Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como resgatar uma aplicação no Tesouro Direto

Escrito por: Mateus Carvalho em 28 de maio de 2019

Muitas pessoas decidem investir no Tesouro Direto por ser uma alternativa para aqueles que não querem aplicar na poupança.

Porém, é comum surgir algumas dúvidas sobre esse tipo de investimento. Uma delas é: como resgatar uma aplicação no Tesouro Direto?

Outra pergunta dos investidores é se vale a pena ou não resgatar uma aplicação no Tesouro Direto antes do prazo.

Qual é o melhor momento para realizar esse resgate? Os questionamentos são inúmeros.

E para te ajudar, vamos tirar todas essas dúvidas.

resgatar-uma-aplicação-no-Tesouro-Direto
Entenda resgatar uma aplicação no Tesouro Direto

Para começar, o Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional voltado para pequenos investidores.

Isso porque existe a possibilidade de aplicar o dinheiro a partir de R$30 e para benefício do governo.

Aprenda a resgatar uma aplicação no Tesouro Direto

Você já sabe que ao investir em títulos públicos estará emprestando dinheiro ao governo, tornando-se assim um credor.

E por contar com uma liquidez diária, os títulos do Tesouro Direto podem ser resgatados a qualquer momento.

Sendo assim, mesmo que o investidor compre um título com vencimento em 2030, não é necessário aguardar todo esse tempo para resgatar o dinheiro corrigido com juros.

Porém, é importante que ao decidir resgatar uma aplicação no Tesouro Direto o investidor observe as condições de mercado para não perder dinheiro.

Vale lembrar que o governo recompra os papéis às quartas-feiras.

Quando você revende um título e os recursos são resgatados, ganha rentabilidade correspondente à data.

Essa dinâmica só é alterada quando as recompensas são realizadas nas quintas-feiras. E isso acontece nas semanas em que há reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central.

Lembre-se que a escolha do tipo de título também influencia no resultado da aplicação. O que pode acarretar o resgate mais ou menos vantajoso.

Passo a passo para resgatar uma aplicação no Tesouro Direto

Existem duas formas de resgatar uma aplicação no Tesouro Direto:

-> na data do vencimento;

-> de forma antecipada.

Para os investidores que irão resgatar a aplicação no Tesouro Direto, é necessário ficar atento ao prazo. Além de optar pela alternativa mais adequada para a sua carteira.

Um exemplo é usar o valor para comprar um imóvel.

Já para o resgate de forma antecipada, é preciso seguir alguns passos. Porém, ele também é simples de ser solicitado.

Passo a passo para resgatar a aplicação de forma antecipada

1º passo: entre na plataforma de investimentos;

2º passo: verifique quais títulos do Tesouro Direto estão sob sua custódia e os valores equivalentes;

3º passo: escolha a opção “resgate”;

4º passo: você terá a opção de resgatar o valor integral ou uma parte dele;

5º passo: nessa etapa será necessário inserir a sua assinatura eletrônica e clicar em “resgatar novamente”.

Com isso, no próximo dia útil, o valor estará na sua conta. Mas não se esqueça que o mercado dos títulos tem horários de negociação.

O resgate pode ser feito a partir das 18 horas até as 5 horas nos dias úteis. E em qualquer horário nos finais de semana.

Saiba se vale a pena resgatar uma aplicação no Tesouro Direto

Você deve estar se perguntando se realmente vale a pena resgatar uma aplicação no Tesouro Direto de forma antecipada.

Porém essa resposta depende do tipo de ativo que está na sua carteira e da data do vencimento.

Isso porque apesar de esse investimento ser uma renda fixa, ele tem perfis de riscos diferentes. Sendo assim, existem papéis mais estáveis e mais agressivos.

Um exemplo são os títulos com vencimentos longos, superiores a 20 anos, que são considerados mais dinâmicos.

Isso acontece porque você não tem como saber como estará a economia, a política e outros fatores que podem influenciar no resgate.

Eles podem oscilar de forma positiva ou negativa. Se você vender em uma oscilação negativa, terá prejuízo.

Mas se encerrar em uma posição de valorização, você obterá ganhos antes da data de vencimento.

Conclusão

Resgatar uma aplicação no Tesouro Direto é uma das partes fundamentais do processo de investimento. Já que é nessa parte que você tem o retorno do dinheiro investido.

Como você já sabe, o resgate pode ocorrer de duas formas: antecipado ou na data do vencimento.

E em apenas um dia útil o valor líquido estará disponível na conta do investidor. Tanto para o uso pessoal quanto para reinvestimento.

Lembre-se sempre que o mercado de títulos públicos é dinâmico. Sendo assim, os papéis são precificados diariamente.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe um comentário

Posts relacionados

ETF é um bom investimento para iniciantes?
Desenvolver a autoconfiança é fundamental para lidar com os altos e baixos dos investimentos
Como funciona o Consórcio Honda
Avaliar a liquidez do investimento é importante para saber o prazo que poderá resgatar os lucros
FGC