Início Notícias Finanças Pessoais Juros de mora: o que é como funciona?

Juros de mora: o que é como funciona?

0
(0)

Se você alguma vez já atrasou o pagamento de uma conta, é bem provável que tenha sido cobrado juros de mora, ou juros moratórios. Mas sabe o que é e como ele funciona? Sabe quando pode ser cobrado?

Esse tipo de juros é muito comum, mas também pode acabar complicando o planejamento financeiro dos brasileiros. Porém, com um pouco de organização é possível evitar o gasto extra com os juros de mora.

Mas afinal, o que é juros de mora?

Eles aparecem exatamente quando existe atraso no pagamento de alguma conta. Os juros de mora são cobrados sobre o valor em aberto e aumentam conforme o atraso no pagamento.

Sendo assim, quanto mais tempo uma conta ficar em aberto depois do vencimento, mais a pessoa irá pagar juros. Isso porque eles correm por dias em atraso.

Vale ressaltar que a taxa dos juros de mora é limitada, de acordo com a lei, a 1% do valor da dívida ao mês. E quando o atraso é inferior a 30 dias, o cálculo considera o percentual de 0,0333% por dia de atraso, a ser aplicado sobre o valor da conta.

Entenda os juros de mora e as multas de mora

Talvez você não saiba, mas além dos juros de mora também existe a multa de mora. E por mais que ambos os termos pareçam semelhantes, eles não são a mesma coisa. Por mais que sejam cobrados sobre o atraso na quitação de valores.

São duas cobranças sobre a mesma falta e elas podem incidir simultaneamente sobre um único boleto atrasado, o que acaba encarecendo ainda mais a dívida.

A diferença entre as multas e os juros de mora, é que a primeira é uma espécie de compensação financeira. Que foi criada para beneficiar aquele a quem o pagamento deveria ser realizado ou que sofreu uma quebra de contrato.

Com isso, é uma forma de minimizar o prejuízo causado pelo descumprimentos do acordo sobre a data de pagamento. Porém, ela precisa estar estipulada em contrato para que possa ser cobrada.

Ela costuma ser uma taxa única e que não varia de acordo com o tempo de atraso. Enquanto os juros de mora, são taxas previstas em lei, calculadas e cobradas de forma praticamente automática. Sendo proporcional aos dias de demora no pagamento. 

Exemplo de multa de mora para você entender melhor

De acordo com o banco Nubank, a multa de mora nada mais é do que “uma percentagem que incide sobre o valor da conta”.

Cobrar dinheiro emprestado
Os juros de mora são cobrados quanto o cliente paga uma conta em atraso

Essa porcentagem, segundo a fintech, varia de acordo com a instituição financeira que emitiu o boleto ou pela conta que está atrelada. No entanto, não podendo ultrapassar 2% do valor da cobrança. 

-> Para ilustrar, o Nubank dá o seguinte exemplo:

Imagine um boleto no valor de R$ 3 mil com data de vencimento para o dia 10 de setembro de 2019.

O pagamento foi feito somente no dia 20. Dessa forma, com dez dias de atraso. A instituição que emitiu o boleto estabelece as seguintes cobranças:

  • Multa de mora: 2% sobre o valor da cobrança;
  • Juros de mora: 1% ao mês.

Logo, a conta fica da seguinte forma, segundo o Nubank:

  • Para a multa de mora, aplicar 2% sobre R$ 3 mil = R$ 60
  • O cálculo dos juros de mora é mais difícil de ser feito, já que o atraso foi inferior a 30 dias e os juros são calculados por mês. Basicamente, primeiro é preciso saber qual seria o valor cobrado de juros se o atraso fosse, de fato, de 30 dias. Logo: 1% x R$ 3 mil = R$ 30.

Mas, como saber o valor cobrado por dia de atraso?

Para isso, divida o valor por 30 (dias que um mês possui). O resultado será R$1. Com isso, se o atraso foi de dez dias e a cada dia são cobrados R$ 1 de juros, o valor total dos juros de mora será de R$10.

No final, o valor do boleto será de R$ 3.070 (R$ 3 mil + R$ 60 + R$ 10).

Esse conteúdo te ajudou? O FinanceOne tem muitas dicas para você não atrasar o pagamento da fatura e ter uma melhor organização financeira. Confira!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Mateus Carvalho
Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Auxílio emergencial: confira calendário para os reavaliados

O Ministério da Cidadania publicou nesta sexta-feira, 27, um novo calendário de pagamento para as parcelas do auxílio emergencial. Este calendário é...

4 carreiras promissoras no setor de beleza para 2021

O segmento da beleza não para de crescer no Brasil. Nosso país, por exemplo, é considerado o terceiro maior mercado consumidor do...

Nubank x Inter: compare os cartões sem anuidade

Os cartões sem anuidade estão ganhando cada vez mais espaço no mercado e no coração dos brasileiros. Com tantas opções pode ser...

Black Friday 2020: confira os melhores sites e ofertas

Você já se preparou para as ofertas da Black Friday 2020? Está com a lista de compras feita e separada para aproveitar...

5 dicas para saber se uma loja virtual é confiável

A pandemia da Covid-19 impulsionou o e-commerce e a Black Friday deve alavancar ainda mais as vendas online. Cerca de 80% dos...

Salário mínimo na Suíça chega a R$25 mil

Você já se perguntou quanto é o salário mínimo na Suíça, mesmo que seja só por curiosidade? Se a resposta é sim,...