Início Notícias Finanças Pessoais Como vender roupas na internet e ganhar dinheiro

Como vender roupas na internet e ganhar dinheiro

4.3
(30)

Empreender no mercado da moda é o objetivo de muitas pessoas. Com a internet, iniciar esse processo ficou mais fácil e lucrativo. Qualquer pessoa pode vender roupas online e ganhar dinheiro com isso.

A estudante britânica Laura Rose, por exemplo, já ganhou 30 mil libras (o equivalente a R$165 mil) ao vender suas roupas no site eBay.

Ter boas fotografias das peças
Ter boas fotografias das peças é fundamental para vender roupa na internet

De acordo com a revista Época, com esse dinheiro, ela paga seu custo de vida, viaja três vezes ao ano e ainda tem uma parcela em investimentos. Um sonho, não é mesmo?

Apesar da alta concorrência do mercado, não é difícil ganhar dinheiro ao vender roupas na internet.

Hoje, existem diversas plataformas e aplicativos que permitem abrir lojinhas online para colocar peças à venda. Há quem complete as vendas até mesmo pelas redes sociais.

É possível que isso se torne uma profissão ou uma fonte de renda extra. Basta ter determinação e espírito empreendedor.

Uma pesquisa do Webshoppers indica que roupas e acessórios são o segundo maior mercado em pedidos do Ecommerce brasileiro. Existe, portanto, uma margem de lucro ao investir nesse setor.

Mas, o que é necessário para ganhar dinheiro com venda de roupas na internet? Confira nossas dicas a seguir:

1 – Tenha bons fornecedores

Além de inspiração para as peças, o primeiro passo ao abrir uma loja de roupas na internet é ter bons fornecedores.

O que inclui materiais, tecidos, peças já prontas, embalagens e até a logística de entrega, como por exemplo, o frete.

Dê preferência aos fornecedores que sempre buscam pela inovação. Isso porque os consumidores do mercado da moda adoram novidades.

Se você optar em produzir suas próprias peças, é necessário pensar nos custos com a matéria prima, mão de obra e qualidade dos tecidos.

Para conquistar e fidelizar os clientes, invista em uma embalagem bonita e original. No início, uma dica é enviar brindes ou cupons.

Por outro lado, personalizar suas caixas pode ser um diferencial em relação as outras marcas na internet.

2 – Defina seu nicho

As lojas online apresentam uma infinidade de ofertas. Muitas pessoas ao redor do mundo vendem roupas em diferentes segmentos. A oferta é muito grande.

Por isso, é preciso definir um nicho e focar nele. Seja vestuário feminino, masculino, infantil ou plus size, por exemplo.

Especialistas não recomendam iniciar o projeto e colocar à venda tanto peças para mulheres, homens, jovens e adultos.

O empreendedor deve definir qual sua persona, seu público.

3 – Capriche nas fotos e descrições

Ao comprar roupa pela internet, o consumidor não tem a oportunidade de experimentar as peças. Por esse motivo, é fundamental que as fotos expostas online sejam nítidas e o mais profissional possível.

A indicação é mostrar o produto em diferentes ângulos. Assim, o cliente conseguirá ter uma noção melhor do caimento da roupa em seu corpo.

A descrição da peça tem semelhante importância. Não se resuma a descrever o produto de forma básica, só com dados sobre cor e tamanho.

Na internet, as pessoas precisam ter maior segurança na hora da compra. Por isso, coloque informações como o tecido e composição da peça.

Também é recomendado identificar as medidas de cada parte da roupa. Dessa forma, o consumidor poderá saber qual modelagem veste melhor em seu biotipo.

4 – Aposte em redes sociais

Hoje em dia, é difícil vender algo na internet sem ter a rede social como um auxílio. Seja para angariar mais público, divulgar seus produtos ou até mesmo fechar negócio.

Quem tem um e-commerce de moda deve estar atento as redes sociais, sobretudo Facebook e Instagram. A dica é apostar em fotografias bem-feitas e com uma estética e identidade visual da marca.

Outras recomendações são:

– Tente parceria com influenciadores digitais do ramo da moda;

– Faça postagens com regularidade;

– Preste atenção ao horário que gera mais engajamento e agende suas publicações;

– Crie conteúdos interessantes e que levem ao engajamento e fidelização do cliente. Afinal, o que vale mais: ter muitos seguidores que não compram ou poucos seguidores que sempre compram?

– Uma sugestão é compartilhar conteúdos como dicas de moda, tutoriais e vídeos de inspiração para looks com as peças da loja. Isso chama a atenção do público!

5 – Crie seu diferencial do mercado

Diante de tamanha oferta na internet, é preciso ter um diferencial para se destacar. Antes de abrir seu negócio, faça a seguinte pergunta.

“O que quero que venha à cabeça do cliente ao pensar na minha marca?”

Para isso, estabeleça se sua loja será conhecida pelo baixo preço ou pelo material de qualidade. Quem sabe por oferecer produtos originais e recicláveis.

O bom atendimento ao cliente também pode ser um diferencial. O que você quer fazer de especial para sua loja? Essa é a pergunta chave para vender roupas na internet e ganhar dinheiro com isso.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 30

Seja o primeiro a avaliar este post.

Bruna Somma
Jornalista formada pela UFRRJ, com passagens por redações de jornais, sites e Assessoria de Comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Auxílio emergencial: confira calendário para os reavaliados

O Ministério da Cidadania publicou nesta sexta-feira, 27, um novo calendário de pagamento para as parcelas do auxílio emergencial. Este calendário é...

4 carreiras promissoras no setor de beleza para 2021

O segmento da beleza não para de crescer no Brasil. Nosso país, por exemplo, é considerado o terceiro maior mercado consumidor do...

Nubank x Inter: compare os cartões sem anuidade

Os cartões sem anuidade estão ganhando cada vez mais espaço no mercado e no coração dos brasileiros. Com tantas opções pode ser...

Black Friday 2020: confira os melhores sites e ofertas

Você já se preparou para as ofertas da Black Friday 2020? Está com a lista de compras feita e separada para aproveitar...

5 dicas para saber se uma loja virtual é confiável

A pandemia da Covid-19 impulsionou o e-commerce e a Black Friday deve alavancar ainda mais as vendas online. Cerca de 80% dos...

Salário mínimo na Suíça chega a R$25 mil

Você já se perguntou quanto é o salário mínimo na Suíça, mesmo que seja só por curiosidade? Se a resposta é sim,...