InícioNotíciasFinanças PessoaisEntenda como negociar tarifas bancárias

Entenda como negociar tarifas bancárias

5
(2)

Suas tarifas bancárias estão altas? Você sabia que é possível reduzi-las? Já pensou em negociar as tarifas bancárias com seu banco?

O Banco Central criou em julho de 2013 um regulamento que estipula que as instituições devem oferecer aos clientes quatro pacotes de tarifas para  pessoas físicas.

Essa norma facilita o entendimento dos consumidores dos serviços que são prestados pelos bancos, assim como os valores.

O que ajuda muito! Afinal, os cinco maiores bancos do país vêm aplicando tarifas que ultrapassam o percentual da inflação registrada entre os anos de 2020 e 2021.

É o que aponta um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). O levantamento revela que saques, transferências e serviços de depósito tiveram aumentos de 9% a 25% em suas tarifas. 

Bancos que mais aumentaram as tarifas em 2021

O Banco do Brasil foi o responsável pelo maior aumento das tarifas estudadas. Isso foi devido ao encarecimento da compra de moedas estrangeiras, o “cheque viagem” teve aumento de 213%, passando da faixa de R$80 para R$250.

O Bradesco foi responsável pela segunda maior elevação, esta foi aplicada sobre os depósitos, o aumento foi de 25% passando a tarifa de R$6,45 para R$8,05.

A instituição também foi responsável pelo aumento dos serviços destinados ao público considerado de classe média. O pacote “Bradesco Expresso 5” teve aumento de 20%. O valor passou de R$27,70 para R$33,20.

Antes de negociar tarifas bancárias entenda suas necessidades

Antes de você pensar em negociar tarifas bancárias, é importante entender quais serviços você realmente usa e quais pode dispensar.

Isso porque cada pacote vai oferecer algumas opções de serviços para você, e conhecer quais são as suas necessidades te dará mais liberdade para conversar com o seu gerente.

Dessa forma, será possível que você não pague por serviços que não serão utilizados por você mensalmente na sua conta corrente. 

+ Conta corrente gratuita: sabia que você tem direito? Confira!

Outro ponto importante é você conhecer os pacotes que são oferecidos pelos bancos antes de abrir uma conta. Cada um tem a sua própria tabela de preços para cobrar tarifas bancárias, por isso é necessário pesquisar e negociar.

Instituições financeiras devem oferecer pacote essencial

Você já escutou falar do pacote essencial? Caso a resposta seja não, saiba que os bancos são obrigados a oferecer esse tipo de serviço que é gratuito. Além de disponibilizar quatro pacotes de serviços básicos.

Todos os serviços inclusos em cada pacote são determinados pelo Banco Central. Outra informação importante é que os pacotes essenciais devem ser oferecidos para todos os clientes, independentemente se você é um cliente comum, especial, premium, master ou qualquer outro tipo de conta.

O pacote essencial é um dos poucos que oferecem a opção com tarifa zero para os clientes de conta corrente nos bancos Bradesco, Itaú, Caixa Econômica e Santander.

Neste pacote estão incluídos os seguintes serviços, por mês:

  • Quatro saques;
  • Duas transferências para contas do mesmo banco;
  • Dois extratos impressos;
  • Fornecimento de até dez folhas de cheques;
  • Fornecimento de cartão de débito;
  • Compensação de cheques;
  • Consultas ilimitadas pelo internet banking.

Porém, caso você ultrapasse esse limite imposto, a instituição financeira poderá cobrar à parte relativo a cada serviço que foi utilizado. Os valores serão cobrados de acordo com a tabela de tarifas, que são divulgadas nas agências ou até mesmo nos sites dos bancos.

Por isso, é importante estar atento aos seus direitos e ao contrato que você assina ao abrir a conta. Mas caso as suas necessidades não estejam sendo atendidas pelo pacote atual, converse com o seu gerente.

Juntos vocês poderão chegar a um pacote que te beneficie. Além disso, tente sempre negociar tarifas bancárias, não tenha medo de pedir descontos nessa hora.

+ Cobrança de tarifas bancárias indevidas: como agir? Tire suas dúvidas!

Quais taxas bancárias o banco pode cobrar?

Para que não fique dúvidas sobre quais taxas bancárias o banco pode cobrar, selecionamos aqui aquelas que as instituições têm autorização para fazer a cobrança dos seus clientes.

Entender quais são as tarifas que podem ser cobradas te ajudará a identificar as taxas ilegais e que não são permitidas pelo Banco Central e pelo Conselho Monetário Nacional. Confira antes de negociar tarifas bancárias!

Folha de cheque

A confecção e fornecimento de folha de cheque que ultrapassem 10 unidades mensais, que é a quantidade permitida, pode ser cobrada pela instituição bancária como prevê a regulamentação do Banco Central e do Conselho Monetário.

Transferências

As operações de transferências feitas por meio do DOC (quando o dinheiro cai no dia seguinte e o valor máximo é de R$ 4999,99) e o TED (quando os valores caem no mesmo dia se realizado antes das 17h00 e transferências maiores que R$ 5 mil), também são passíveis de cobranças.

Extratos

Os bancos podem cobrar por extratos mensais que ultrapassem a quantidade de impressões estabelecidos no pacote de serviços essenciais gratuitos.

A vantagem é que, hoje em dia, essa conferência é feita por app, diminuindo, assim, as despesas com taxas bancárias para a impressão de extratos.

Saques

A mesma regra de cobrança também vale para os saques em caixas eletrônicos e também das agências. Se a sua empresa fizer saques além do número permitido previsto no seu pacote, o banco pode cobrar pelo serviço.

Cheque e segunda via do cartão

Se você tem uma determinada quantidade de folhas de cheque por mês, saiba que se precisar de mais, o Banco Central e o Conselho Monetário Nacional permitem a cobrança extra.

Além disso, a emissão da segunda via de cartão de débito ou cartão poupança em caso de roubo, furto, perda ou mau utilização também é passível de cobrança.

Moedas e nota de vinte reais
É possível gastar menos com as taxas e tarifas cobradas pelos bancos

Conta-salário pode ser uma opção

A opção de conta-salário pode ser uma alternativa para os clientes que querem melhores tarifas bancárias. Ela é indicada para aqueles que precisam receber o salário em uma instituição financeira diferente da que tem a conta.

Você pode sacar o dinheiro tanto no caixa eletrônico do banco quanto em um 24 horas. Outra alternativa é transferir todo o dinheiro por meio de DOC ou TED, porém só é possível fazer uma transação gratuita por mês.

Mas é importante deixar claro que a conta-salário tem algumas limitações. Isso porque ela não pode ser utilizada para fazer depósitos, por exemplo. Outro detalhe é que a conta-salário não pode ser conjunta, e não é possível emitir cheques. 

+ Conta corrente e conta salário: entenda as diferenças

Banco digital é uma boa opção para fugir de tarifas?

Cansado de negociar tarifas bancárias? As contas digitais são uma alternativa interessante para quem deseja abrir sua conta no banco, mas não quer pagar uma série de taxas que instituições tradicionais cobram dos correntistas.

Isso porque, na maioria delas, não são cobradas várias tarifas na conta digital.

Ao contrário de outras instituições, os bancos digitais não precisam de agência física e tudo pode acontecer online, seja por aplicativo ou site do banco.

Dessa maneira, eles em geral não cobram tarifas que as instituições tradicionais debitam da conta dos clientes.

O conteúdo foi útil? Então compartilhe com amigos e deixe um comentário!

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui