Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Investimentos na poupança batem recorde em setembro

Escrito por: Rafael Massadar em 28 de outubro de 2019

Você achou que com a queda da Selic, os investimentos na poupança iriam cair? Pelo contrário, pelo sétimo mês seguido, a aplicação bateu recorde de captação.

Em setembro, a captação líquida – depósitos menos retiradas – somou R$ 8,54 bilhões. A informação é do Banco Central.

O resultado é o melhor para meses de setembro desde o início da série histórica, em 1995.

No acumulado do ano, os investimentos na poupança continuam registrando desempenho positivo.

investimentos melhores que a poupança
Os investimentos na poupança bateram recorde em setembro

De janeiro a setembro, a caderneta teve captação líquida de R$ 25,5 bilhões. Esse foi o melhor resultado para o período desde 2013.

Ano em que a aplicação tinha registrado captações líquidas de R$ 48,95 bilhões nos nove primeiros meses do ano.

A explicação é simples. O investimento garantiu novamente rendimentos um pouco acima da inflação.

Nos 12 meses terminados em setembro, a poupança rendeu 4,5%. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que funciona como uma prévia da inflação oficial, acumulou 4,28% no mesmo período.

Rentabilidade fica mais atrativa

Com a redução da taxa Selic para 5,5% ao ano, a caderneta de poupança voltou a ser a “queridinha” dos brasileiros. Afinal, ela ficou mais atrativa em comparação com investimentos chamados conservadores.

Isso porque a poupança pode resultar em saldo final maior que alguns investimentos de renda fixa.

O motivo é simples: investimentos na poupança não possuem cobrança de imposto de renda (IR) e taxa de administração.

No entanto, estamos nos direcionando para uma realidade na renda fixa, com a taxa básica de juros (Selic), com os menores níveis da história.

Enquanto isso, alguns países enfrentam taxas de juros negativas há alguns anos, como o Japão.

Quem aplicou dinheiro na poupança há alguns anos, entretanto, tem à sua disposição um dos mais atrativos investimentos do momento.

Os rendimentos são superiores ao da NuConta, e maior que qualquer outro investimento em renda fixa.

Somente nos últimos doze meses, a caderneta de poupança antiga rendeu 6,17% livre de tributos.

Histórico de investimentos na poupança

Até 2014, os brasileiros depositavam mais do que retiravam da poupança. Naquele ano, as captações líquidas chegaram a R$ 24 bilhões.

Com o início da recessão econômica, em 2015, os investidores passaram a retirar dinheiro da caderneta para cobrirem as dívidas.

Na ocasião, o cenário era de queda da renda e de aumento de desemprego.

Em 2015, R$ 53,57 bilhões foram sacados da poupança, a maior retirada líquida da história.

Em 2016, os saques superaram os depósitos em R$ 40,7 bilhões. Contudo, a tendência inverteu-se em 2017, quando as captações excederam as retiradas em R$ 17,12 bilhões.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

7 dicas para economizar dinheiro no dia a dia
MEI
venda de produtos
Como quitar as dívidas