Início Notícias Como abrir uma conta bancária no exterior?

Como abrir uma conta bancária no exterior?

3
(1)

Você sabe como abrir uma conta bancária no exterior? Ao contrário do que muitos pensam, o processo é fácil e pode ser realizado totalmente online.

A abertura da conta pode ajudar quem mora fora ou vai ficar um período longo no exterior. Para essas pessoas, não será necessário realizar compras altas de moeda em espécie.

Ou seja, facilita no quesito segurança, como pela facilidade de fazer uma remessa para o exterior ao invés de levar todo o dinheiro.

A conta também é necessária para quem deseja ter uma carteira de investimentos internacionais. Principalmente para aqueles que vão investir em bolsas internacionais, criptomoedas e até em ações de empresas americanas.

Como abrir conta em banco nos EUA?

Boa parte dos brasileiros que deseja abrir uma conta bancária no exterior faz isso nos Estados Unidos.

Caso você seja essa uma dessas pessoas, antes de correr para a primeira agência que você ver, também é interessante conhecer os bancos digitais que existem nos EUA.

Grande parte desses não conta com taxas de manutenção e pode até ter um cartão de crédito e débito vinculado aos mesmos.

Se você conhece ou tem o Nubank do Brasil sabe bem do que estamos falando. Alguns deles são:

1 – Ally

É um dos principais bancos online dos EUA. Nele você resolve tudo sem precisar ir até uma agência e sem taxas escondidas ou anuidades.

Contudo, só tem um problema. Para quem ainda não está em solo americano, esta não é uma opção.

2 – Simple

Para quem está em dúvida de como abrir conta nos EUA, o Simple é ideal para um uso mais corriqueiro do dinheiro que está na conta corrente.

O banco não tem taxa de manutenção, exigência de saldo mínimo e nem mesmo de reposição do cartão no caso de perdas. Tudo isso é feito através do aplicativo de celular e você pode sacar em caixas eletrônicos sem taxas.

3 – Transferwise

Sim, o Transferwise que os viajantes contam para enviar dinheiro para outros países também tem uma opção de conta multimoedas sem taxa alguma.

O melhor é que ela pode ser usada em diversos países do mundo, incluindo os Estados Unidos.

Como os exemplos acima, essa conta também é controlada através de aplicativo e tem até uma versão para quem a utilizará para fazer negócios.

Bancos tradicionais nos EUA

Para quem prefere recorrer a instituições com base sólida que ofereçam mais serviços e com agências físicas para abrir conta nos Estados Unidos, opções também não faltam.

conta bancária no exterior
É possível abrir conta bancária no exterior com baixas taxas de manutenção

A maior parte dos bancos funciona da mesma forma: não é preciso pagar taxa de manutenção de conta desde que se tenha sempre saldo em uma quantia determinada pela instituição.

Os estudantes estão sempre isentos dessa tarifa. Veja a seguir mais três opções para abrir conta bancária no exterior:

Chase

O Chase é um dos bancos mais lembrados quando o assunto é abrir conta nos Estados Unidos. Isso porque o processo geralmente é descomplicado e a instituição já está acostumada a receber clientes brasileiros.

O depósito inicial é de US$ 25 e a comissão de conta é de US$ 12. No entanto, é possível conseguir isenção desse valor se for feito um depósito direto de US$ 500 ou mais ou se o saldo da conta nunca ficar abaixo de US$ 1.500.

Wells Fargo

Em praticamente cada “esquina” do país é possível encontrar uma agência do Wells Fargo, uma excelente notícia para quem gosta de ter o banco por perto.

Vale ressaltar que, nos Estados Unidos, qualquer questão sobre a conta pode ser resolvida em qualquer sucursal da instituição e não apenas naquela em que foi aberta.

Bastante conhecido nos país, o banco pede um depósito inicial de US$ 25 e possui uma comissão de manutenção de conta de US$ 10. Tal como acontece no Chase, a mesma pode ser dispensada sob as mesmas condições e ainda se o titular da conta tiver entre 17 e 24 anos.

BB&T

Uma taxa de manutenção de conta ainda mais baixa é possível? Sim. No BB&T, a comissão é de apenas US$ 5. Nesse mesmo caso, também não é preciso preocupar-se com o saldo mínimo da conta para evitar mais taxas. O depósito inicial é de US$ 50.

A instituição é bastante sólida no mercado americano e oferece muitos outros serviços de acordo com a necessidade e o perfil do cliente. O processo de abertura de conta pode ser feito online, presencialmente ou por telefone.

Banco Digital N26: opção para abrir uma conta na Europa

O Banco N26 funciona como um banco normal como qualquer outro. No entanto, por não ter agências físicas e consequentemente menos custos, consegue cobrar valores muito melhores nas transações, evitando as taxas dos bancos tradicionais.

Aliado a isso, praticamente todas as suas operações são feitas no seu Online Banking, acessado pelo computador ou no aplicativo de celular.

Você pode enviar e receber pagamentos, consultar o seu saldo, bloquear o cartão, gerenciar investimentos e fazer pagamentos online.

Para o suporte ao cliente, a instituição disponibiliza um atendimento humano todos os dias da semana,

Quais documentos necessários para abrir uma conta no exterior?

A exigência de documentos para abertura de conta no exterior varia de acordo com o país e o banco. Entretanto, vale a pena saber os documentos que sempre são exigidos nesse tipo de operação:

  • Cópia autenticada do passaporte;
  • Comprovante de endereço no país destino – no caso de contas residentes. Para contas não residentes serão solicitados documentos do país de origem;
  • Cópia de comprovante de renda ou de faturamento;
  • No caso de pessoa jurídica, documentos de formação da empresa, como CNPJ, Estatuto de Sociedade e outros – de acordo com regras do país destino;
  • Referência de um banco no país de origem, de quem a empresa ou pessoa seja cliente;
  • Plano de negócio formalizado da empresa.

Em muitos casos, os documentos podem ser digitalizados e enviados eletronicamente, mas existem bancos que pedem uma cópia física.

Já pensou também em investir no exterior? O FinanceOne preparou um passo a passo sobre aplicações em outros países. Confira!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui