Problemas com serviços de internet e TV por assinatura: como proceder?

Escrito por: Redação em 29 de agosto de 2018

Contratar um serviço de banda larga e TV a cabo não é fácil, exige muita pesquisa. Depois disso, se você ainda acaba tendo problemas, pode sentir-se meio perdido. Sabe, então, como reclamar problemas com serviços de internet e TV por assinatura?

Primeiro de tudo, você deve saber que o órgão responsável por regulamentar esse tipo de serviço é a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel. É possível fazer reclamações direto à agência desse serviços que envolvem telefonia, internet e também TV por assinatura.

A Anatel informou que o número de reclamações no primeiro semestre deste ano caiu 15,6%, em relação aos seis primeiros meses de 2017. Os canais de atendimento da agência receberam 1.493.000 reclamações sobre telefonia fixa, telefonia móvel, banda larga e TV por assinatura.

O serviço que mais apresentou queixas foi a telefonia móvel, com 701.500 reclamações e 46,9% do total. Em seguida veio a telefonia fixa, com 337.100 reclamações e 22,5%; a banda larga fixa, com 246.700 reclamações e 16,5%; a TV por assinatura, com 194.800 reclamações e 13%.

Nesses seis meses, as reclamações de todos os serviços individuais tiveram queda. As queixas de TV por assinatura caíram 20,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto a telefonia móvel caiu 17,5%. A telefonia fixa diminuiu 14,6% e a banda larga fixa, 8,7%.

Essas foram reclamações feitas diretamente à agência reguladora. Você sabe quais reclamações pode fazer? E como proceder nesses casos? Confira as orientações a seguir, da própria Anatel.

problemas com serviços de internet e TV por assinatura
O consumidor pode reclamar problemas com serviços de internet e TV por assinatura direto na prestadora do serviço e, caso não seja resolvido, pode registrar na Anatel

Contratando serviços de internet e TV por assinatura

Na hora de contratar um desses serviços é que surge a dúvida: será que é melhor um combo com todos esses serviços ou contratar individualmente? Bem, isso varia de acordo com as necessidades de cada família ou indivíduo.

A Anatel divulgou uma cartilha em que fornece dicas de contratação desses serviços aos consumidores. As primeiras recomendações da agência são: sempre anotar o número de protocolo e solicitar o sumário da contratação, que significa um resumo das principais características do serviço sendo contratado.

Se for necessário, o consumidor poderá solicitar uma cópia da gravação do atendimento. Guardar essas informações é essencial, pois podem ser úteis no futuro, caso você venha precisar.

Entre as perguntas comuns que devem ser feitas (e as respostas anotadas), a Anatel diz:

– Qual o número de protocolo do atendimento?

– Quando a promoção acaba?

– Quais as regras do reajuste?

– Quanto será cobrado por mês?

– Estou aderindo a alguma promoção? Se sim, quanto será por mês após o período acabar?

– Existe alguma multa caso cancele o contrato antes do período de fidelização?

Essas são apenas algumas das orientações que constam na cartilha.

Reclamando serviços de internet e TV por assinatura

As prestadoras de serviços de telefonia, internet e TV por assinatura devem manter um canal aberto com todos os seus clientes. Através desses canais os consumidores devem poder tirar dúvidas, solicitar informações e até mesmo registrar as reclamações.

Passo 1:
A Anatel explica que o consumidor deve registrar sua reclamação na operadora do serviço. Lembrando sempre de solicitar o protocolo desse atendimento. É através desse registro que o consumidor poderá acompanhar o andamento de sua reclamação.

Passo 2:
Sua reclamação à operadora não foi atendida adequadamente ou não foi atendida dentro do prazo estipulado. Agora é partir para uma reclamação na agência reguladora, a Anatel. Para proceder com a queixa à Anatel, os principais canais são:

– Telefone:
Central de Atendimento 1331, em dias úteis, de segunda à sexta, das 8h às 20h.
Para pessoas com deficiência auditiva, o número para ligar é 1332.

– Internet:
Acessando o Fale Conosco no site da Anatel (www.anatel.gov.br)

Passo 3:
Ao registrar sua reclamação na Anatel, o consumidor precisa ter em mãos o número de protocolo registrado na prestadora do serviço; o número do telefone com problema, se for o caso; o nome e o CPF do assinante.

Dicas para consumidores

Aqui no Finance One falamos já algumas vezes sobre direitos dos consumidores e com relação a produtos. É o caso da troca específica de produtos com defeito ou a troca de produtos normais.

O prazo para reclamar é, inclusive, um direito do consumidor. Segundo o artigo 26 do CDC, o direito de reclamar pelos vícios aparentes ou de fácil constatação caduca em 30 dias para serviços e produtos não duráveis. Para fornecimento de serviços e produtos duráveis, o prazo é de 90 dias. A contagem do prazo decadencial começa com a entrega do produto ou o término da execução dos serviços.

Outros direitos do consumidor que você deve conhecer são quanto ao nome sujo; conta corrente gratuita; regras da aposentadoria; no atraso de voos; para citar alguns temas que já apareceram aqui no site.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

serasa score
renda extra na crise
Consórcios
Casamento requer planejamento financeiro
Como funciona o Consórcio Honda