InícioNotíciasEconomiaRestituição do Imposto de Renda 2020: veja datas

Restituição do Imposto de Renda 2020: veja datas

0
(0)

Os contribuintes que estão a espera da restituição do Imposto de Renda 2020 podem ficar animados. Isso porque a Receita Federal reduziu de sete para cinco o número de lotes a serem pagos.

Mas por que o contribuinte precisa ficar animado com essa notícia? Porque com essa decisão da Receita Federal quem tem direito a receber o dinheiro do imposto, irá tê-lo em mãos mais cedo do que esperava.

papel com informações de imposto de renda e calculadora
Algumas pessoas já começaram a realizar a restituição do Imposto de Renda

É importante ressaltar que o primeiro e o segundo lote da restituição do Imposto de Renda 2020 já foram pagos, respectivamente, em 29 de maio e 30 de junho. Os outros três lotes restantes serão pagos no final de cada mês, até setembro.

Confira abaixo o calendário da restituição do Imposto de Renda 2020

1º lote: foi pago em 29/05/2020;

2º lote: foi pago em 30/06/2020;

3º lote: será pago em 31/07/2020;

4º lote: será pago em 31/08/2020;

5º lote: será pago em 30/09/2020.

Vale destacar que a consulta dos lotes é aberta sempre cerca de uma semana antes da data do pagamento. Para saber se o seu pagamento foi liberado, o cidadão deve entrar no site da Receita Federal, utilizando o número do CPF e data de nascimento.

Dessa forma, será possível saber se o seu pagamento está ou não no próximo lote a ser pago.

O que é a restituição do Imposto de Renda 2020?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre o que é a restituição do Imposto de Renda. Nada mais é do que a devolução do valor pago a mais ou a menos para a Receita Federal durante o ano anterior.

Por isso, se na entrega da declaração for indicada uma diferença positiva, significa que o contribuinte deve pagar o restante do tributo. Agora se for negativa, é porque existe um saldo a ser recebido e, você receberá a quantia especificada na conta corrente ou poupança.

Quando existem valores a serem pagos, a quitação será realizada à vista ou parcelada, com cadastro de débito automático na conta corrente do contribuinte. Mas caso tenha uma quantia a receber, o dinheiro será depositado pela Receita Federal na conta bancária da pessoa.

O que determina o resultado do cálculo do Imposto de Renda 2020 é o número de deduções realizadas na declaração. Sendo assim, quanto mais gastos passíveis de abatimento você tiver, maior será a chance de ter algum valor a receber no final do processo.

Como funciona a ordem de recebimento da restituição?

A notícia de que o número de lotes caiu é muito importante e favorável ao contribuinte. Mas, você sabe como funciona a ordem do recebimento da restituição?

É importante ter essa informação bem definida. E o FinanceOne te explica!

O primeiro lote, já pago, é exclusivo aos idosos, ou seja, pessoas acima de 60 anos, além de Pessoas com Deficiência (PcD) e também os professores, devendo o magistério ser a sua maior fonte de renda.

Já a partir do segundo lote, recebem os demais contribuintes de acordo com a data de envio da declaração. Dessa forma, aquela velha frase de quem declara mais cedo pode receber a restituição antes, é verdade.

E se eu precisei retificar? A sua declaração de Imposto de Renda continua válida, mas, para a restituição, valerá a data do envio da retificação. Dessa forma, você acaba indo para o fim da fila.

Você sabe como aumentar a restituição do Imposto de Renda?

Você sabia que dá para aumentar o valor da restituição do Imposto de Renda? Quem explica como isso funciona é o diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Welinton Mota.

“É importante correr, pois, depois que acabar o ano nada mais pode ser feito. A tão falada cultura do brasileiro de deixar o Imposto de Renda para última hora não tem apenas reflexo em erros que podem levar à malha fina. Ela também tem como resultado a diminuição da restituição dos contribuintes.” 

Segundo o especialista, existem ferramentas legais que fazem com que a restituição do Imposto de Renda seja ainda maior. O que inclui desde ações mais simples até as mais sofisticadas

Você pode pensar, por exemplo, desde guardar de forma adequada os comprovantes de gastos com educação e saúde ou então reservar uma parte para doações e a realização da previdência privada.

Welinton, no entanto, fez uma lembrança aos contribuintes, pois “a primeira coisa que deve ser avaliada para ter a restituição é se houve valores retidos, caso contrário não há o que se restituir”.

Gostou do conteúdo? Leia também sobre os 9 mitos do Imposto de Renda.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui