Mais
    InícioFGTSVeja como é possível sacar o FGTS mesmo trabalhando

    Veja como é possível sacar o FGTS mesmo trabalhando

    4
    (71)

    Uma dúvida comum que costuma surgir entre os trabalhadores é se eles podem sacar o FGTS mesmo trabalhando. E a resposta para essa dúvida é: sim, é possível, porque existem diversas situações em que os brasileiros podem retirar o dinheiro ainda que estejam empregados.

    Algumas dessas opções são até bem conhecidas pelos brasileiros. Como por exemplo, para pagar a casa própria ou caso a pessoa tenha alguma doença grave, como um câncer. Porém, recentemente, foram acrescentadas mais opções.

    A possibilidade mais recente que o governo federal liberou é por meio do saque-aniversário.

    Nessa modalidade, é possível que o trabalhador saque uma parte do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço todo ano, de acordo com quanto tenha disponível na conta. Contudo, caso ocorra uma demissão sem justa causa, não poderá sacar o saldo total da conta.

    Veja as possibilidades para sacar o FGTS mesmo trabalhando

    Alternativas para tirar o FGTS mesmo trabalhando não faltam e o governo acrescentou mais opções. Confira abaixo todas elas!

    1. Saque-aniversário

    O saque-aniversário é uma possibilidade de sacar apenas uma parte do FGTS apenas uma vez por ano. Quem optar poderá retirar uma parcela de 5% a 50% do valor total que tem na conta, além de um valor fixo todo ano, a depender do saldo.

    Vale destacar que o saque-aniversário não permite retirar o valor todo que tem em conta caso seja demitido por justa causa, recebendo apenas a multa. E a sua adesão é opcional, não obrigatória como muitos relatam.

    Quando adere ao saque-aniversário do FGTS, é possível tirar um percentual do dinheiro existente na conta. Quanto maior o valor, menor será essa porcentagem, como:

    • Até R$500: 50% do valor e sem parcela adicional;
    • R$500,01 a R$1.000: 40% do valor, com parcela adicional de R$50;
    • R$1.000,01 a R$5.000: 30% do valor, com parcela adicional de R$150; 
    • R$5.000,01 a R$10.000: 20% do valor, com parcela adicional de R$650;
    • R$10.000,01 a R$15.000: 15% do valor, com parcela adicional de R$1.150;
    • R$15.000,01 a R$20.000: 10% do valor, com parcela adicional de R$1.900;
    • Acima de R$20.000: 5% do valor, com parcela adicional de R$2.900.

    A Caixa Econômica Federal modificou as regras de antecipação do saque-aniversário. A partir de fevereiro de 2022, surge a possibilidade de antecipar até cinco saques-aniversário.

    Atualmente, só é possível antecipar até três saques-aniversário, sob uma taxa de juros de 1,49% ao mês. Ademais, os clientes com conta no Caixa Tem podem solicitar o saldo no aplicativo.

    Vale a pena lembrar que em caso de desistência, o retorno para a modalidade de saque-rescisão só acontece após dois anos após a data de adesão.

    2. Compra da casa própria

    Para quem quer financiar um imóvel, o dinheiro pode ser utilizado na entrada da casa, para reduzir o saldo devedor e até mesmo quitar o financiamento. Com o dinheiro do FGTS também é possível pagar as parcelas em atraso.

    Mas para isso é preciso atender a alguns requisitos. Como por exemplo, ter no mínimo três anos de trabalho com carteira assinada e não ser dono de outro imóvel no mesmo município.

    Além disso, não pode ter um imóvel onde exerce o trabalho principal e nem financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação.

    Vale ressaltar que só é possível utilizar o fundo se o imóvel custar, no máximo, R$1,5 milhão.

    + O que precisa para sacar o FGTS? Confira a lista de documentos

    3. Aposentadoria

    Ao se aposentar, o trabalhador pode retirar todo o FGTS que tem em todas as contas. Caso continue trabalhando na mesma empresa que se aposentou, você poderá sacar todos os meses as novas parcelas do fundo que serão depositadas pela empresa.

    Agora, caso mude de empresa, só será possível utilizar o FGTS nas mesmas condições de um trabalhador comum.

    saque do fgts
    Em alguns casos é possível sacar o FGTS mesmo trabalhando

    4. Saque emergencial

    Outra forma de sacar o FGTS mesmo trabalhando é com o saque emergencial, que foi autorizado pelo governo como medida para combate à pandemia do novo coronavírus. 

    Com ele, é possível realizar o saque no valor de até R$1.045 de contas ativas e inativas.

    Por isso, trabalhadores em atividade podem sacar o valor, de acordo com o cronograma divulgado e que já está em vigor desde junho.

    5. Doenças graves

    Outra opção é se o trabalhador ou um de seus dependentes estiver com doenças consideradas como graves, por exemplo, câncer e Aids. Situações em que o paciente está em estágio terminal de qualquer doença também podem ser passíveis de saque.

    6. Desastres naturais

    Também é possível sacar o FGTS em caso de alguma necessidade pessoal urgente ou grave que possa ter sido ocasionada por chuvas e/ou inundações. Se a sua casa passar por esse tipo de situação, é possível solicitar.

    É importante estar atento, sobretudo, se essa situação foi algum caso de calamidade pública reconhecida através de portaria do Governo Federal. Certamente será possível sacar o benefício do FGTS.

    7. Trabalhador com 70 anos ou mais;

    Se você é trabalhador e já tem 70 anos ou mais, pode dar a entrada e solicitar o saque do FGTS.

    8. Saque do FGTS para próteses e órteses

    Você sabia que desde 2018 tem sido possível sacar o FGTS para a compra de próteses e órteses? Isso mesmo. Mas, isso ocorre mediante prescrição médica, desde que a devida deficiência física ou sensorial tenha, ao menos, dois anos.

    As categorias de deficiências que entram na lista de permissão para saque do FGTS constam no site da Caixa. Por exemplo, podem ser opções:

    • andadores,
    • muletas; e
    • aparelhos auditivos.

    Este conteúdo te ajudou? Compartilhe com outras pessoas para que elas também saibam como sacar o FGTS mesmo trabalhando.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 71

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    3 COMENTÁRIOS

      • Olá, Carlos! Tudo bem?
        O Fundo de Garantia é criado pelo governo federal para formar uma reserva de dinheiro para o trabalhador. Ele é pago em caso de: demissão sem justa causa e ao trabalhador que tenha completado três anos sem trabalhar de carteira assinada.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioFGTSVeja como é possível sacar o FGTS mesmo trabalhando

    Veja como é possível sacar o FGTS mesmo trabalhando

    4
    (71)

    Uma dúvida comum que costuma surgir entre os trabalhadores é se eles podem sacar o FGTS mesmo trabalhando. E a resposta para essa dúvida é: sim, é possível, porque existem diversas situações em que os brasileiros podem retirar o dinheiro ainda que estejam empregados.

    Algumas dessas opções são até bem conhecidas pelos brasileiros. Como por exemplo, para pagar a casa própria ou caso a pessoa tenha alguma doença grave, como um câncer. Porém, recentemente, foram acrescentadas mais opções.

    A possibilidade mais recente que o governo federal liberou é por meio do saque-aniversário.

    Nessa modalidade, é possível que o trabalhador saque uma parte do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço todo ano, de acordo com quanto tenha disponível na conta. Contudo, caso ocorra uma demissão sem justa causa, não poderá sacar o saldo total da conta.

    Veja as possibilidades para sacar o FGTS mesmo trabalhando

    Alternativas para tirar o FGTS mesmo trabalhando não faltam e o governo acrescentou mais opções. Confira abaixo todas elas!

    1. Saque-aniversário

    O saque-aniversário é uma possibilidade de sacar apenas uma parte do FGTS apenas uma vez por ano. Quem optar poderá retirar uma parcela de 5% a 50% do valor total que tem na conta, além de um valor fixo todo ano, a depender do saldo.

    Vale destacar que o saque-aniversário não permite retirar o valor todo que tem em conta caso seja demitido por justa causa, recebendo apenas a multa. E a sua adesão é opcional, não obrigatória como muitos relatam.

    Quando adere ao saque-aniversário do FGTS, é possível tirar um percentual do dinheiro existente na conta. Quanto maior o valor, menor será essa porcentagem, como:

    • Até R$500: 50% do valor e sem parcela adicional;
    • R$500,01 a R$1.000: 40% do valor, com parcela adicional de R$50;
    • R$1.000,01 a R$5.000: 30% do valor, com parcela adicional de R$150; 
    • R$5.000,01 a R$10.000: 20% do valor, com parcela adicional de R$650;
    • R$10.000,01 a R$15.000: 15% do valor, com parcela adicional de R$1.150;
    • R$15.000,01 a R$20.000: 10% do valor, com parcela adicional de R$1.900;
    • Acima de R$20.000: 5% do valor, com parcela adicional de R$2.900.

    A Caixa Econômica Federal modificou as regras de antecipação do saque-aniversário. A partir de fevereiro de 2022, surge a possibilidade de antecipar até cinco saques-aniversário.

    Atualmente, só é possível antecipar até três saques-aniversário, sob uma taxa de juros de 1,49% ao mês. Ademais, os clientes com conta no Caixa Tem podem solicitar o saldo no aplicativo.

    Vale a pena lembrar que em caso de desistência, o retorno para a modalidade de saque-rescisão só acontece após dois anos após a data de adesão.

    2. Compra da casa própria

    Para quem quer financiar um imóvel, o dinheiro pode ser utilizado na entrada da casa, para reduzir o saldo devedor e até mesmo quitar o financiamento. Com o dinheiro do FGTS também é possível pagar as parcelas em atraso.

    Mas para isso é preciso atender a alguns requisitos. Como por exemplo, ter no mínimo três anos de trabalho com carteira assinada e não ser dono de outro imóvel no mesmo município.

    Além disso, não pode ter um imóvel onde exerce o trabalho principal e nem financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação.

    Vale ressaltar que só é possível utilizar o fundo se o imóvel custar, no máximo, R$1,5 milhão.

    + O que precisa para sacar o FGTS? Confira a lista de documentos

    3. Aposentadoria

    Ao se aposentar, o trabalhador pode retirar todo o FGTS que tem em todas as contas. Caso continue trabalhando na mesma empresa que se aposentou, você poderá sacar todos os meses as novas parcelas do fundo que serão depositadas pela empresa.

    Agora, caso mude de empresa, só será possível utilizar o FGTS nas mesmas condições de um trabalhador comum.

    saque do fgts
    Em alguns casos é possível sacar o FGTS mesmo trabalhando

    4. Saque emergencial

    Outra forma de sacar o FGTS mesmo trabalhando é com o saque emergencial, que foi autorizado pelo governo como medida para combate à pandemia do novo coronavírus. 

    Com ele, é possível realizar o saque no valor de até R$1.045 de contas ativas e inativas.

    Por isso, trabalhadores em atividade podem sacar o valor, de acordo com o cronograma divulgado e que já está em vigor desde junho.

    5. Doenças graves

    Outra opção é se o trabalhador ou um de seus dependentes estiver com doenças consideradas como graves, por exemplo, câncer e Aids. Situações em que o paciente está em estágio terminal de qualquer doença também podem ser passíveis de saque.

    6. Desastres naturais

    Também é possível sacar o FGTS em caso de alguma necessidade pessoal urgente ou grave que possa ter sido ocasionada por chuvas e/ou inundações. Se a sua casa passar por esse tipo de situação, é possível solicitar.

    É importante estar atento, sobretudo, se essa situação foi algum caso de calamidade pública reconhecida através de portaria do Governo Federal. Certamente será possível sacar o benefício do FGTS.

    7. Trabalhador com 70 anos ou mais;

    Se você é trabalhador e já tem 70 anos ou mais, pode dar a entrada e solicitar o saque do FGTS.

    8. Saque do FGTS para próteses e órteses

    Você sabia que desde 2018 tem sido possível sacar o FGTS para a compra de próteses e órteses? Isso mesmo. Mas, isso ocorre mediante prescrição médica, desde que a devida deficiência física ou sensorial tenha, ao menos, dois anos.

    As categorias de deficiências que entram na lista de permissão para saque do FGTS constam no site da Caixa. Por exemplo, podem ser opções:

    • andadores,
    • muletas; e
    • aparelhos auditivos.

    Este conteúdo te ajudou? Compartilhe com outras pessoas para que elas também saibam como sacar o FGTS mesmo trabalhando.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 71

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?