InícioNotíciasInvestimentosTécnica do Scalping: o que é e como funciona

Técnica do Scalping: o que é e como funciona

Tempo de leitura: 4 minutos
()

Começar a investir na bolsa de valores não é para qualquer um. Isso porque as ações são partes de uma empresa. Ou seja, as cotas passam a ser um investidor da empresa. Mas você já ouviu falar na técnica do scalpin?

Essa técnica é conhecida no mercado como operações de curto prazo, ou curtíssimo prazo. Mas antes de entrarmos em detalhes técnicos, vamos entender como funciona o mercado acionário.

Investir em ações significa que você se torna um dono também da empresa. Claro, nas proporções das cotas que você adquiriu. Portanto, quanto mais ações, maior sua parcela da empresa investida.

Segundo a BM&FBovespa, entre as vantagens de se investir em ações, estão:

  • Não precisar de muito dinheiro para começar;
  • Recebimento de dividendos periodicamente;
  • Potencial para ter uma boa rentabilidade no longo prazo;
  • Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos é cobrado na saída do investimento, apenas se o resgate for maior do que R$20.000,00;
  • É possível comprar e vender ações a qualquer momento.

As formas de investir em ações incluem a compra direta, que é quando você escolhe aquelas que deseja comprar e transmite a ordem para a corretora por telefone ou internet.

Outras maneiras de investir nesse mercado é através dos Fundos de Índices – ETFs, clubes de investimento e também pelos fundos de investimento em ações.

A técnica de scalping é basicamente uma operação de day trading. Esse tipo de operação significa a compra e venda de ações de um mesmo ativo, no mesmo dia.

Com isso, o day trades compra por um preço mais baixo e vende no mesmo dia por um valor mais alto, ganhando com essa diferença de valor.

Técnica do scalping é uma operação de curto prazo
Técnica do scalping é uma operação de curto prazo na bolsa de valores, que acontece várias vezes ao dia

Qual a diferença entre o scalper e o day trader?

As duas operações envolvem agir em um curto prazo para receber dividendos, ao contrário do que é comum na renda variável, quando a recomendação é que a aplicação seja por um longo prazo.

A técnica do scalping significa comprar no menor preço que um comprador está disposto a receber e vender no preço máximo que um comprador está disposto a pagar por segurança. É uma estratégia para ter lucros com as pequenas variações de preço das operações ao longo do dia.

A diferença entre a operação de scalping e day trading é o tempo em que os operadores “seguram” o papel. Os scalpers mantém os papéis por um curtíssimo tempo, que vai de segundos a uma hora. Com isso, os scalpers podem realizar até cerca de cem operações por dia!

Já nas operações de day trading, o trader segura os papéis por mais tempo. As operações acontecem em minutos ou horas. A semelhança entre as duas técnicas é que nenhuma das duas dura mais do que um dia. Nenhuma “vira a noite” para continuar a ser negociada no dia seguinte, por exemplo.

Quais as características da técnica do scalping?

O scalping é um exemplo de investimento de curto prazo dentro da categoria de renda variável. Essa técnica é para quem está disposto a juntar vários pequenos lucros, que somados proporcionarão um rendimento maior. Porém, apenas especialistas poderão realizar este tipo de operações para evitar grandes perdas.

É preciso saber operar e parar nos momentos certos, pois assim as operações não trazem prejuízo. Ou para que as perdas sejam minimizadas, já que você pode não conseguir vender as ações por um preço maior do que o preço pago.

Portanto, as operações de scalping devem ser precisas e bem executadas.

Uma das características que os scalpers precisam ter é bastante atenção. Isso porque é necessário acompanhar os gráficos com intervalo de tempo menor. Essa é uma operação com alto risco para o investidor.

Ela também é puramente baseada em análise técnica que considera as flutuações de preço mais curtas.

Os scalpers precisam saber agir rápido. A disciplina é necessária, e muita atenção, para tomar um decisão com certeza. Se errar, precisa ter agilidade para corrigir e compensar a perda. Claro que é um trabalho para quem acompanha o mercado e consegue lidar com o alto estresse que a posição traz.

Técnica do scalping: flutuações são bem mais rápidas

Diante desses dados de como funciona a técnica do scalping, só corroboramos o fato de que é preciso definir seu perfil de investidor antes de você tomar uma decisão que envolva seu dinheiro. Para isso, é preciso conhecer também quais são os tipos de investimento disponíveis no mercado.

Investir na bolsa pode ser um ótimo negócio para quem pode investir por mais tempo e busca uma rentabilidade mais alta. Mas, é preciso estar preparado para perder também. Afinal, quanto maior o potencial de rentabilidade, maior o risco do investimento. No scalping então, como são flutuações muito rápidas, é muito mais difícil precisar os ganhos ou perdas.

O que achou do nosso texto sobre scalping? Bom? Então continue navegando em nosso site e leia agora mesmo: aplicativos para investidores: confira as 14 melhores dicas. Assim, você fica ainda mais por dentro sobre o mercado de investimentos!

O que achou disso?

Média da classificação / 5. Número de votos:

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Tempo de leitura: 4 minutos
Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui