Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisConfira aqui quais são as coberturas do seguro residencial e como funcionam

    Confira aqui quais são as coberturas do seguro residencial e como funcionam

    0
    (0)

    Você deseja ter um seguro residencial mas tem dúvidas sobre o assunto? Isso é comum, porque são diversos fatores que você precisa analisar e saber antes de contratar esse tipo de garantia.

    Publicidade

    O seguro residencial é uma forma de você proteger a si mesmo, a sua família e a sua casa. Isso porque imprevistos podem acontecer a qualquer momento e ter um suporte nesses momentos é essencial.

    Vale ressaltar que cada empresa de seguro residencial oferece um tipo de cobertura para que você possa escolher. Além disso, é preciso que você saiba quais são as suas necessidades em relação a esse seguro para que a opção escolhida seja a correta.

    Algumas das coberturas que esses tipos de seguros oferecem são para danos elétricos, furtos, incêndios e chuvas fortes. Nessas situações, o proprietário do imóvel pode solicitar a ajuda do seguro residencial.

    Saiba como funciona o seguro residencial

    Muitos seguros costumam ser personalizáveis e podem ser adaptados de acordo com as suas necessidades. E por conta disso, existe a “cobertura básica” que tem o mínimo de serviços para a contratação do seguro residencial.

    Esse tipo de cobertura já conta com danos por incêndio, explosão, fumaça e quedas de aeronaves. 

    Publicidade

    E a partir da cobertura básica, você consegue personalizar o seu seguro junto à empresa contratada. Lembre-se de levar em consideração o seu imóvel e a região que ele está localizado, assim você consegue encontrar o seguro ideal para você

    Algumas das opções que as seguradoras costumam oferecer para os clientes são:

    • roubo e furto de bens;
    • danos elétricos;
    • prejuízos causados a terceiros;
    • vazamento de tubulações;
    • negócios em casa.

    Uma informação muito importante é que o valor do seguro varia de acordo com o tipo de cobertura e serviços contratados. Além disso, a localização e a quantidade de bens também costumam influenciar no valor do seguro.

    Além dos valores, o que pode variar são os serviços e as coberturas incluídas, o valor do imóvel, quantidade de bens que os moradores possuem e também a região onde a residência está localizada.

    + Imposto de Renda 2022: confira como declarar imóvel

    Publicidade

    + Onde é mais barato e mais caro comprar imóvel no Brasil?

    Governo lança novas regras para baratear o seguro residencial

    No ano passado, o Governo Federal lançou novas regras para tentar baratear o seguro de automóveis e residenciais. As medidas começaram a valer a partir do dia 1º de março.

    As seguradoras agora passam a ter total liberdade para ofertar combos aos consumidores. Isto é, pacotes de serviços com a combinação de vários tipos de cobertura em uma mesma apólice.

    Casal recebendo chave de imóvel e dando entrada no seguro residencial
    O seguro residencial pode ser ideal para quando acontecem imprevistos

    Antigamente isso não era possível, já que todos os produtos precisavam de aprovação prévia da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

    Entretanto, o governo optou por liberar o mercado de seguros de danos, destinados a proteger o patrimônio das pessoas e das empresas, tais como: os de vida, residencial e de automóveis.

    Publicidade

    A Susep trabalha com a estimativa de, já no segundo trimestre, aparecer produtos com cara nova no setor. Com as mudanças, será possível fazer um seguro residencial para proteger a casa só quando o morador estiver fora, no trabalho ou em viagens, um sistema de liga-desliga.

    Quais as vantagens de contratar um seguro residencial?

    Certamente você já sabe que há uma grande importância na contratação da modalidade de seguro residencial. Por isso, o FinanceOne separou alguns benefícios para comprovar essa decisão

    • Custo-benefício;
    • Proteção em caso de imprevistos;
    • Praticidade na contratação;
    • Personalização;

    Quando acionar o seguro?

    Essa resposta vai depender do tipo de cobertura contratada e da sua eventual necessidade. Mas, de qualquer forma, seja como for, avalie sempre a situação e leia o contrato por completo.

    Além disso, no documento você de forma precisa quais são as situações que permitem o acionamento do seguro e a respectiva indenização.

    Confira algumas situações possíveis: eletrodomésticos queimados, incêndios ou pequenas explosões, vendavais, queda de granizo, danos causados a terceiros, quebra de vidros e roubo ou furto de bens, desde que as respectivas coberturas desses danos forem contratadas.

    É possível comprar um imóvel sem entrada? Confira!

    Todo brasileiro sonha com a casa própria, porém um grande impasse para a realização desse sonho é o dinheiro da entrada do imóvel.

    E na hora de pesquisar pelo imóvel surge a dúvida: “é possível comprar um imóvel sem entrada?”. A resposta é sim. Quer saber como?

    A opção de conseguir comprar um imóvel sem entrada é para quem não tem o valor da entrada da casa e/ou apartamento. Mas, para isso, é necessário financiar o valor total das parcelas. Esses valores variam de acordo com a renda mensal familiar. Veja mais aqui como conseguir financiar o imóvel sem entrada.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe com alguém que precisa saber. Se quiser complementar a sua leitura, confira 5 motivos para fazer um seguro residencial.

    *Colaboração: Camila Miranda

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Juliana Favorito
    Juliana Favorito
    Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisConfira aqui quais são as coberturas do seguro residencial e como funcionam

    Confira aqui quais são as coberturas do seguro residencial e como funcionam

    0
    (0)

    Você deseja ter um seguro residencial mas tem dúvidas sobre o assunto? Isso é comum, porque são diversos fatores que você precisa analisar e saber antes de contratar esse tipo de garantia.

    Publicidade

    O seguro residencial é uma forma de você proteger a si mesmo, a sua família e a sua casa. Isso porque imprevistos podem acontecer a qualquer momento e ter um suporte nesses momentos é essencial.

    Vale ressaltar que cada empresa de seguro residencial oferece um tipo de cobertura para que você possa escolher. Além disso, é preciso que você saiba quais são as suas necessidades em relação a esse seguro para que a opção escolhida seja a correta.

    Algumas das coberturas que esses tipos de seguros oferecem são para danos elétricos, furtos, incêndios e chuvas fortes. Nessas situações, o proprietário do imóvel pode solicitar a ajuda do seguro residencial.

    Saiba como funciona o seguro residencial

    Muitos seguros costumam ser personalizáveis e podem ser adaptados de acordo com as suas necessidades. E por conta disso, existe a “cobertura básica” que tem o mínimo de serviços para a contratação do seguro residencial.

    Esse tipo de cobertura já conta com danos por incêndio, explosão, fumaça e quedas de aeronaves. 

    Publicidade

    E a partir da cobertura básica, você consegue personalizar o seu seguro junto à empresa contratada. Lembre-se de levar em consideração o seu imóvel e a região que ele está localizado, assim você consegue encontrar o seguro ideal para você

    Algumas das opções que as seguradoras costumam oferecer para os clientes são:

    • roubo e furto de bens;
    • danos elétricos;
    • prejuízos causados a terceiros;
    • vazamento de tubulações;
    • negócios em casa.

    Uma informação muito importante é que o valor do seguro varia de acordo com o tipo de cobertura e serviços contratados. Além disso, a localização e a quantidade de bens também costumam influenciar no valor do seguro.

    Além dos valores, o que pode variar são os serviços e as coberturas incluídas, o valor do imóvel, quantidade de bens que os moradores possuem e também a região onde a residência está localizada.

    + Imposto de Renda 2022: confira como declarar imóvel

    Publicidade

    + Onde é mais barato e mais caro comprar imóvel no Brasil?

    Governo lança novas regras para baratear o seguro residencial

    No ano passado, o Governo Federal lançou novas regras para tentar baratear o seguro de automóveis e residenciais. As medidas começaram a valer a partir do dia 1º de março.

    As seguradoras agora passam a ter total liberdade para ofertar combos aos consumidores. Isto é, pacotes de serviços com a combinação de vários tipos de cobertura em uma mesma apólice.

    Casal recebendo chave de imóvel e dando entrada no seguro residencial
    O seguro residencial pode ser ideal para quando acontecem imprevistos

    Antigamente isso não era possível, já que todos os produtos precisavam de aprovação prévia da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

    Entretanto, o governo optou por liberar o mercado de seguros de danos, destinados a proteger o patrimônio das pessoas e das empresas, tais como: os de vida, residencial e de automóveis.

    Publicidade

    A Susep trabalha com a estimativa de, já no segundo trimestre, aparecer produtos com cara nova no setor. Com as mudanças, será possível fazer um seguro residencial para proteger a casa só quando o morador estiver fora, no trabalho ou em viagens, um sistema de liga-desliga.

    Quais as vantagens de contratar um seguro residencial?

    Certamente você já sabe que há uma grande importância na contratação da modalidade de seguro residencial. Por isso, o FinanceOne separou alguns benefícios para comprovar essa decisão

    • Custo-benefício;
    • Proteção em caso de imprevistos;
    • Praticidade na contratação;
    • Personalização;

    Quando acionar o seguro?

    Essa resposta vai depender do tipo de cobertura contratada e da sua eventual necessidade. Mas, de qualquer forma, seja como for, avalie sempre a situação e leia o contrato por completo.

    Além disso, no documento você de forma precisa quais são as situações que permitem o acionamento do seguro e a respectiva indenização.

    Confira algumas situações possíveis: eletrodomésticos queimados, incêndios ou pequenas explosões, vendavais, queda de granizo, danos causados a terceiros, quebra de vidros e roubo ou furto de bens, desde que as respectivas coberturas desses danos forem contratadas.

    É possível comprar um imóvel sem entrada? Confira!

    Todo brasileiro sonha com a casa própria, porém um grande impasse para a realização desse sonho é o dinheiro da entrada do imóvel.

    E na hora de pesquisar pelo imóvel surge a dúvida: “é possível comprar um imóvel sem entrada?”. A resposta é sim. Quer saber como?

    A opção de conseguir comprar um imóvel sem entrada é para quem não tem o valor da entrada da casa e/ou apartamento. Mas, para isso, é necessário financiar o valor total das parcelas. Esses valores variam de acordo com a renda mensal familiar. Veja mais aqui como conseguir financiar o imóvel sem entrada.

    Este conteúdo te ajudou? Então compartilhe com alguém que precisa saber. Se quiser complementar a sua leitura, confira 5 motivos para fazer um seguro residencial.

    *Colaboração: Camila Miranda

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?