Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisAvalie se carro por assinatura vale a pena; confira os prós e...

    Avalie se carro por assinatura vale a pena; confira os prós e contras

    5
    (2)

    Já ouviu falar em carro por assinatura? Pois é! Assim como existem os serviços de streaming para assistir a filmes e séries pagando mensalidades, também é possível assinar um veículo.

    Esse não é um tipo de serviço novo no mercado, mas com as dificuldades para comprar um carro cada vez maiores, a modalidade de locação tem crescido bastante.

    De acordo com um levantamento da Similarweb, plataforma de inteligência de mercado, a busca por carros de assinatura cresceu 500% entre os meses de maio e junho de 2021.

    Mas será que esse serviço vale a pena? Será que é indicado para todos os perfis? Financeiramente falando, compensa? Confira as respostas para essas e outras perguntas a seguir!

    Carro por assinatura: como funciona?

    Assim como outros tipos de locação, o serviço de carro por assinatura funciona com o pagamento de uma mensalidade durante o período de uso do veículo.

    Na prática, é como um aluguel de longo prazo, já que os contratos costumam ir de um a quatro anos.

    Mas os preços das parcelas mensais são fixos e preestabelecidos, no momento da contratação.

    Ao final do contrato, o cliente pode:

    • devolver o automóvel
    • renovar a assinatura
    • ou comprar o veículo

    Essa última opção está disponível em alguns casos, que é quando se faz o que se chama de arrendamento ou leasing de carro. O contrato pode ser fechado com pessoa física ou jurídica.

    Mas diferentemente da locação tradicional, a assinatura pode ter alguns termos próprios. Por exemplo: geralmente as locadoras estipulam uma quilometragem máxima para rodar por mês.

    Qualquer pessoa pode assinar?

    Para assinar um carro é preciso ter 18 anos e ser habilitado, lógico. A pessoa que contrata o serviço deve estar com a carteira de motorista (CNH) correspondente ao tipo de veículo e em dia.

    Além disso, algumas empresas podem exigir que o valor da mensalidade não comprometa mais do que 30% da renda do contratante.

    Ou seja, nesses casos é necessário apresentar um comprovante.

    Duas pessoas dão as mãos e um contrato de carro por assinatura está sobre uma mesa
    Serviços de carro por assinatura tiveram maior procura em 2021 por causa do aumento dos preços de veículos

    Quanto custa a assinatura de um veículo?

    Os valores de um carro por assinatura podem variar bastante. Existem algumas empresas no mercado e vários fatores contribuem para a precificação, como:

    • modelo
    • ano do veículo
    • franquia de quilômetros mensal (limite de rodagem por mês)

    De modo geral, avaliando os anúncios disponíveis na data de publicação deste artigo, os preços vão de R$1.500 a R$4 mil por mês.

    Os mais baratos são os planos de carros de modelos mais populares e com limite de quilometragem por mês mais baixo. E os mais caros são aqueles com carros mais luxuosos, automáticos e elétricos.

    Vale a pena realizar uma boa pesquisa nos serviços oferecidos na hora de contratar, para ter certeza de que está fazendo um bom negócio.

    Mas informe-se sobre o que os valores cobrados incluem.

    Na maior parte dos casos, a mensalidade já vai incluir taxas de emplacamento, IPVA, licenciamento. Algumas incluem até seguros, mas outras podem deixar a franquia em caso de acidente de fora.

    Carros por assinatura valem a pena?

    Agora que você sabe como funciona um serviço de carro por assinatura, a pergunta é: será que vale a pena?

    Para te ajudar a chegar a uma resposta, separamos alguns prós e contras!

    Vantagens

    • Possibilidade de comprar o carro no final da assinatura (em alguns casos)
    • Você não arca com a desvalorização do valor do carro ao longo dos anos (não é como comprar um veículo hoje e ter de vencê-lo por um preço bem menor em alguns anos)
    • Taxas de emplacamento, IPVA, licenciamento, seguro e revisões já inclusos na mensalidade
    • Maior facilidade para utilizar carros de categorias superiores, que talvez você não fosse conseguir comprar
    • Possibilidade de trocar de modelo com mais frequência, sem precisar vender um veículo (desvalorizado) para comprar outro (muito mais caro)

    Desvantagens

    • No carro por assinatura, você paga pelo uso e não pela posse. Portanto, o veículo não é seu e você não pode vendê-lo, nem alterá-lo etc
    • Os contratos estabelecem limites de quilometragem por mês. Se você ultrapassar, precisa pagar uma multa
    • No médio e longo prazo, esse serviço pode sair mais caro que comprar um carro
    • Geralmente, em caso de acidentes, o assinante deve arcar com o prejuízo

    + Carro próprio ou alugado: qual o melhor para motoristas de aplicativo?

    Quando vale a pena ter carro por assinatura?

    Esta é uma decisão que precisa ser bem pensada. De acordo com o seu estilo de vida e sua situação financeira, pode ser mais vantajoso:

    • fazer uma assinatura de carro
    • comprar um veículo
    • ou mesmo optar pelos transportes públicos e aplicativos.

    No caso do serviço de assinatura, considerando todas as características dos contratos e as vantagens e desvantagens listadas acima, o ponto principal a se avaliar é: como você utiliza automóveis e com que frequência troca?

    Se você é o tipo de pessoa que está sempre trocando de modelos, gosta de estar com o carro do ano e testar novos veículos, a assinatura pode valer muito a pena.

    Afinal, não pagará o preço cheio da compra e ainda terá mais facilidade para trocar depois de alguns anos.

    Fora que não precisará arcar com a desvalorização do veículo, como já mencionado.

    Agora, se você é o perfil de consumidor que não troca de carro com frequência, passa bastante tempo com o mesmo modelo, talvez não seja uma boa escolha assinar.

    Neste caso, comprar o carro poderá ser financeiramente mais vantajoso no longo prazo, dependendo do tipo de compra. Coloque os gastos na ponta do lápis e faça uma escolha consciente e planejada!

    O conteúdo foi útil? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisAvalie se carro por assinatura vale a pena; confira os prós e...

    Avalie se carro por assinatura vale a pena; confira os prós e contras

    5
    (2)

    Já ouviu falar em carro por assinatura? Pois é! Assim como existem os serviços de streaming para assistir a filmes e séries pagando mensalidades, também é possível assinar um veículo.

    Esse não é um tipo de serviço novo no mercado, mas com as dificuldades para comprar um carro cada vez maiores, a modalidade de locação tem crescido bastante.

    De acordo com um levantamento da Similarweb, plataforma de inteligência de mercado, a busca por carros de assinatura cresceu 500% entre os meses de maio e junho de 2021.

    Mas será que esse serviço vale a pena? Será que é indicado para todos os perfis? Financeiramente falando, compensa? Confira as respostas para essas e outras perguntas a seguir!

    Carro por assinatura: como funciona?

    Assim como outros tipos de locação, o serviço de carro por assinatura funciona com o pagamento de uma mensalidade durante o período de uso do veículo.

    Na prática, é como um aluguel de longo prazo, já que os contratos costumam ir de um a quatro anos.

    Mas os preços das parcelas mensais são fixos e preestabelecidos, no momento da contratação.

    Ao final do contrato, o cliente pode:

    • devolver o automóvel
    • renovar a assinatura
    • ou comprar o veículo

    Essa última opção está disponível em alguns casos, que é quando se faz o que se chama de arrendamento ou leasing de carro. O contrato pode ser fechado com pessoa física ou jurídica.

    Mas diferentemente da locação tradicional, a assinatura pode ter alguns termos próprios. Por exemplo: geralmente as locadoras estipulam uma quilometragem máxima para rodar por mês.

    Qualquer pessoa pode assinar?

    Para assinar um carro é preciso ter 18 anos e ser habilitado, lógico. A pessoa que contrata o serviço deve estar com a carteira de motorista (CNH) correspondente ao tipo de veículo e em dia.

    Além disso, algumas empresas podem exigir que o valor da mensalidade não comprometa mais do que 30% da renda do contratante.

    Ou seja, nesses casos é necessário apresentar um comprovante.

    Duas pessoas dão as mãos e um contrato de carro por assinatura está sobre uma mesa
    Serviços de carro por assinatura tiveram maior procura em 2021 por causa do aumento dos preços de veículos

    Quanto custa a assinatura de um veículo?

    Os valores de um carro por assinatura podem variar bastante. Existem algumas empresas no mercado e vários fatores contribuem para a precificação, como:

    • modelo
    • ano do veículo
    • franquia de quilômetros mensal (limite de rodagem por mês)

    De modo geral, avaliando os anúncios disponíveis na data de publicação deste artigo, os preços vão de R$1.500 a R$4 mil por mês.

    Os mais baratos são os planos de carros de modelos mais populares e com limite de quilometragem por mês mais baixo. E os mais caros são aqueles com carros mais luxuosos, automáticos e elétricos.

    Vale a pena realizar uma boa pesquisa nos serviços oferecidos na hora de contratar, para ter certeza de que está fazendo um bom negócio.

    Mas informe-se sobre o que os valores cobrados incluem.

    Na maior parte dos casos, a mensalidade já vai incluir taxas de emplacamento, IPVA, licenciamento. Algumas incluem até seguros, mas outras podem deixar a franquia em caso de acidente de fora.

    Carros por assinatura valem a pena?

    Agora que você sabe como funciona um serviço de carro por assinatura, a pergunta é: será que vale a pena?

    Para te ajudar a chegar a uma resposta, separamos alguns prós e contras!

    Vantagens

    • Possibilidade de comprar o carro no final da assinatura (em alguns casos)
    • Você não arca com a desvalorização do valor do carro ao longo dos anos (não é como comprar um veículo hoje e ter de vencê-lo por um preço bem menor em alguns anos)
    • Taxas de emplacamento, IPVA, licenciamento, seguro e revisões já inclusos na mensalidade
    • Maior facilidade para utilizar carros de categorias superiores, que talvez você não fosse conseguir comprar
    • Possibilidade de trocar de modelo com mais frequência, sem precisar vender um veículo (desvalorizado) para comprar outro (muito mais caro)

    Desvantagens

    • No carro por assinatura, você paga pelo uso e não pela posse. Portanto, o veículo não é seu e você não pode vendê-lo, nem alterá-lo etc
    • Os contratos estabelecem limites de quilometragem por mês. Se você ultrapassar, precisa pagar uma multa
    • No médio e longo prazo, esse serviço pode sair mais caro que comprar um carro
    • Geralmente, em caso de acidentes, o assinante deve arcar com o prejuízo

    + Carro próprio ou alugado: qual o melhor para motoristas de aplicativo?

    Quando vale a pena ter carro por assinatura?

    Esta é uma decisão que precisa ser bem pensada. De acordo com o seu estilo de vida e sua situação financeira, pode ser mais vantajoso:

    • fazer uma assinatura de carro
    • comprar um veículo
    • ou mesmo optar pelos transportes públicos e aplicativos.

    No caso do serviço de assinatura, considerando todas as características dos contratos e as vantagens e desvantagens listadas acima, o ponto principal a se avaliar é: como você utiliza automóveis e com que frequência troca?

    Se você é o tipo de pessoa que está sempre trocando de modelos, gosta de estar com o carro do ano e testar novos veículos, a assinatura pode valer muito a pena.

    Afinal, não pagará o preço cheio da compra e ainda terá mais facilidade para trocar depois de alguns anos.

    Fora que não precisará arcar com a desvalorização do veículo, como já mencionado.

    Agora, se você é o perfil de consumidor que não troca de carro com frequência, passa bastante tempo com o mesmo modelo, talvez não seja uma boa escolha assinar.

    Neste caso, comprar o carro poderá ser financeiramente mais vantajoso no longo prazo, dependendo do tipo de compra. Coloque os gastos na ponta do lápis e faça uma escolha consciente e planejada!

    O conteúdo foi útil? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?