Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisDescubra como identificar (e fugir) de um esquema de pirâmide

    Descubra como identificar (e fugir) de um esquema de pirâmide

    4.5
    (21)

    Você já se deparou com grandes notícias que prometem o aumento do seu dinheiro de forma rápida e fácil? Anúncios como: “Quer ganhar dinheiro rápido e fácil? Tem um jeito! Fala comigo no privado”, “Que tal investir R$100 e lucrar R$1.000 de forma rápida?”.

    Talvez você já tenha visto isso em algum lugar, mas tem um nome: pirâmide financeira. Nesses anúncios, tais ganhos costumam ser maiores que aqueles oferecidos em aplicações tradicionais, como investimentos de renda fixa e variável.

    Publicidade

    Essa procura das pessoas por retornos financeiros imediatos pode fazer com que acreditem nessas falsas promessas e aceitem as propostas sedutoras quando, na realidade, não passam de grandes golpes e verdadeiras fraudes de investimentos.

    A princípio, o deslumbre começa a trabalhar a sua mente e as soluções rápidas para, enfim, alcançar um ótimo retorno financeiro com tais lucros.

    Mas não se engane: isso não passa de mais um esquema de pirâmide financeira que acaba gerando grandes prejuízos aos investidores.

    duas pirâmides coloridas
    Esquema de pirâmide financeira é crime!

    Mas, afinal, o que é uma pirâmide financeira?

    A pirâmide financeira é um modelo de negócio que funciona da seguinte maneira: em linhas gerais, ela atua através da indicação de novos membros no negócio.

    Ou seja, uma pessoa paga para entrar e, ao indicar um número determinado de novas pessoas, começa a receber o dinheiro.

    Publicidade

    Pode ou não haver a venda de um produto envolvido, mas normalmente as informações são propositalmente rasas e confusas.

    O apelo das pirâmides geralmente vem através de grandes promessas, tais como: “ganhe dinheiro de forma rápida”, “lucre muito investindo pouco”, “dobre seus investimentos” etc.

    Possuem diversas características em comum. Do discurso autoconfiante do fraudador às promessas de altos retornos em intervalos curtos.

    Normalmente, elas são superiores a 10% ao mês, acima do praticado no mercado. Possuem ainda promessas de “risco zero” e a exigência de depósitos em contas correntes pessoais.

    “Não é recomendado investir todo o dinheiro em um único produto, nem em uma única instituição. E desconfie de promessas de rendimentos muito acima do mercado.”

    Ricardo Teixeira, coordenador do MBA de Gestão Financeira da FGV

    Por que o nome é pirâmide?

    A palavra pirâmide vem justamente do formato em que o modelo costuma ser desenhado: começa sempre com uma pessoa no topo, que convida outras pessoas para o degrau abaixo.

    Cada pessoa neste degrau é responsável por recrutar seu próprio grupo, que ficará no próximo nível, e assim por diante.

    Publicidade

    E como cada novo membro faz um investimento inicial, os degraus inferiores sustentam os superiores. Ou seja, o dinheiro sobe em direção ao topo.

    Vale lembrar que esse tipo de modelo nunca irá se apresentar como uma pirâmide financeira. Muitas vezes, por exemplo, aparecerão com outros termos, como roleta solidária.

    Recentemente surgiu um novo modelo de investimento através do WhatsApp. O método que usa um modelo de mandala oferecia promessas de lucro fácil.

    Como funciona o esquema de pirâmide?

    Inicialmente, o chamado fraudador convida um grupo de investidores a aplicar seu dinheiro em um fundo de investimento ou em outro tipo de instrumento financeiro.

    Ele garante que os participantes irão receber altos lucros pelos seus investimentos.

    Publicidade

    Não há uma atividade produtiva, tudo funciona apenas de fachada e algumas vezes é tão bem feito que gera credibilidade em muitos indivíduos.

    Por isso, quem iniciou no universo dos investimentos recentemente acaba aceitando as propostas e entra na base desses grupos oferecidos, investindo um valor determinado pelo recrutador.

    Conforme o passar do tempo, essas pessoas começam a chamar outros investidores para compor o círculo.

    Os retornos até são entregues àqueles que estão no topo, mas isso funciona apenas para tentar dar um ar de aceitação e uma “garantia” de que esse investimento é realmente sério.

    Tudo funciona de forma muito bem trabalhada e a longo prazo, com o intuito de alcançar cada vez mais pessoas a se unirem a esses grupos.

    Prazo de validade

    Além disso, as pirâmides já iniciam com uma data marcada para se findar. No decorrer do tempo, a inclusão de novos participantes começará a ser dificultada e, como consequência, o ritmo de crescimento começa a ficar enfraquecido.

    Com isso, há menos rendimento, o que torna o retorno menor. Sendo assim, a pessoa que prometeu um ótimo negócio fica “incapaz” de efetuar o pagamento dos investidores do topo da pirâmide, os mais antigos.

    Sendo assim, a certeza é que nunca acabará bem e quem permanecer até o final terá, infelizmente, que arcar com grandes prejuízos.

    Remuneração

    A princípio, a remuneração está atrelada ao recrutamento. Os investidores mais antigos são pagos com os recursos dos novos participantes.

    Para ingressar no negócio, os novatos devem investir um valor pré-determinado.

    Nessa operação, não existe lucro real, apenas a utilização de dinheiro dos novos membros para pagar os membros mais antigos.

    Os retornos prometidos no início do investimento costumam ser entregues pelo fraudador como forma de mostrar que o investimento é sério e as promessas estão de fato sendo cumpridas.

    No entanto, esse é um esquema insustentável. Afinal, as pirâmides têm prazo de validade e tendem a ruir em algum momento.

    A principal razão é que, cedo ou tarde, haverá dificuldade em incluir novos participantes na operação, impossibilitando a manutenção de seu ritmo de crescimento.

    Com a falta de novos investidores, as receitas diminuem e o fraudador não tem mais capacidade de remunerar os mais antigos.

    7 dicas para identificar um esquema de pirâmide

    Cair em ciladas pode ser muito fácil quando o que é oferecido se trata de algo extremamente convincente.

    Se você está pensando nisso há algum tempo, fica ainda mais fácil acreditar nas mentiras ditas por esses especialistas de fachada.

    Fique atento, tome muito cuidado e saiba mais sobre como identificar um esquema de pirâmide para que não seja enganado no futuro.

    Veja como descobrir!

    1 – O “Efeito Halo”

    Em primeiro lugar, não se deixe levar pela aparência!

    É comum que os fraudadores vendam uma imagem de investidores bem-sucedidos, milionários e com supostos métodos de sucesso financeiro comprovados.

    Essa tática é amplamente utilizada para recrutar novos membros – infelizmente, com relativo sucesso. É o que as finanças comportamentais chamam de “Efeito Halo”.

    Ou seja, a mente humana julga e tira conclusões sobre outra pessoa a partir de estereótipos.

    2 – O viés de especialização

    Não acredite em qualquer pessoa que se diz especialista. Uma característica marcante que também aparece nos manuais de finanças comportamentais está ligada ao discurso dos fraudadores.

    Normalmente, eles se “vendem” aos investidores como grandes especialistas.

    “O discurso é centrado na história de que eles ganharam muito dinheiro, que eles dominam as técnicas e que a riqueza não foi acumulada por acaso. ‘Tenho esse conhecimento e sei como dividir isso com você’.”

    Aquiles Mosca, presidente do Comitê de Educação da ANBIMA

    3 – Corra, é por tempo limitado

    Antes de mais nada, tenha paciência e respire antes de investir. A mesma tática utilizada legalmente por comerciantes para aumentar as vendas no varejo é explorada pelos cérebros das pirâmides.

    Para atrair novos participantes, os fraudadores costumam vender a ideia de que aquele investimento é valioso, exclusivo e uma possibilidade única de conseguir altos retornos.

    Portanto, de acordo com ele, uma oportunidade que não deve ser desperdiçada.

    4 – Traga a família e os amigos

    Um dos principais sinais de que você pode estar diante de uma pirâmide é a recomendação para indicar novos membros.

    Geralmente, o investidor é avisado sobre a necessidade de convidar familiares e amigos logo no começo do esquema. Esse pedido é reforçado ao longo da vida útil da pirâmide, diz Mosca.

    5 – Promessas, promessas

    Não há segredo: em finanças, risco e retorno andam de mãos dadas. Assim, ligue o sinal de alerta para qualquer promessa de retornos elevados sem riscos ou com riscos muito baixos .

    Fique atento também ao intervalo de tempo curto, além da garantia de fluxos constantes de rendimentos. São sinais evidentes de que você está diante de uma fraude.

    6 – Falta de registro de distribuição

    Na grande maioria dos casos, as pirâmides financeiras andam à margem do sistema financeiro ou do mercado de capitais.

    Isso quer dizer que não contam sequer com um instrumento financeiro legítimo e sobretudo, regularizado sendo comercializado.

    Nos casos mais recentes ocorridos no Brasil, os supostos instrumentos e seus participantes não tinham registro em órgãos como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

    7 – Depósito em conta pessoal

    Por fim, no esquema do assessor financeiro da BankRio, os investidores transferiam o dinheiro para a conta da empresa do assessor, que não tinha registro na CVM, no lugar do depósito na sua própria conta na XP, como manda a lei.

    O exemplo mostra que o pedido de transferência de recursos diretamente para a conta corrente é outro forte indício de fraude.

    A pirâmide pode ser considerada crime no Brasil?

    A prática de pirâmide é enquadrada pela Justiça como crime contra a economia popular.

    O art. 2º, da Lei 1.521/51, fala em: “obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos (“bola de neve”, “cadeias”, “pichardismo” e quaisquer outros equivalentes)”.

    O Código Penal também fala sobre a prática. De acordo com o Código, os participantes do esquema podem ser condenados por estelionato com pena de reclusão, sendo de um a cinco anos, além de multa, conforme o artigo 171.

    artigo descreve que: “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.”

    Portanto, muito cuidado na hora de participar de negócios que prometem altos lucros em tão pouco tempo e de forma fácil.

    Agora que você já sabe um pouco mais sobre como fugir de pirâmides financeiras, saiba também a identificar pirâmides financeiras de criptomoedas!

    Gostou do artigo? Então compartilhe com outros amigos para alertá-los sobre investimentos fraudulentos!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 21

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisDescubra como identificar (e fugir) de um esquema de pirâmide

    Descubra como identificar (e fugir) de um esquema de pirâmide

    4.5
    (21)

    Você já se deparou com grandes notícias que prometem o aumento do seu dinheiro de forma rápida e fácil? Anúncios como: “Quer ganhar dinheiro rápido e fácil? Tem um jeito! Fala comigo no privado”, “Que tal investir R$100 e lucrar R$1.000 de forma rápida?”.

    Talvez você já tenha visto isso em algum lugar, mas tem um nome: pirâmide financeira. Nesses anúncios, tais ganhos costumam ser maiores que aqueles oferecidos em aplicações tradicionais, como investimentos de renda fixa e variável.

    Publicidade

    Essa procura das pessoas por retornos financeiros imediatos pode fazer com que acreditem nessas falsas promessas e aceitem as propostas sedutoras quando, na realidade, não passam de grandes golpes e verdadeiras fraudes de investimentos.

    A princípio, o deslumbre começa a trabalhar a sua mente e as soluções rápidas para, enfim, alcançar um ótimo retorno financeiro com tais lucros.

    Mas não se engane: isso não passa de mais um esquema de pirâmide financeira que acaba gerando grandes prejuízos aos investidores.

    duas pirâmides coloridas
    Esquema de pirâmide financeira é crime!

    Mas, afinal, o que é uma pirâmide financeira?

    A pirâmide financeira é um modelo de negócio que funciona da seguinte maneira: em linhas gerais, ela atua através da indicação de novos membros no negócio.

    Ou seja, uma pessoa paga para entrar e, ao indicar um número determinado de novas pessoas, começa a receber o dinheiro.

    Publicidade

    Pode ou não haver a venda de um produto envolvido, mas normalmente as informações são propositalmente rasas e confusas.

    O apelo das pirâmides geralmente vem através de grandes promessas, tais como: “ganhe dinheiro de forma rápida”, “lucre muito investindo pouco”, “dobre seus investimentos” etc.

    Possuem diversas características em comum. Do discurso autoconfiante do fraudador às promessas de altos retornos em intervalos curtos.

    Normalmente, elas são superiores a 10% ao mês, acima do praticado no mercado. Possuem ainda promessas de “risco zero” e a exigência de depósitos em contas correntes pessoais.

    “Não é recomendado investir todo o dinheiro em um único produto, nem em uma única instituição. E desconfie de promessas de rendimentos muito acima do mercado.”

    Ricardo Teixeira, coordenador do MBA de Gestão Financeira da FGV

    Por que o nome é pirâmide?

    A palavra pirâmide vem justamente do formato em que o modelo costuma ser desenhado: começa sempre com uma pessoa no topo, que convida outras pessoas para o degrau abaixo.

    Cada pessoa neste degrau é responsável por recrutar seu próprio grupo, que ficará no próximo nível, e assim por diante.

    Publicidade

    E como cada novo membro faz um investimento inicial, os degraus inferiores sustentam os superiores. Ou seja, o dinheiro sobe em direção ao topo.

    Vale lembrar que esse tipo de modelo nunca irá se apresentar como uma pirâmide financeira. Muitas vezes, por exemplo, aparecerão com outros termos, como roleta solidária.

    Recentemente surgiu um novo modelo de investimento através do WhatsApp. O método que usa um modelo de mandala oferecia promessas de lucro fácil.

    Como funciona o esquema de pirâmide?

    Inicialmente, o chamado fraudador convida um grupo de investidores a aplicar seu dinheiro em um fundo de investimento ou em outro tipo de instrumento financeiro.

    Ele garante que os participantes irão receber altos lucros pelos seus investimentos.

    Publicidade

    Não há uma atividade produtiva, tudo funciona apenas de fachada e algumas vezes é tão bem feito que gera credibilidade em muitos indivíduos.

    Por isso, quem iniciou no universo dos investimentos recentemente acaba aceitando as propostas e entra na base desses grupos oferecidos, investindo um valor determinado pelo recrutador.

    Conforme o passar do tempo, essas pessoas começam a chamar outros investidores para compor o círculo.

    Os retornos até são entregues àqueles que estão no topo, mas isso funciona apenas para tentar dar um ar de aceitação e uma “garantia” de que esse investimento é realmente sério.

    Tudo funciona de forma muito bem trabalhada e a longo prazo, com o intuito de alcançar cada vez mais pessoas a se unirem a esses grupos.

    Prazo de validade

    Além disso, as pirâmides já iniciam com uma data marcada para se findar. No decorrer do tempo, a inclusão de novos participantes começará a ser dificultada e, como consequência, o ritmo de crescimento começa a ficar enfraquecido.

    Com isso, há menos rendimento, o que torna o retorno menor. Sendo assim, a pessoa que prometeu um ótimo negócio fica “incapaz” de efetuar o pagamento dos investidores do topo da pirâmide, os mais antigos.

    Sendo assim, a certeza é que nunca acabará bem e quem permanecer até o final terá, infelizmente, que arcar com grandes prejuízos.

    Remuneração

    A princípio, a remuneração está atrelada ao recrutamento. Os investidores mais antigos são pagos com os recursos dos novos participantes.

    Para ingressar no negócio, os novatos devem investir um valor pré-determinado.

    Nessa operação, não existe lucro real, apenas a utilização de dinheiro dos novos membros para pagar os membros mais antigos.

    Os retornos prometidos no início do investimento costumam ser entregues pelo fraudador como forma de mostrar que o investimento é sério e as promessas estão de fato sendo cumpridas.

    No entanto, esse é um esquema insustentável. Afinal, as pirâmides têm prazo de validade e tendem a ruir em algum momento.

    A principal razão é que, cedo ou tarde, haverá dificuldade em incluir novos participantes na operação, impossibilitando a manutenção de seu ritmo de crescimento.

    Com a falta de novos investidores, as receitas diminuem e o fraudador não tem mais capacidade de remunerar os mais antigos.

    7 dicas para identificar um esquema de pirâmide

    Cair em ciladas pode ser muito fácil quando o que é oferecido se trata de algo extremamente convincente.

    Se você está pensando nisso há algum tempo, fica ainda mais fácil acreditar nas mentiras ditas por esses especialistas de fachada.

    Fique atento, tome muito cuidado e saiba mais sobre como identificar um esquema de pirâmide para que não seja enganado no futuro.

    Veja como descobrir!

    1 – O “Efeito Halo”

    Em primeiro lugar, não se deixe levar pela aparência!

    É comum que os fraudadores vendam uma imagem de investidores bem-sucedidos, milionários e com supostos métodos de sucesso financeiro comprovados.

    Essa tática é amplamente utilizada para recrutar novos membros – infelizmente, com relativo sucesso. É o que as finanças comportamentais chamam de “Efeito Halo”.

    Ou seja, a mente humana julga e tira conclusões sobre outra pessoa a partir de estereótipos.

    2 – O viés de especialização

    Não acredite em qualquer pessoa que se diz especialista. Uma característica marcante que também aparece nos manuais de finanças comportamentais está ligada ao discurso dos fraudadores.

    Normalmente, eles se “vendem” aos investidores como grandes especialistas.

    “O discurso é centrado na história de que eles ganharam muito dinheiro, que eles dominam as técnicas e que a riqueza não foi acumulada por acaso. ‘Tenho esse conhecimento e sei como dividir isso com você’.”

    Aquiles Mosca, presidente do Comitê de Educação da ANBIMA

    3 – Corra, é por tempo limitado

    Antes de mais nada, tenha paciência e respire antes de investir. A mesma tática utilizada legalmente por comerciantes para aumentar as vendas no varejo é explorada pelos cérebros das pirâmides.

    Para atrair novos participantes, os fraudadores costumam vender a ideia de que aquele investimento é valioso, exclusivo e uma possibilidade única de conseguir altos retornos.

    Portanto, de acordo com ele, uma oportunidade que não deve ser desperdiçada.

    4 – Traga a família e os amigos

    Um dos principais sinais de que você pode estar diante de uma pirâmide é a recomendação para indicar novos membros.

    Geralmente, o investidor é avisado sobre a necessidade de convidar familiares e amigos logo no começo do esquema. Esse pedido é reforçado ao longo da vida útil da pirâmide, diz Mosca.

    5 – Promessas, promessas

    Não há segredo: em finanças, risco e retorno andam de mãos dadas. Assim, ligue o sinal de alerta para qualquer promessa de retornos elevados sem riscos ou com riscos muito baixos .

    Fique atento também ao intervalo de tempo curto, além da garantia de fluxos constantes de rendimentos. São sinais evidentes de que você está diante de uma fraude.

    6 – Falta de registro de distribuição

    Na grande maioria dos casos, as pirâmides financeiras andam à margem do sistema financeiro ou do mercado de capitais.

    Isso quer dizer que não contam sequer com um instrumento financeiro legítimo e sobretudo, regularizado sendo comercializado.

    Nos casos mais recentes ocorridos no Brasil, os supostos instrumentos e seus participantes não tinham registro em órgãos como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

    7 – Depósito em conta pessoal

    Por fim, no esquema do assessor financeiro da BankRio, os investidores transferiam o dinheiro para a conta da empresa do assessor, que não tinha registro na CVM, no lugar do depósito na sua própria conta na XP, como manda a lei.

    O exemplo mostra que o pedido de transferência de recursos diretamente para a conta corrente é outro forte indício de fraude.

    A pirâmide pode ser considerada crime no Brasil?

    A prática de pirâmide é enquadrada pela Justiça como crime contra a economia popular.

    O art. 2º, da Lei 1.521/51, fala em: “obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos (“bola de neve”, “cadeias”, “pichardismo” e quaisquer outros equivalentes)”.

    O Código Penal também fala sobre a prática. De acordo com o Código, os participantes do esquema podem ser condenados por estelionato com pena de reclusão, sendo de um a cinco anos, além de multa, conforme o artigo 171.

    artigo descreve que: “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.”

    Portanto, muito cuidado na hora de participar de negócios que prometem altos lucros em tão pouco tempo e de forma fácil.

    Agora que você já sabe um pouco mais sobre como fugir de pirâmides financeiras, saiba também a identificar pirâmides financeiras de criptomoedas!

    Gostou do artigo? Então compartilhe com outros amigos para alertá-los sobre investimentos fraudulentos!

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 21

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?