar o saque do FGTS. Fique ligado abaixo para saber quem pode!

    • Trabalhadores de carteira assinada;
    • Trabalhadores rurais;
    • Trabalhadores intermitentes;
    • Empregados domésticos;
    • Temporários, que foram contratados por um determinado período;
    • Atletas profissionais;
    • Safreiros, que trabalham somente na época de colheita;
    • Trabalhadores avulsos, que são aqueles que prestam serviços para diversas empresas, mas são contratados pelo sindicato.

    Como consultar o FGTS pelo aplicativo? 

    Agora que você já sabe quem pode sacar o FGTS está na hora de descobrir como consultar o valor disponível na sua conta, certo? A primeira coisa que você precisa saber é que o aplicativo está disponível tanto para iOS quanto Android.

    Veja o passo a passo abaixo!

    1º passo: ao baixar o aplicativo, na primeira tela você deve clicar em “primeiro acesso”;

    2º passo: leia o contrato que aparecerá e clique em “aceitar’;

    3º passo: informe o número do seu NIS e aperte em “continuar”;

    4º passo: preencha o formulário com os dados solicitados e clique em “próximo”;5º passo: agora é só criar a sua senha e se cadastrar. Pronto, você já pode consultar o seu FGTS pelo aplicativo.

    Como sacar o FGTS?

    O processo para realizar o saque do FGTS é fácil e não apresenta muita burocracia. A Caixa, para facilitar, informa que o trabalhador deve ter em mãos os seguintes documentos: 

    • documento de identificação com foto; 
    • carteira de trabalho;
    • número de inscrição no PIS/PASEP;
    • documentos específicos conforme as situações específicas que mencionamos acima. 

    + Quem trabalha como jovem aprendiz tem direito ao FGTS?

    Vale pontuar ainda que o saque também pode ser realizado nas das seguintes formas:

    • Até R$1.500: o saque do FGTS pode ser feito no caixa eletrônico com o Cartão Cidadão, em lotéricas, lojas que sejam correspondentes bancários da Caixa.
    • Entre R$1.500 e R$3.000: você pode realizar o saque do FGTS nos caixas eletrônicos com o Cartão Cidadão, em lotéricas, lojas que sejam correspondentes bancários da Caixa.
    • A partir de R$3.000: os saques são realizados somente nos caixas dentro da instituição financeira.

    E em todas essas situações, você precisa estar com documento de identificação oficial com foto e o Cartão Cidadão com a senha.

    Este conteúdo te ajudou? Compartilhe com alguém que precisa saber dessas informações pois passou por uma situação de demissão recentemente.

    O que achou disso?

    Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 20

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    2 COMENTÁRIOS

    1. Grato pelas informações, pois ajuda muito pessoas com dúvidas iguais a mim. Já me sinto mais seguro nas decisões a serem tomadas. A cada artigo que leio minha mente se abre com bons esclarecimentos.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioFGTSQuanto tempo posso sacar o FGTS depois da demissão? Confira!

    Quanto tempo posso sacar o FGTS depois da demissão? Confira!

    3.8
    (20)

    Muitos trabalhadores foram demitidos em função da crise causada pela pandemia da Covid-19. E quando a demissão ocorrer sem justa causa, você tem direito a sacar o FGTS disponível na sua conta da Caixa.

    Mas uma dúvida que sempre surge é “quanto tempo depois da demissão posso sacar o FGTS?” Isso porque é necessário que a empresa informe a Caixa Econômica sobre a demissão do trabalhador, o que pode acabar levando um pouco mais de tempo.

    Dessa forma, é preciso esperar um pouco para sacar o dinheiro disponível, diferentemente do que muitos pensam que pode retirar o valor assim que a demissão é assinada. Tudo é um processo, mas que não demora muito.

    A seguir, veja por quanto tempo você pode sacar o FGTS. Boa leitura!

    + 19 situações para o saque do FGTS em 2022

    Com quanto tempo de demissão posso sacar o FGTS?

    Seu contrato foi rescindido e está sem saber como e o que fazer para ter direito ao saque do FGTS? Calma, a primeira etapa é com o empregador, já que ele precisa informar a Caixa sobre a sua demissão, como foi citado acima. 

    O comunicado pode ser realizado pelo Conectividade Social. E é justamente neste momento que a empresa obtém a chave de identificação da conta do trabalhador, essa chave é utilizada para realizar o pagamento do benefício.

    Mas quando esse procedimento é realizado? Em grande parte das vezes costuma ser feito junto com a rescisão do contrato de trabalho. O prazo de todo o procedimento é de dez dias.

    Depois disso, você pode sacar o FGTS em até cinco dias úteis, mas não se esqueça de levar a documentação exigida pela instituição financeira para ter direito ao benefício.

    Uma informação importante é que o dinheiro fica disponível por somente 30 dias, de acordo com a Caixa. Caso você não realize o saque, precisa solicitar uma nova chave de identificação.

    + Pedi demissão: tenho direito de sacar o FGTS?
    + Saiba se demissão por WhatsApp é permitida

    Porém, existem alguns casos que a empresa não informa à Caixa sobre a demissão do funcionário e, consequentemente, acaba não fornecendo a chave. Se esse for o seu caso, você tem o prazo de cinco anos para acionar a justiça e requerer o direito do benefício.

    Quando é possível sacar o FGTS?

    Você sabe quando é possível realizar o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço? O benefício é pago ao trabalhador logo após a demissão. Dessa forma, é possível realizar o saque nos seguintes casos:

    cartão cidadão da Caixa com notas de dinheiro do FGTS
    Ao ser demitido, o trabalhador precisa esperar alguns dias para sacar o FGTS
    • Demissão sem justa causa;
    • Demissão por falência de empresa;
    • Demissão por culpa recíproca;
    • Demissão por culpa do empregador.

    Entretanto, estas não são as únicas formas de sacar o fundo. Isso mesmo, você ainda tem outras situações que podem lhe permitir o saque previsto em lei. 

    Entre os exemplos  estão: o saque aniversário e o saque emergencial.

    + Plano de saúde após demissão: saiba se é possível manter e conheça as regras

    Quem pode realizar o saque do FGTS?

    É importante destacar que nem todos os brasileiros podem realizar o saque do FGTS. Fique ligado abaixo para saber quem pode!

    • Trabalhadores de carteira assinada;
    • Trabalhadores rurais;
    • Trabalhadores intermitentes;
    • Empregados domésticos;
    • Temporários, que foram contratados por um determinado período;
    • Atletas profissionais;
    • Safreiros, que trabalham somente na época de colheita;
    • Trabalhadores avulsos, que são aqueles que prestam serviços para diversas empresas, mas são contratados pelo sindicato.

    Como consultar o FGTS pelo aplicativo? 

    Agora que você já sabe quem pode sacar o FGTS está na hora de descobrir como consultar o valor disponível na sua conta, certo? A primeira coisa que você precisa saber é que o aplicativo está disponível tanto para iOS quanto Android.

    Veja o passo a passo abaixo!

    1º passo: ao baixar o aplicativo, na primeira tela você deve clicar em “primeiro acesso”;

    2º passo: leia o contrato que aparecerá e clique em “aceitar’;

    3º passo: informe o número do seu NIS e aperte em “continuar”;

    4º passo: preencha o formulário com os dados solicitados e clique em “próximo”;5º passo: agora é só criar a sua senha e se cadastrar. Pronto, você já pode consultar o seu FGTS pelo aplicativo.

    Como sacar o FGTS?

    O processo para realizar o saque do FGTS é fácil e não apresenta muita burocracia. A Caixa, para facilitar, informa que o trabalhador deve ter em mãos os seguintes documentos: 

    • documento de identificação com foto; 
    • carteira de trabalho;
    • número de inscrição no PIS/PASEP;
    • documentos específicos conforme as situações específicas que mencionamos acima. 

    + Quem trabalha como jovem aprendiz tem direito ao FGTS?

    Vale pontuar ainda que o saque também pode ser realizado nas das seguintes formas:

    • Até R$1.500: o saque do FGTS pode ser feito no caixa eletrônico com o Cartão Cidadão, em lotéricas, lojas que sejam correspondentes bancários da Caixa.
    • Entre R$1.500 e R$3.000: você pode realizar o saque do FGTS nos caixas eletrônicos com o Cartão Cidadão, em lotéricas, lojas que sejam correspondentes bancários da Caixa.
    • A partir de R$3.000: os saques são realizados somente nos caixas dentro da instituição financeira.

    E em todas essas situações, você precisa estar com documento de identificação oficial com foto e o Cartão Cidadão com a senha.

    Este conteúdo te ajudou? Compartilhe com alguém que precisa saber dessas informações pois passou por uma situação de demissão recentemente.

    O que achou disso?

    Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 20

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?