0
(0)
InícioNotíciasViagemTarifas de embarque mais caras: aumento de 5,39%

Tarifas de embarque mais caras: aumento de 5,39%

Com tarifas de embarque mais caras, viajar ficou mais caro. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) autorizou um reajuste de 5,39% nas tarifas de conexão, pouso e permanência nos aeroportos administrados pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).

Com a decisão, as tarifas de embarque doméstico saltaram dos atuais R$ 31,27 para R$ 32,95. Para embarque internacional, o valor passará para R$ 58,35.

Contudo, nas viagens internacionais, junto à tarifa de embarque os passageiros ainda pagam até US$ 18 adicionais, referentes ao Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC).

regras para cancelamento de viagem

De acordo com a Anac, o reajuste foi aplicado considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2017 e dezembro de 2018.

Esse índice é medido pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

No entanto, o reajuste ficou acima da inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

No ano passado, segundo o IBGE, o índice ficou em 3,75%, dentro da meta estipulada pelo governo no ano anterior.

Passagens aéreas mais baratas em 2019?

O Relatório Global Travel Forecast aponta que as passagens aéreas vão subir 2,6% em 2019. A boa notícia é que o Brasil deve seguir na contramão dessa tendência.

O estudo aponta que os custos das passagens aéreas devem ficar 3,1% mais baratos no país. Entretanto, com tarifas de embarque mais caras, isso pode não acontecer.

Para se ter uma ideia, em 2018, o preço das passagens aéreas registrou aumento que estabeleceu um recorde histórico.

No primeiro trimestre do ano passado, as passagens aéreas subiram 7,9% em comparação com o mesmo período de 2017, segundo a Anac.

Ainda de acordo com a Agência, as passagens aéreas no Brasil ficaram mais baratas entre os meses de abril e junho de 2018.

O preço médio das tarifas teve uma redução de 3,9% e chegou a R$ 334,84. Já no acumulado do primeiro semestre de 2018, o preço médio da tarifa aérea ficou em R$ 342,94.

O valor reflete um aumento da ordem de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a tarifa média fechou em R$ 337,84.

Vendas de passagens aéreas nacionais crescem 47,7% em 2018

As tarifas de embarque mais caras não interferiram no desejo do brasileiro de viajar.

Um levantamento feito pela agência Virtual Turismo apontou que houve um aumento de 47,7% nas vendas de passagens aéreas nacionais em 2018.

Segundo o estudo, o destino mais procurado pelos brasileiros no fim de ano foi São Paulo.

O estado registrou 18,35% das escolhas, seguido pelo Rio de Janeiro (11,88%), Brasília (6,08%), Fortaleza (5,74%) e Salvador (5,09%).

Já com relação às viagens internacionais, também foi registrado um aumento no volume de venda de passagens aéreas, de 0,79%, entre 2017 e 2018.

Dentre os destinos mais procurados está a cidade de Miami, na Flórida (EUA), com 8,28% da preferência dos brasileiros.

Como comprar passagens com melhores preços?

Levantamento da agência virtual ViajaNet revela que o preço de passagens aéreas pode variar em cerca de 25% de acordo com o dia da semana escolhido para viajar.

No estudo, a segunda-feira tem o bilhete mais barato em trechos nacionais. Enquanto que o domingo possui o tíquete mais caro.

A média geral de preços para viagens domésticas indica que a passagem aérea para embarque na segunda-feira é cerca de 15% mais barata em relação ao resto da semana.

Por outro lado, o domingo tem um custo 25% maior em relação à segunda-feira.

Em relação aos voos internacionais com saída do Brasil, o embarque de terça-feira tem o bilhete mais barato. O valor médio é cerca de 10% menor em relação aos preços do sábado, dia apontado como o mais caro da semana.

Nos demais dias, quase não há variação na tarifa.

A general manager do aplicativo que compara preços de passagens aéreas Voopter, Juliana Vital, aconselha que o brasileiro que tenha o costume de viajar com certa frequência aproveite suas milhas.

Ela lembra que dependendo da quantidade de pontos, as passagens podem ser obtidas sem nenhum custo.

A executiva orienta também a criar alertas que o notificam por e-mail e/ou push notification.

Medida que, segundo Juliana Vital, vai ajudá-lo a conseguir a passagem de seu interesse dentro do valor desejado.

Para isso, basta colocar o destino, datas e preço que você quer pagar. Vale experimentar!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Páginas Populares

Calculadora de Hora Extra

Calculadora de Rescisão Trabalhista

Correção do FGTS, vale a pena?

Conversor de Moedas

Rendimento Poupança 2021

5 Cartões de crédito sem consulta ao SPC e Serasa

8 plataformas para compra e venda de Bitcoin

Últimos Artigos

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?